!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

23.2.17

Como sobreviver quando estás doente na Universidade


Estar doente, por si só, já é suficientemente mau, e é uma grande chatice. Mas quando estamos na Universidade, em que damos calhamaços de matéria a cada semana, em que os professores muitas vezes nem sequer sabem o nosso nome, em que a pressão e a exigência chegam a atingir níveis astronómicos, é ainda mais difícil. Sejamos sinceros, os universitários não têm tempo para estar doentes, com tantos compromissos, testes, projetos, trabalhos para entregar...

Há uns tempos atrás, falei da maior probabilidade que os caloiros têm em ficar doentes porém, infelizmente, os outros estudantes universitários também não se safam.

Eu não fiquei doente no meu ano de caloira, mas fiquei este ano. Desde meios de outubro que andava com problemas de estômago horríveis, diarreia, e não conseguia comer nada sem ficar mal disposta. O problema foi piorando cada vez mais e eu, obviamente, comecei a recorrer a vários médicos, mas nenhum deles conseguia descobrir o que eu tinha. Só recentemente é que fui a uma endrocrinologista e descobri que tinha hipotiroidismo, daí os meus problemas de estômago. Não sei bem o que desencadeou o problema, mas muito provavelmente foi o stress que o causou.

Infelizmente, o nosso sistema imunitário desilude-nos de vez em quando, e "brinda-nos" com alguma doença. No entanto, é possível sobreviver ao facto de estar doente e estar na Universidade, seguindo estas dicas.


1. Não faltes às aulas, apenas em casos extremos: Embora estar com uma constipação, por exemplo, seja uma boa desculpa para faltares, quando melhorares vais-te arrepender. Na Universidade, a matéria é dada a uma velocidade alucinante, por isso é provável que, se faltares apenas dois dias, percas logo o fio à meada. Vai ser mais difícil estar atento/a e concentrado/a nas aulas assim, obviamente, mas é um esforço que certamente será recompensado. Guarda as faltas das aulas para situações mais graves, em que estejas muito pior.

2. Se faltares, pede apontamentos aos teus colegas: No caso de não teres conseguido mesmo ir às aulas ( o que é perfeitamente aceitável, até melhoras mais depressa se estiveres em casa) pede os apontamentos que os teus colegas tiraram durante estas.

3. Quer faltes ou não, assegura-te de que descansas bastante: Quer vás ou não às aulas, assegura-te que dormes e descansas o suficiente. É fácil estudar horas seguidas quando estás bem, mas quando estás doente o melhor é estudar menos horas e concentrado/a, do que muitas e cansado/a.

4. Mantêm-te hidratado/a: Beber água é muito importante quando estás bem, porém quando estás doente é ainda mais importante. Desta forma, melhorarás mais depressa.

5. Come muitos legumes e fruta: Lá por estares doente e triste por isso, não quer dizer que devas compensar-te a comer doces e fritos. Isso só te vai fazer piorar. Come muitos legumes, fruta e sopa, para assegurares que estás a fornecer as vitaminas essenciais ao teu organismo, que vão fortalecer o teu sistema imunitário e fazer com que melhores mais depressa.

6. Anda com o teu kit: Cria um kit com todos os medicamentos que necessitas para melhorares, e certifica-te que os tomas sempre às horas certas. Inclui coisas como Brufen, Benuron, Ilvico, Strepfen caso andes com dores de garganta...

7. Caso não melhorares ou tenhas algo grave, vai ao médico: Não esperes que algo de grave te aconteça para ires ao médico. Eu sei que os horários na Universidade são muito apertados e há muito que estudar, mas se não melhorares ou se sentires que tens algo grave, o melhor é consultar um médico o mais rápido possível.



E vocês? Têm algumas dicas para sobreviver ao facto de se estar doente na Universidade?

4 comentários:

  1. Canja - é algo que associo sempre à doença :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não gosto de canja, muito menos quando estou doente xD.

      Eliminar
  2. Muitas vezes o que nos cura é mesmo o colinho da mamã :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, o amor de mãe cura quase tudo e, quando não cura, ajuda :).

      Eliminar