!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

23.10.16

Lições da nossa infância para lidar com o stress e o trabalho ( e que nos esquecemos)


Não sei se já referi aqui no blog ou não, mas eu sou uma pessoa muito stressada. Na verdade, não é algo que seja do presente, sempre fui assim. Sempre tive bastante ansiedade quando enfrentava mudanças, quando tinha testes, quando ia para um sítio onde não conhecia ninguém,... Em criança, já conhecia muito bem o que era ter stress e o que era a ansiedade, sempre foi algo que teve presente no meu dia a dia, e sempre sofri muito com isso.

Sou muito stressada desde criança, mas também desde cedo soube criar mecanimos para combater o stress e a ansiedade em relação ao meu trabalho ( a escola) e os meus deveres em geral. Os meus pais ensinaram-me coisas maravilhosas e criaram métodos para eu ser mais organizada e menos ansiosa, e hoje só lhes posso agradecer por isso.

Já se sentiram de tal maneira stressados que desejaram que as coisas pudessem voltar a ser simples como em crianças? Felizmente, isso é possível. Sim, leram bem, é mesmo possível, mas para isso têm que se lembrar das coisas que faziam em crianças e adaptar isso no vosso quotidiano. Como o fazer? É o que vamos ver hoje.


1. Faz os teus trabalhos de casa e só depois é que vais brincar: Quando éramos crianças, os nossos pais forçavam-nos a trabalhar, a fazer todos os trabalhos de casa, e só depois é que nos deixavam brincar. Às vezes, fazíamos birrinhas para ir brincar primeiro, e o resultado é que a nossa hora de descanso era adiada. O que é certo é que este método de educação realmente funcionava, os trabalhos ficavam sempre feitos a horas, e tínhamos muito mais tempo livre. Porque é que perdemos este hábito em adultos? Não vamos mentir, muitos de nós já chegaram a casa do trabalho/faculdade e foram lanchar primeiro, ver televisão, fazer outras mil e uma coisas, até finalmente pegar no trabalho que tinha de ser feito. Devíamos lembrar-nos da nossa infância, e despachar o trabalho primeiro, para ficar com mais tempo livre. Mesmo fazendo todos os trabalhos primeiro, nunca ficaremos com tanto tempo livre como quando erámos mais novos, obviamente, mas ao menos temos mais um bocadinho de tempo para descansar.

2. Limita o teu tempo nos ecrãs: Quando éramos mais novos, muitos de nós tínhamos tempo contado para estar no computador ou televisão antes de os nossos pais nos obrigarem a largar estes ecrãs. No meu caso, eu só podia estar uma hora a ver televisão ou no computador, depois tinha que fazer um intervalo, no mínimo, de 15 minutos, mas normalmente era obrigada a estar mais tempo longe dos ecrãs, entretida com outra coisa qualquer que não com tecnologias. Ainda hoje é algo que continuo a fazer, não só por força do hábito, mas também para prevenir as minhas enxaquecas que também são causadas por tempo excessivo a olhar para ecrãs. No entanto, sei que muita gente largou este hábito assim que entrou na vida adulta, principalmente agora que temos as redes sociais, e em que estamos cada vez mais dependentes do telemóvel. Compreendo que muitas pessoas têm empregos que implicam passar horas e horas em frente ao computador, mas se puderem fazer uma pausa de 10 min do computador por cada hora, já seria muito bom.

3. Aprender é divertido: Quando somos pequenos, todos nós adoramos ir para a escola aprender coisas novas. Infelizmente, é algo que se perde à medida que vamos crescendo, também porque a pressão, a exigência e a quantidade de coisas que temos para estudar vai aumentando. No entanto, devemos tentar pôr essa pressão de lado e apreciar mais aquilo que estamos a estudar, porque aprender é das melhores coisas que podemos fazer por nós, para evoluirmos, sermos melhores ou simplesmente ter mais cultura.

4. Brincar fora é bom para ti: Em crianças, muitas vezes éramos obrigados a largar as tecnologias e os brinquedos, para ir brincar lá para fora e socializar com crianças. Quando somos adultos, parece que é algo que se perde, estamos mais fechados em casa, e muitas vezes só saímos para ir trabalhar. Já pensaste na última vez que praticaste algum desporto, saíste com os amigos, ou simplesmente deste um passeio pelo quarteirão? Se respondeste "não"a todas estas perguntas , começa a fazer algumas destas coisas, lembra-te dos conselhos da tua mãe quando eras mais novo/a.

5. Tudo vai ficar bem: Era muito mais fácil pensar assim na nossa infância, quando não tínhamos tantos problemas, mas ainda se aplica. Temos que ter fé em que tudo vai acabar por se resolver que, por vezes, é preciso percorrer caminhos mais longos para chegar onde queremos chegar mas, no final, tudo vai valer a pena.


Quais são as lições de infância que vocês ainda hoje aplicam no vosso dia a dia?

17 comentários:

  1. Gostei muito deste post ^^ Também aprendi essas lições em criança. Por acaso, nunca deixei de aplicar a primeira, sempre fui muito organizada em termos de tempo e queria ter todos os trabalhos/resumos das aulas despachados o quanto antes para depois poder ficar mais descansada xP Nunca fui de deixar as coisas para a última e não perdi esse hábito durante a faculdade.
    Por acaso, só há pouco tempo é que passei a aplicar a 3 xD
    Quanto à 2, infelizmente o trabalho que tenho obriga-me a passar, em alguns dias, muito tempo em frente ao computador... Por isso, quando me dão outro tipo de trabalho que não implique ficar no computador, até agradeço xP
    Sem dúvida que a 4 é excelente para combater o stress ^^ Quebrar a rotina ajuda bastante, assim como a 5...pensamento positivo acima de tudo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :).
      Olha, o que interessa é que estás a aplicar agora :).
      Pois, infelizmente muito gente tem trabalhos assim...

      Eliminar
  2. Na faculdade não gostava de estudar. Não porque não gostasse da matéria, mas porque era muita coisa ao mesmo tempo e acabava por me perder. Mas agora, quando comecei a trabalhar, ganhei de novo esse hábito. Gosto de estudar os vários casos que tenho para saber mais.
    Beijinhos*
    http://confissoespecadora.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A faculdade é um período muito stressante, é normal perder-se a motivação no meio de tantas coisas que se tem de decorar...
      Acho que quando deixamos de estudar é que valorizamos o quanto é importante e divertido até é o estudo, já vi muitas pessoas a dizerem o mesmo :).

      Eliminar
  3. Bom dia Cherry,

    Estaria a mentir se dissesse que aplico todas estas lições de infância. No entanto, as 3 últimas são sempre a minha prioridade ;)

    Beijinho e boa segunda-feira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda vais a tempo de aplicar as outras :).

      Eliminar
  4. Sem dúvida a 1, 2,3 e 5. Tento ainda hoje aplicá-las ao meu quotidiano.

    ResponderEliminar
  5. Primeiro a obrigação e depois a diversão!

    ResponderEliminar
  6. "Tudo vai ficar bem" acho que ouvi isso tantas vezes durante a minha infância que deixei de acreditar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muitas vezes as pessoas dizem isso à toa, e dizem assim tantas vezes, que até perde o significado. Mas a verdade é que tudo acaba por ficar bem se tivermos fé e persistência ( e um pouco de sorte que às vezes também é preciso).

      Eliminar
  7. Limita o teu tempo nos ecrãs é sem dúvida uma regra de ouro, porque muitas vezes perdemos o tempo necessário e que podíamos estar a fazer as coisas essenciais porque estamos presos ao ecrã, seja dos telemóveis, tablets, computadores ou televisão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, às vezes perdemos tanto tempo com os telemóveis/tablets, às vezes até se torna um vício...

      Eliminar
  8. De facto, algumas lições de infância acabam por serem esquecidas às vezes :) mas quanto a essa de tratar dos trabalhos logo que se possa é algo que ainda hoje, mesmo estando na faculdade, tento fazer ao máximo... e tenho notado, agora ainda mais, que fico com mais tempo livre :)

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, eu tento estudar sempre muito cedo, para poder estar mais calma perto das frequências e sair mais vezes.

      Eliminar
  9. Adorei este post! Tem o seu lado fofinho, mas mais que isso é bastante pertinente :)

    ResponderEliminar