!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

25.6.17

2º semestre do 2º ano de Enfermagem


Esta semana acabou o meu 2º ano de Enfermagem. Como os meus pais gostam de dizer nos jantares de família, já sou meia enfermeira! Estes dois anos passaram a correr, ainda me lembro do meu primeiro dia como caloira ( que saudades!).  Estou orgulhosa de tudo o que aprendi e já conquistei até agora, e estar neste curso, apesar de todo o esforço e cansaço físico e mental, está a valer a pena. Já sou uma pessoa diferente, com mais maturidade, e com uma vontade cada vez maior de ajudar sempre o próximo.

Antes de mais nada, não estranhem não ver aqui nomes de cadeiras. A partir deste ano, só terei aulas no 1º semestre, no 2º semestre terei sempre estágios. No último ano, só terei aulas até novembro, depois tenho um último estágio e, a seguir, vou para o derradeiro estágio, o de integração à vida profissional. Tal como já disse várias vezes aqui no meu blog, o meu curso é muito prático, pelo que não estranhem não ver muitas cadeiras.

Falando deste semestre que passou, foi ainda mais duro do que o anterior. Além de ter tido o meu primeiro estágio a sério ( sim, porque o do primeiro ano, comparado com este, foi brincadeira de crianças), os professores decidiram fazer greve durante todo o tempo de estágio, o que causou algum nervosismo e incerteza nas notas mas, felizmente, tudo acabou por correr bem.

Neste post irei falar um pouco sobre os dois ensinos clínicos que tive neste semestre, os seus objetivos, a duração, e aquilo que eu achei. Ao longo do ano, já fui falando um pouco sobre os meus estágios ( podem ver aqui) , como estavam a correr, mas achei interessante explicar tudo direitinho.


Ensino Clínico II- Enfermagem em Contexto de Medicina


Para quem não se recorda, o meu primeiro ensino clínico era no âmbito da cadeira Fundamentos de Enfermagem, ou seja, era uma introdução aos estágios, basicamente. Fomos para um centro de saúde que foi quase só observação, e depois fomos para o Hospital de Braga, onde só prestávamos cuidados de higiene, medíamos sinais vitais e fazíamos posicionamentos. Já perceberam porque é que eu digo que isto foi uma brincadeira de crianças, não já? Pois, é que neste estágio fizemos muito mais do que isso, o que foi um grande embate com a realidade.

Neste estágio, em que a primeira parte foi em contexto hospitalar ( eu já explico depois como foi a segunda parte), começámos por ter apenas um doente atribuído, mas éramos 100 % responsáveis por ele. Isso significa que, além de fazermos as coisas que já fazíamos no 1º ano , como prestar cuidados de higiene e medir sinais vitais, tínhamos que administrar medicação ( via oral, endovenosa, subcutânea), algaliar, fazer colheitas de sangue, otimizar cateteres e puncionar... Fazíamos mesmo de tudo. Numa fase mais avançada do estágio, começámos a ter dois doentes, e começámos também a fazer passagens de turno, em frente a toda a equipa de enfermagem ( o que, no início, foi intimidante, mas lá nos habituámos). 

Este estágio foi o mais longo, teve a duração de 8 semanas, e foi muito duro, independentemente do serviço em que estivéssemos ( claro que para os que tiveram em Oncologia, como eu, ou em Neurocirurgia, foi um pouco mais), pois foi a primeira vez que tivemos que fazer uma série de procedimentos que nunca tínhamos feito, o que causou algum nervosismo, porque desta vez já estávamos mesmo a afetar a vida das pessoas, e cometer erros, apesar de ser humano, tinha que ser evitado ao máximo. No entanto, foi extremamente enriquecedor em termos de aprendizagem, e permitiu-nos adquirir competências essenciais para os estágios seguintes.

A segunda parte deste estágio foi agora em finais de Maio e Junho, e foi em unidades de cuidados continuados e lares de idosos. Durou, no total, 4 semanas. Na minha opinião, foi um estágio um pouco estúpido, porque era de observação participada ( o que, trocando em miúdos, era não fazer quase nada) e, além disso, não estávamos a ser avaliados pela prática, só por um relatório, feito em grupos de 10. Portanto, a possibilidade de reprovarmos neste estágio era quase nula, o que fez com que muitos alunos andassem para aí a fazer faltas coletivas, a ver filmes em estágio, a passear, mas isso agora é outra história. O que me irritou particularmente foi que, nas unidades de cuidados continuados, nós já sabíamos fazer tudo, como administrar medicação, mas não nos deixavam fazer, porque estávamos em observação participada. Eu ainda tive a sorte de me terem calhado uns enfermeiros fixes, que não ligaram às tretas que a minha faculdade disse, e me deixaram fazer tudo, mas outros não tiveram a mesma sorte. 

Apesar de tudo, ainda deu para aprender algumas coisas neste estágio, nomeadamente as rotinas das unidades de cuidados e lares de idosos, bem como o seu funcionamento e objetivos. Contudo, na maior parte do tempo, foi uma seca, não fazíamos nada a maior parte do tempo. Este estágio bem que poderia ter durado 2 semanas em vez de 4, seria mais que suficiente.


Ensino Clínico III- Enfermagem em Contexto Cirúrgico


Este estágio foi aquele que antecedeu a segunda parte do Ensino Clínico II ( alguns leitores devem estar confusos, mas a minha faculdade é mesmo assim, misturam estágios), e teve a duração de 6 semanas. Também foi em contexto hospitalar mas, desta vez, em serviços de Cirurgia, como Ortopedia. 

Neste ensino clínico, além de fazermos os procedimentos que já fizemos no estágio anterior, fizemos outros novos, como ligaduras de todo o tipo, trações, treino de marcha... Foi o estágio que eu mais gostei este ano, porque aprendi imenso sobre reabilitação, uma área que acho muito interessante e extremamente compensadora ( não há sensação melhor do que ver um doente que, antes de o acompanharmos, não andava e, após algumas semanas de reabilitação, andar como se nada fosse).

Foi um estágio mais fácil do que o anterior, mas isso deve-se ao facto de já termos ganho competências e traquejo, o que nos permitiu estar muito mais à vontade.  


Por agora, estou de férias! Para o ano há mais.

Estudantes por aí? Como correu o vosso ano letivo?

44 comentários:

  1. muito bem! parece-me que estás a adorar e isso é o mais importante :D beijinho
    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
  2. Parabéns, desejo-te a maior sorte do mundo para o próximo ano :) A mim ainda me faltam duas semanas para acabar o meu primeiro ano em Redes e Sistemas Informáticos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada :).
      Boa sorte para as tuas duas últimas semanas, está quase :).

      Eliminar
  3. O meu ano não tem fim x) Estou a fazer a tese, por isso nada de férias...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há-de chegar... Bom trabalho para a tua tese :).

      Eliminar
  4. Que bacana. Enfermagem é uma profissão linda! <3
    Muito sucesso pra você flor!

    Beijocas,

    www.nossoglamour.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  5. Acho linda a profissão, esse post me fez ter vontade de pensar nela talvez no futuro. Beijos, http://destinoemilcoisas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. É tão giro acompanhar a tua evolução, Cherry! Nota-se que és apaixonada pelo teu curso/profissão e isso é fantástico - se nós o vemos nas tuas publicações, tenho a certeza que os teus pacientes também o sentem :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É engraçado, cada vez mais gosto mais do meu curso. As dificuldades não me assustam, só me fazem querer mais isto :).
      É isso que quero que os meus pacientes sintam:).

      Eliminar
  7. Boas férias e que tudo continue a correr bem!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  8. Respostas
    1. Não o é mas, se pensarmos bem, todos os cursos são difíceis à sua maneira.

      Eliminar
  9. Gosto imenso quando leio partilhas de experiências de outros cursos. É uma excelente forma de saber o que se faz na prática. Acredito que o segundo estágio tenha sido mais complexo. O contexto hospitalar não é fácil, mas por sua vez é um óptimo local para aprender e adquirir experiência :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gosto de ler este tipo de posts, é por isso que os comecei no meu blog.
      Sim, o contexto hospitalar é muito mais enriquecedor em termos de aprendizagem do que os outros sítios :).

      Eliminar
  10. Os estágios são duros, mas aproveita ao máximo para estares bem preparada no final do curso! Boa sorte! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou aproveitar, quero estar bem preparada no final. Obrigada :).

      Eliminar
  11. Muitos parabéns linda, que te corra melhor ainda daqui para a frente!

    Beijinhos,
    Melissa Sousa
    NOVIDADES NO MEU CLOSET | STRADIVARIUS

    ResponderEliminar
  12. Há uns meses fui operada num hospital universitário. Perguntaram-me se um estagiário podia colocar o soro e eu disse que sim. Doeu horrores, ele acabou por não conseguir dar com a veia, fiquei com o braço todo negro mas espero que tenha contribuído para a aprendizagem dele...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deve ter sido mesmo horrível para ti. Ao menos que ele tenha aprendido.
      Eu, por acaso, a colocar soros tem-me corrido bem, fora algumas chatices, às vezes, como quando aquilo não corre.

      Eliminar
    2. Foi mas como sou técnica de investigação e tenho estudantes tornei-me mais tolerante.

      Eliminar
    3. Imagino que sim, que com o passar do tempo, te habitues a lidar com estudantes :).

      Eliminar
  13. Muita sorte para ti e já agora, boas férias. Ainda bem que correu bem. :)

    ResponderEliminar
  14. Nem sabes como gostei tanto de ler a tua experiência e saber como te sentiste. Acho que a forma como escreves ainda me cativa mais a continuar. Espero que para o ano corra tudo bem. Boa sorte! Beijinhos :)

    https://recomecar-mariana.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Boas férias, aproveita bem! :D
    Que o próximo ano seja ainda melhor!

    A Marca da Marta

    ResponderEliminar
  16. o ano passado candidatei-me a enfermagem, mas acabei por entrar noutro curso.
    no início estava chateada, achava que queria mesmo enfermagem, mas depois habituei-me ao meu curso e agora penso que há males que vêm por bem!! (continuarei sempre a ter um carinho especial por enfermagem)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que interessa é gostares do teu próprio curso :). Mas se ainda assim sentes que querias enfermagem, tenta outra vez e muda.

      Eliminar
  17. Devo dizer que, feita estúpida, te imaginava num curso como Línguas, Literaturas e Culturas (lá está, as aparências iludem!) mas é muito interessante ver que conjugas vários interesses ;) Boa sorte para os próximos anos! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é uma ideia estúpida de todo, eu tambem acho esse curso interessante. Os meus amigos costumam brincar comigo, porque eu tanto gosto de letras como de ciências, não me decido xD Mas eu sou assim, dou para os dois lados e, de certa forma, os meus interesses complementam-se.
      Obrigada :).

      Eliminar
  18. Engraçado como na Universidade do Minho acabamos o ano mais cedo do que na generalidade das instituições de ensino superior!
    É interessante ler estas experiências de pessoas que estão em cursos bem diferentes!

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, os meus amigos das outras faculdades, muitas vezes, só acabam a meio de Julho. Somos mesmo uns sortudos neste aspeto :).

      Eliminar
  19. Gostei muito de ler este teu post! E perceber o quão diferente é na minha universidade.
    Temos mais estágios, alguns mais curtos, em simultâneo com aulas.
    Desde o primeiro estágio que fazemos logo tudo, administração de fármacos... tudo. Mas achei interessante a vossa dinâmica em que se focam primeiros nos cuidados de higiene. ;)

    Também estagiei em Oncologia no IPO e adorei. Apesar de ser ridiculamente difícil para um aluno.

    Certamente que irei também partilhar a minha experiência.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É engraçado como os programas de um mesmo curso são diferentes de universidade para universidade
      Sim, é mesmo difícil estar neste tipo de serviços.
      Estou curiosa para ler :).

      Eliminar
  20. Que bom foi ter lido isto! Não sei porquê, mas gostei particularmente do tom que empregaste nas tuas palavras, não sei, talvez por estares mais matura em relação àquilo que exerces, deixa-me que te diga que se denota um crescimento fascinante na tua personalidade, não só enquanto ser humano, mas enquanto estudante e futura enfermeira!
    Desejo-te o maior sucesso, e aqui estarei para acompanhar isso! E boas férias, pois mereces!

    Beijinho,
    LYNE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada <3. De facto, este ano ajudou-me a crescer imenso, tanto a nível profissional como pessoal. Foi mesmo uma grande aprendizagem!

      Eliminar