!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

5.12.16

Porque é que não deves elogiar as pessoas quando perdem peso


Ok, eu já sei que muitas pessoas já me estão a dar na cabeça só de ler o título. Porque motivo não podemos elogiar uma pessoa que se esforçou para fazer uma mudança positiva na sua vida?

Perder peso, nos dias de hoje, está na moda, mesmo quando nem temos peso para perder. Principalmente, perder peso está na moda nas mulheres, que parece que estão todas numa competição para ver quem perde mais peso e quem tem a melhor dieta. Se bem que agora acho que essa moda até já conquistou os homens. Acho que se está a tornar numa espécie de obsessão doentia da sociedade.

Se há coisa que as pessoas gostam muito é de elogiar a perda de peso uma das outras. Na minha opinião, acho muitos desses elogios desnecessários e, de certa forma, insultuosos.  Mesmo para quem perca peso mesmo por necessidade não por moda, por necessitar de fazer essa mudança na sua vida, considero que talvez seja melhor não elogiar assim "à balda". Eu vejo esta cena de elogiar as pessoas pela sua perda de peso um mau hábito que tenho de quebrar. Passo a explicar porquê.


1. Esse elogio é, de certa forma, insultuoso: Tal como disse acima, elogiar uma pessoa que perdeu peso pode, de certa forma, ser insultuoso. Por exemplo, ao dizer " estás tão bonito/a agora que emagreceste" estão a dizer, indiretamente, que a pessoa era feia quando tinha mais peso. Além disso, ao elogiar determinada pessoa pela perda de peso, estão a dar a entender que tiveram a julgá-la e a apreciá-la o tempo todo quando esta era mais gorda. O melhor mesmo é só elogiar quando esse elogio é pedido como, por exemplo, quando a pessoa torna o seu processo de perder peso do conhecimento público.

2. Estás a alimentar a obsessão da sociedade com o peso: A sociedade está toda obcecada com a perda de peso e a magreza extrema ( em grande parte, a culpa é dos meios de comunicação e das celebridades de Hollywood). E acho que a obsessão é de tal ordem, que muitas pessoas já pensam no seu peso e no de outras pessoas de forma quase inconsciente. Quem é que nunca deu por si a passear na rua e, meia volta, estar a olhar para uma pessoa e a julgar o peso dela? Já nos aconteceu a todos. Por isso, o primeiro passo para acabar com esta "mania" do peso, é parar de elogiar as pessoas pela sua perda de peso. Se estivermos continuamente a falar sobre o peso das pessoas, estamos a alimentar esta obsessão da sociedade, fazendo com que muitas pessoas saudáveis desenvolvam distúrbios de alimentação, por não conseguirem parar de perder peso quando atingem o seu peso ideal ( acreditem, fazer dietas pode ser um vício, já foi um para mim).

3. A perceção positiva que uma pessoa tem de si mesma não significa necessariamente perda de peso: Pensa nos momentos da tua vida em que te sentis-te realmente bem contigo/a próprio. Talvez tenha sido uma roupa nova que foi estreada numa apresentação, talvez tenha sido um novo corte de cabelo, talvez tenhas corrido um risco na maquilhagem e ficaste deslumbrante... Muitos desses momentos, em que te sentias realmente confiante contigo próprio/a, não envolveram necessariamente uma perda de peso nem uma dieta. O mesmo pode acontecer para outra pessoa. A outra pessoa pode não se sentir muito diferente só por ter perdido 2 quilos, por isso, para quê fazer tanto alarido por causa de algo que até nem influenciou muito a vida dessa pessoa? 

4. Por vezes, essa perca de peso é devido a uma doença física: Já pensaste que a pessoa que estás a elogiar pode ter perdido peso, não por causa de uma dieta, mas por causa de um problema físico? Quando fui para estágio pela primeira vez, está tão nervosa e ansiosa, que perdi 3 quilos em duas semanas. Não foi porque quis ou porque fiz dieta, foi porque estava tão ansiosa e com mil e umas coisas para fazer, que comia menos. A pessoa que tu estás a elogiar pode ter perdido peso por ansiedade, stress ou, pior, por alguma doença mais grave.

5. O interior é muito mais importante: Muitas vezes, as pessoas mais bonitas são as mais felizes. Sei que é um cliché, mas pára para pensar. Já olhaste para uma pessoa e pensaste " Ela está mesmo linda/ a parecer fantástica"? Talvez essa pessoa tenha mudado de visual, mas muitas vezes a pessoa está exatamente igual de aparência, mas está mais feliz, e isso faz logo a diferença! Quando estamos tristes ou cansados, até temos mais olheiras e na nossa pele parece menos brilhante. O contrário também acontece, quando estamos felizes, parece que a nossa pele está mais reluzente e o nosso cabelo mais bonito, por exemplo. O nosso estado de espírito tem muita influência na nossa aparência, muito mais do que aquilo que nós pensamos. 


Apesar destas razões, há casos em que podemos elogiar uma pessoa. É óbvio que há exceções. Mas, grande parte das vezes, é algo desnecessário.

E vocês? Acham que se deve ou não elogiar as pessoas pela sua perda de peso?

11 comentários:

  1. Sem dúvida que não deixo de concordar, estaremos eventualmente a criticar a pessoa, poderemos estar a falar com alguém que tenha um problema qualquer e que não queira falar do mesmo, mas quando elogiada a sua perca de peso pode ver-se forçada a contar sobre o seu problema, e depois é a velha história, cada um sabe de si e ninguém tem nada com isso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, é por isso que é melhor não elogiar.

      Eliminar
  2. Ultimamente tenho-me deparado com casos de amigos que são espectaculares, pesavam cerca de 100kg e de um dia para o outro fez-se um click na cabeça deles e decidiram emagrecer. Tenho dois amigos que perderam mais de 30kg, não é brincadeira nenhuma, mas não mudaram apenas o corpo, também mudaram a cabeça deles. Acho que alguém com excesso de peso tem aquele X de auto-estima, aquele pensamento, aquela vontade de viver e aproveitar a vida, quando de um dia para o outro mete na cabeça que quer perder peso e depois deixa-se afectar por toda a mudança, sem ter uma acompanhamento psicológico, tudo muda. Acho que quem perde muito peso em pouco tempo, por vontade própria, devia ter um apoio com um psicólogo ou assim, porque são demasiadas mudanças para a nossa mente acompanhar, se é que me estou a fazer entender. Desses dois, não há nem um que se aproveite agora e isto custa-me dizer. Ele tornou-se tão egocêntrico, tão egoísta, tão oco por dentro que não consegues ter uma conversa com ele. Tudo roda em volta do ginásio, "olha lá os meus músculos", só quer é sair... basicamente deu em maluco. Ela vivia com o namorado, mudou de tal maneira que de um dia para o outro disse ao namorado que já não gostava dele, porque ele estava sempre cansado e nunca queria ir a lado nenhum.
    Voltando ao assunto do post: acho que devemos fazer os elogios do costume, é óbvio que se nos perguntarem devemos dizer o que achamos, mas fora isso acho que devíamos ficar de boca fechada, porque não sabemos a bagagem das outras pessoas e por vezes ficamos mal vistos com coisas simples e boas, a nosso ver.
    www.letsdonothingtoday.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pela história que me contaste, acho que deviam ter apoio psicológico, de facto, perder tanto peso em tão pouco tempo afeta a mente de uma pessoa e, por vezes, ela não lida com as mudanças da melhor maneira, como nesse caso que falaste.
      Conheci uma pessoa assim, que era muito insegura antes de perder peso, e depois tornou-se muito egocêntrica e superficial.

      Eliminar
  3. Em relação a isso nunca foi um problema para mim, aliás passei a vida toda a querer o oposto. Sempre fui magra e sempre quis engordar, e quando eu via a balança a aumentar e vinha uma pessoa de má vontade, dizer que estava mais magra eu ficava super chateada, principalmente quando a pessoa em questão era mais magra que eu. Talvez por isso não cresci a criticar o corpo de ninguém, nem se for magra nem se for gorda, pois sei perfeitamente que isso vai muito do metabolismo de cada um, e o importante é como nos sentimos connosco próprios, e não pensar no que a sociedade acha aceitável. A verdade é que a sociedade critica seja como for.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já fui magra e quis engordar, e agora continua magra, mas já tenho tendência a engordar. Já tive dos dois lados xD.
      Lá isso é verdade.

      Eliminar
  4. Concordo contigo e sei o que digo pois já passei por várias situações...

    ResponderEliminar
  5. Concordo pleanamente. Não gosto que me digam "Boa! Perdeste peso!" nem "Acho que estás mais gorda." e eu nem sequer sou muito magra ou gorda. Considero-me normal. É triste ver esta obsessão com a magreza, o ser fit... Para quê? Cada um deve fazer aquilo com que se sente bem. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo! É mesmo triste ver esta obsessão, que está cada vez pior, e agora as redes sociais ainda acentuam mais este tipo de comentários...

      Eliminar