!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

12.6.17

Thirteen Reasons Why: Diferenças entre o livro e a série


Depois de ter visto a série e, apesar de ser da opinião que esta promove o suicídio em vez de o combater, decidi ler o livro. E não me arrependi porque, apesar de a história ser a mesma, deu-me uma perspetiva diferente sobre esta.

Quando um livro passa para filme/série muitas coisas podem ser mudadas. Às vezes, são só meros detalhes que são mudados, outras vezes são coisas com maior impacto no enredo. No caso de "Thirteen Reasons Why", muitas foram as mudanças, algumas que fazem grande diferença na história.

( Atenção: este post contém spoilers. Se não leram o livro ou viram a série, não leiam este post).


1. Os pais de Hannah são donos de uma sapataria: Na série, os pais de Hannah são donos de uma loja de conveniência, e a sua grande preocupação é Walplex, um grande supermercado que ameaça levar as lojas pequenas à falência. Porém, no livro, os pais são donos de uma sapataria e a sua principal concorrência é um grande centro comercial. Não é uma diferença relevante mas, na minha opinião, faz muito mais sentido serem donos de uma loja de conveniência, porque dava mais espaço para enredo e para dramas como dívidas.

2. Clay ouve todas as cassetes numa noite: Depois de me ter revoltado aqui por o Clay da série demorar demasiado tempo a ouvir as cassetes e até ponderar desistir (que as outras personagens até ficavam irritadas com tamanha lentidão, incluindo o Tony, que dizia que ele era o mais lento de todos), fiquei agradavelmente surpreendida com o Clay do livro. No livro, o Clay ouve todas as cassetes em apenas uma noite, e nem por um momento pensa em desistir.

3. Clay não descobre imediatamente que é o Tony que tem o segundo conjunto de cassetes: Na série, Clay descobre logo que é Tony que tem o segundo conjunto de cassetes, mas no livro ele só descobre depois de ouvir a quarta cassete.

4. Clay não é tão desastrado no livro: Na série, Clay, distraído pelas cassetes, esbarra com a bicicleta contra um carro. No livro, Clay não é tão azarado, apenas fere a mão numa cerca.

5. As redes sociais não eram usadas no livro: Na altura em que o livro foi lançado (2007), já existiam redes sociais como o Twitter e Facebook, mas não tinham a mesma força e impacto que têm nos adolescentes nos dias de hoje. Por isso, é perfeitamente normal que no livro os rumores fossem espalhadas à moda antiga, conversando. Já na série, os rumores são espalhados através de sms e de redes sociais.

6. Clay e Hannah não são assim tão próximos:  Esta é uma das poucas coisas que eu não gostei no livro, o facto de o Clay e a Hannah mal se conhecerem, só terem interação no trabalho e pouco mais. Na série, a relação deles é muito mais profunda, têm uma forte amizade, o que justifica melhor os sentimentos de Clay.

7. Os pais de Hannah mal aparecem no livro: Como no livro a história passa-se toda numa noite, não vemos os pais de Hannah a confrontar-se com a morte da filha, a processar a escola nem a enfrentar o seu longo processo de luto. A série mostra-nos muito mais aprofundadamente a dor e sofrimento dos pais que perdem a sua filha por suicídio.

8. No livro, só vemos a história por duas perspetivas, a da Hannah e do Clay: Como a história é narrada na primeira pessoa, por Clay, que ouve as cassetes da Hannah, só vemos a história pela perspetiva desta duas personagens. No livro, nunca temos noção da reação dos outros elementos que aparecem nas cassetes. Portanto, neste aspeto, a série foi um bom complemento do livro.

9. A ordem das cassetes é diferente: No livro, Clay é a 9ª pessoa a receber as cassetes, enquanto que na série é a 11ª, escolha avançar o Bryce ( o 12º da lista), e dá diretamente as cassetes ao Sr.Potter.

10.  Clay nunca confronta Bryce nem grava a sua confissão: Como a ordem das cassetes é diferente no livro, esta cena da série nunca acontece. Além disso, ele nunca grava nada na última cassete.

11. O grupo do Monet´s tem um lema diferente: Numa tentativa de atualizar a gíria dos adolescentes ( penso eu que tenha sido essa a razão) , Hannah, Alex e Jessica passam a dizer " FML" em vez da frase " olly olly oxen free".

12. Sheri tem um nome diferente no livro: No livro, a personagem Sheri chama-se Jenny Kurtz. Quando comecei a ler, ao início fiquei confusa, do tipo " não me lembro de ouvir falar desta personagem na série", mas pela história reconhecia-a.

13. O Jeff é uma personagem muito menos importante no livro: Na série, é é referido imensas vezes, e aparece frequentemente como um rapaz popular e querido por todos. Já no livro, mal se fala nele, a não ser na sua morte, que é a mesma, num acidente de carro.

14. Courtney aparece nas cassetes por razões diferentes: Courtney continua a ser uma falsa e hipócrita nos livros, mas as suas ações foram ligeiramente diferentes. No livro, Courtney passa na mesma uma noite na casa de Hannah para apanhar o stalker, mas em vez de se embebedarem e beijarem, só fazem uma massagem nas costas. Na minha opinião, faz muito mais sentido Courtney ser lésbica, porque isso justificaria um pouco melhor as suas ações ( o tentar esconder dos outros e, para isso, lixar a Hannah).

15. A Hannah suicida-se de uma forma diferente: No livro, a Hannah suicidou-se com medicamentos, enquanto que no filme foi por automutilação. Suponho que os produtores tenham feito esta mudança para causar mais impacto e choque, o que, sem dúvida, resultou.


De momento, não me lembro de mais diferenças. E vocês, lembram-se de mais alguma diferença entre o livro e a série?


6 comentários:

  1. Por acaso já tinha lido um post do género, mas não tinha tantas diferenças como tu :p

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
  2. BOM DIA MUITO LINDO SEU BLOG!!AMEI BJS
    GOSTEI DO GÊNERO.
    hTTP://UNHASDARAQUEL.BLOGSPOT.COM

    ResponderEliminar
  3. Eu também li o livro e gostei muito. :)

    Um beijo,

    www.purestyle.com.br

    ResponderEliminar
  4. Adorei esta série e depois de ler todas as diferentes fiquei com vontade de ler o livro! Btw, mal posso esperar pela segunda temporada!

    www.catarinasantiago.com | Canal de Youtube

    ResponderEliminar
  5. Acho que consigo gostar mais da série, por estas mesmas razões...

    ResponderEliminar