!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

9.2.16

1º semestre do 1º ano de Enfermagem


Hoje começou o meu 2º semestre na faculdade. Por isso, achei que seria interessante fazer uma retrospectiva sobre o meu semestre anterior, que foi também o meu primeiro semestre na faculdade. E não há sítio melhor para fazer esta retrospectiva do que aqui no blog.

Não querendo ser acusada de plágio pela Inês do Bobby Pins ( vejam os posts dela sobre o seu curso, são muito úteis, como este aqui), acho que seria muito útil escrever sobre os  meus semestres para quem está a pensar entrar ou esteja em Enfermagem.

Para quem não sabe, eu entrei em Setembro do ano passado ( quem me ouvir falar pensa que já foi há um ano, mas na verdade só foi ainda há uns meses) em Enfermagem na Universidade do Minho. Tinha média para entrar em todos as zonas do país, mas ainda assim passei o Verão um bocado stressada porque, azarada como eu sou, as médias ainda poderiam subir vários valores e eu não entrar. Felizmente, isso não aconteceu, e eu entrei na Universidade do Minho com bastante facilidade, um valor acima da média de ingresso ( e só não entrei com melhor média porque Física e Química lixou-me a vida no secundário, mas isso agora já é passado).

O primeiro semestre foi uma montanha-russa de emoções. Por um lado, foram os meus primeiros meses como caloira. Foram os melhores meses da minha vida: experimentei a praxe e adorei, conheci pessoas fantásticas ( tanto caloiros como Doutores), fiz muitas coisas engraçadas na praxe... O início do primeiro semestre foi marcado também por muitas festas, jantares de curso e muita animação... Por outro lado, foram meses muitos stressantes: as primeiras aulas, os professores que não sabiam o nosso nome (nem nunca chegaram a saber), os primeiros trabalhos escritos e de grupo ( "trabalhos de grupo" significam sempre drama), as primeiras frequências, as primeiras desilusões com as notas ( principalmente com as de Anatomia), ter sido obrigado a desistir da praxe pelos meus pais ( caso não saibam do que estou a falar, leiam este post)... No entanto, no geral foi um bom semestre.

No 1º semestre do meu 1º ano em Enfermagem tive 4 cadeiras: Fundamentos de Enfermagem I, Fundamentos dos Sistemas do Corpo Humano ( também conhecida como Anatomia), Biologia Celular e Molecular e PFFS ( Família, Pessoa, Sociedade e Saúde). Decidi falar neste post sobre estas cadeiras separadamente, para vocês compreenderem melhor em que consiste cada cadeira. Aviso já que vai ser um post um pouco longo ( tenho que trabalhar na minha capacidade de síntese), mas como está tudo dividido é de leitura mais fácil e podem ler apenas o que vos interessa.



Fundamentos de Enfermagem I

Uma pequena nota: todas as cadeiras que começam com "Fundamentos.." são mais as mais complicadas. Nem são cadeiras, são mais sofás! Uma pessoa lê no plano curricular do curso " Fundamentos de não sei o quê" e pensa " Fundamentos? Isto deve ser a cadeira mais fácil" e depois chega à época de frequências e tem vontade de cortar os pulsos. Pronto, já aprenderam a lição: se alguma cadeira for " Fundamentos de qualquer coisa" agarrem-se aos livros/ apontamentos dessa cadeira, porque esta vai-vos fazer derramar muitas lágrimas.

Posto esta pequena ( e não muito animadora) nota, vou falar-vos então da cadeira. Fundamentos de Enfermagem I é, tal como o próprio nome indica, os conceitos básicos desta profissão. Mas não se deixem enganar pelo nome, têm-se que estudar muita coisa: a evolução da Enfermagem ( desde o tempo dos dinossauros até aos dias de hoje.), os tipos de pensamento em Enfermagem ( que é como quem diz, 1263829 teorias diferentes), o Autocuidado, o Comportamento do Enfermeiro,  Cuidar em  Enfermagem... Desta quantidade enorme de matéria, aquilo que é mais importante é  o Autocuidado ( quem estiver em Enfermagem vai estar sempre a ouvir esta palavra, e que não se atreva a não saber o que significa), o Comportamento do Enfermeiro e o Cuidado de Enfermagem. O resto é "palha"! Mas obviamente que temos que decorar tudo para a frequência. Mas uma vez feita esta cadeira, é basicamente isto que é preciso reter.

As aulas que tive desta cadeira forma quase todas em trabalhos de grupo. Fomos autênticos autodidatas! Chegou a ser rídiculo até a quantidade de trabalhos de grupo que tivemos de fazer. Cá entre nós, a maior parte da matéria era tão entediante que nem os professores se davam ao trabalho de dar aulas, o que acabou por nos prejudicar.

Esta cadeira é, apesar de tudo, de extrema importância e talvez até a mais importante. Se uma pessoa não passar a esta cadeira, não vai a estágio e reprova automaticamente de ano. E vocês pensam " mas quem é que vai reprovar a uma cadeira tão fácil, que só é decorar?". Isso é o que eu e os meus colegas estivemos a pensar um semestre inteiro até chegar à frequência. E quando chegamos à frequência, arrependemo-nos de não ter dado tanta atenção à cadeira. A frequência foi muito difícil. Perguntas muito abstratas, manhosas do tipo " escolha a opção mais verdadeira" ( e todas as opções eram verdadeiras), perguntas que nada tinham a ver com o que estava nos nossos apontamentos ( muitas vezes só quem tinha ido às aulas todas sabia responder, dou Graças a Deus por ter ido a todas as aulas.)....

Passei a esta cadeira logo à primeira, mas muitos colegas meus não tiveram essa sorte. Não volto a cometer o mesmo erro com Fundamentos de Enfermagem II. 


Fundamentos dos Sistemas do Corpo Humano ( AKA Anatomia)


Este é o verdadeiro cadeirão do 1º ano de Enfermagem. Faz-vos chorar, gritar, rezar mesmo que vocês não sejam religiosos, e chegas mesmo a preferir morrer do que teres de fazer exame a isto. Pronto, já perceberam que esta cadeira é mesmo horrível. Mas ninguém pode ser enfermeiro se não a fizer ( pelo bem da Humanidade, não gostaria de ser tratada por pessoas que não sabem onde fica o músculo Esternocleidomastoideu...). 

Esta é o tipo de cadeira a que vocês têm que ir às aulas todinhas ( e estar atento/a do início ao fim), fazer resumos e estudar desde o início e, depois de todo este trabalho e esforço, ainda muita coisa pode correr mal. Por isso, o melhor é estudar esta cadeira do início. 

A quantidade de matéria é enorme. Noutros cursos existe Anatomia I e II, Fisiologia I e II, Histologia,... Aqui na Universidade do Minho não, é tudo na mesma cadeira, no mesmo semestre. Para matar uma pessoa mais rápido, só pode! Basicamente, tivemos que decorar 1500 páginas de matéria para duas frequências, mais saber de cor e salteado, da frente para trás e de trás para a frente, todos os cantos possíveis e imaginários do corpo humano para o teste prático.

Reprovei a Anatomia. Por 3 décimas, que crueldade! Estou à espera de uma eventual oral para ver se me safo, mas ainda não soube de nada ( EDIT 16 Fevereiro: os professores fizeram uma oral para quem tinha média superior a 8 e eu fui lá, tentar a minha sorte. Consegui passar! Livrei-me do cadeirão do ano!)



PFFS ( Pessoa, Família, Sociedade e Saúde)

Esta cadeira é como se incluísse sub-cadeiras dentro dela: tive Pscicologia, Sociologia e ainda Contextos de Saúde,... Gostei bastante desta cadeira. Acho que foi a minha preferida neste semestre. Aprendi tanta coisa que certamente me vai ser muito útil para enfermagem e até para a vida em geral: aprendi as formas mais adequadas de comunicar, de abordar as pessoas, aprendi que a nossa linguagem corporal diz muito sobre o nosso grau de interesse, aprendi formas de pensamento e comportamento, aprendi mais sobre a sociedade e como esta funciona... Uma cadeira extremamente prática e útil.

É uma cadeira muito fácil, até podia ter faltado às aulas e ter passado na mesma. Mas obviamente que não seria a mesma coisa. São cadeiras como esta que, no futuro, nos tornam enfermeiros mais humanos, prontos a atender às necessidades dos pacientes. 

Esta cadeira foi a melhor nota do meu primeiro semestre: 16, upi!



Biologia Celular e Molecular

Apesar de não ser uma cadeira tão difícil como Anatomia, não lhe fica muito atrás. É uma cadeira muito trabalhosa, com muitos pormenores, que exige muito tempo para estudar.

Nesta cadeira, aprendi ( ou decorei, vá, depois da frequência esqueci metade) tudo sobre Biologia, desde células, a todos os processos do metabolismo, DNA ( e tudo relativo a este), proteínas... Tive que estudar tanta coisa que nem sei o que enumerar aqui!

Os resumos de Biologia do Secundário foram-me bastante úteis para esta cadeira. Aliás, não sei o que teria sido de mim sem eles. Tive uma professora de Biologia no Secundário que ensinou mais matéria do que aquela que estava no programa, ou seja, ensinou matéria que é lecionada na universidade. Dou graças a Deus por ter tido uma professora excelente no Secundário, que se deu mesmo a esse trabalho. Agora que cheguei à universidade e tive esta cadeira, foi muito mais fácil de estudar pelos resumos que já tinha feito, em vez de ter 1892739 para fazer a frequência. Sem dúvida que estudar pelos resumos do Secundário foi uma mais valia.

Acabei de constatar agora que escrevi muitos pontos de exclamação neste post. Para verem o semestre cheio de emoções que tive!

No geral, até me safei bem neste semestre, tendo em conta o choque que foi em relação ao Secundário (acreditem, o secundário não vos prepara em nada para a faculdade). No segundo semestre existem várias coisas que quero melhorar, e não pode voltar a acontecer o que me aconteceu a Anatomia.


E a malta destes cantos que anda na universidade? Como correu o vosso 1º semestre?


24 comentários:

  1. Parece ter sido um ótimo semestre! Tens uma sorte em só ter 4 cadeiras! Eu tenho seis... A minha biologia celular não tem grande coisa em comum com o secundário, mas fez-se na mesma eheh! Anatomia só para o ano, mas o cadeirão do meu curso é mesmo orgânica que vai ser o meu terror neste semestre que se avizinha!
    Beijinhos,

    http://try-to-be-a-rainbow-in-someones-cloud.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foram só 4 cadeiras, mas Anatomia valia logo por 3!
      Boa sorte, vais ver que vais conseguir :).

      Eliminar
  2. Ainda bem que foi um bom semestre! :)

    R: Tens toda a razão e tens mesmo de experimentar! :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou experimentar, assim que passar pelo supermercado :).

      Eliminar
  3. Não sou da área da saúde, mas a forma como descreveste as disciplinas agradou-me imenso!! Boa sorte com anatomia! Tenho a certeza que vais dispensar o cadeirão! Eheh, beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Parabéns pelo sucesso do primeiro semestre e que o segundo semestre te corra bem :)

    ResponderEliminar
  5. estou no 2º ano,Semestre muito difícil mesmo :( , vou ter ainda + 2 exames (recurso) ás cadeiras mais chatas e difíceis, tenho um já amanha e parece que não sei nada!, o mais provável é chumbar, não estou a atirar a toalha ao chão, estou só a ser realista, mas não se morre se acabarmos o curso em 4 ou 5 anos para além dos 3 normais em licenciaturas pois não? i hope not :( cumprimentos! gostei muito do teu blog sigo sempre com atençao embora so agora esteja "a dar a cara" xD sentido de humor fraco n ligues, boa sorte!! pó semestre :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não podes pensar assim, tem que pensar sempre que vais passar. Eu a BCM pensava que ia reprovar, mas fui para a frequência com espírito de " Vou passar nem que morra amanhã!" e passei.
      Bem lá isso é verdade, mas é muito melhor se acabares o curso "dentro do tempo normal" :).
      Obrigada, fico feliz por gostares :).

      Eliminar
    2. omg!!, Consegui passar a todas deste ano! :O , ty so much for your words of inspiration Cherry , obg obg obg

      Eliminar
  6. Hey! Estou no 2º ano, também de Enfermagem, mas no Porto. Boa sorte com Anatomia, espero que consigas ultrapassar esse "bicho". Quanto à cadeiras começadas com "Fundamentos", acrescentaria apenas que isso também se aplica a "Introdução a"... De facto, são as piores.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :).
      Sim, as cadeiras "Introdução de não sei o quê" também costumam ser lixadas.

      Eliminar
  7. Até eu que não sou de Enfermagem gostei deste post! :)

    ResponderEliminar
  8. eu passei a tudo, nem sei bem como, mas também ainda não tive anatomia nem fisiologia nem nada disso. o nosso semestre inteiro basicamente a tua cadeira pffs dividida em várias outras, bioquímica e introdução à enfermagem (o mesmo que a tua dos fundamentos xD) e concordo que as que envolvem psicologia e antropologia são de longe as mais úteis e interessantes, aliás, foram as únicas de que gostei xD
    boa sorte para o segundo semestre!
    beijinhos, Noelle :) http://supergirlinconverse.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É ligeiramente diferente o teu programa, mas vai dar tudo ao mesmo.
      Obrigada, igualmente :).

      Eliminar
  9. Quando li o teu post veio-me logo à cabeça o desespero de um primo meu que também andou a estudar enfermagem, mas na Escola Superior de Enfermagem do Porto.
    Eu ainda não entrei na universidade, mas estou a meses de o fazer... mas eu vou rumar para a área da Economia, que também não é pêra doce!
    Boa sorte para o próximo semestre!

    Cidadã do mundo desconhecido
    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :).
      Boa sorte, espero que consigas entrar no curso que queres :).

      Eliminar
  10. Eu frequento o 1º ano do curso de Enfermagem na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e achei super interessante este post. A única cadeira igual que temos é Fundamentos e Procedimentos de Emfermagem I e dás coisas nela, que eu dou na cadeira de Epistemologia (História de enfermagem, teorias, etc...). Super interessante mesmo. Boa sorte para o 2º semestre e principalmente, boa sorte na Anatomia. Eu vou ficando atenta por aqui. Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O programa curricular de um mesmo curso varia muito de universidade para universidade, pelo que tenho visto, mas o conteúdo é o mesmo.
      Obrigada, boa sorte para ti também :).

      Eliminar
  11. Olá :) em principio este ano vou entrar em enfermagem, é preciso ter um PC para o curso? O meu portátil estragou-se e queria saber se me safava com o computador fixo que tenho em casa ou se preciso mesmo de um portátil para trabalhos de grupo ou mesmo para as aulas....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo a tua situação, mas infelizmente neste curso e em muitos é mesmo crucial ter um computador portátil, nem que seja dos mais fraquinhos. Eu lembro-me que no meu primeiro dia de aulas os professores disseram-nos para adquirir um portátil para nós se ainda não tivéssemos, porque o íamos usar muito e, de facto, foi verdade, já fiz imensos trabalhos e relatórios.
      Eu em breve vou publicar um post com os essenciais para a universidade :).

      Eliminar