!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

12.9.16

Uma carta para os meus antigos bullies


Não vou começar esta carta com "queridos bullies" . Por muito que tenha ultrapassado todo o sofrimento que me causaram e até vos tenha perdoado, nunca esquecerei o que me fizeram e, provavelmente, nunca seremos amigos.

Esta carta dirige-se aos meus colegas do 3º ano que me receberam mal, quando eu me mudei temporariamente para uma escola antes de ir para aquela que foi a escola que me acolheu de braços abertos. Dirige-se também ao grupo de raparigas más que fez questão de fazer a vida num inferno de toda a turma do Básico, e a um grupo de rapazes que gozava comigo por ser demasiado magra e alta para a minha idade.  Todos vocês tiveram a mesma missão de me deitar abaixo mas, lamento dizer-vos, todos vocês falharam nessa missão, embora ao início a vitória parecesse garantida.

Provavelmente já não se lembram de quem eu sou. Na altura, eu achava que era o principal alvo das vossas brincadeiras de mau gosto, mas agora sei que existiram muitas outras vítimas que sofreram nas vossas mãos. Na altura,  achava que eu é que era a estúpida, que era feia e que era uma má pessoa, que merecia ser alvo do vosso gozo e divertimento, porque era fraca. Agora sei que as únicas pessoas que foram sempre fracas foram vocês.

Durante 5 anos achei que o problema era meu, que eu era demasiado feia, parva e e estúpida. Durante os 5 anos a seguir, comecei a perceber que o problema não era meu, era vosso. Vocês gozavam comigo e com outras pessoas, porque se sentiam inseguros, e achavam que a única maneira de manter o vosso grupo de amigos e de serem " fixes" era rebaixarem os outros. Durante esses anos a seguir, eu comecei a erguer-me, a reconstruir a minha personalidade, a ser mais confiante e mais feliz. Claro que, em grande parte, tenho que agradecer ao maravilhoso grupo de amigos que tive no Secundário, que me inspiraram e me ensinaram a ser eu própria.

Teria sido muito mais fácil carregar toda a dor, sofrimento e raiva durante estes anos todos. Foi uma tarefa muito mais difícil ter que me libertar de todo esse peso e reconstruir a minha personalidade. Apesar de ter ultrapassado tudo com sucesso, ficarei com sequelas para a toda a vida, da mesma maneira que uma pessoa que sofreu um grave acidente de carro fica com cicatrizes. Quando chamam "feia" a uma rapariga, a palavra só fica 2 segundos na vossa cabeça, mas na mente de uma rapariga fica lá durante muitos anos, e não interessa as vezes que os pais dela lhe dizem que é bonita ( anyway, os pais têm quase como obrigação dizer aos filhos que são bonitos).

Agora, passado todos estes anos, e estando finalmente em paz comigo mesma, eu só vos quero agradecer. Sim, eu agradeço pelo que me fizeram passar. Teria sido muito mais fácil não passar pelo sofrimento todo que me causaram, mas não teria aprendido metade das lições que aprendi com vocês nem me tornaria naquilo que sou hoje. Tentaram deitar-me abaixo, mas eu usei os vossos insultos como motivação, e levantei-me sempre de todas as vezes que caía. Ensinaram-me que nem todas as pessoas são de confiança, mas também me ensinaram a reconhecer quem são os meus verdadeiros amigos. Ensinaram-me que, independentemente da fase negra e difícil que estejamos a passar ( e mesmo que pareça que o nosso mundo vai desabar), há sempre uma luz ao fundo do túnel, há sempre esperança e a possibilidade de levantarmo-nos e construirmos uma vida melhor.

Por isso, muito obrigada. Espero que se sintam envergonhados daquilo que fizeram às pessoas, mas também espero que tenham aprendido com os vossos erros, que se tenham perdoado, que estejam bem e que estejam a construir uma vida melhor para vocês, tal como eu construí para mim.

20 comentários:

  1. Já diz o ditado "O que não me mata, torna-me mais forte". Espero sinceramente que essas pessoas também tenham crescido e reconstruído a sua personalidade para melhor.
    Mas de qualquer maneira parabéns por teres conseguido ver mais além e que a melhor vingança é mesmo a tua felicidade :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, esse ditado diz tudo!
      Obrigada :).

      Eliminar
  2. Olá Cherry!
    Eu identifiquei-me imenso com a tua história, excepto com o facto de que os meus bullies hoje em dia continuam a conhecer-me, passam na rua e baixam a cabeça e sabes porque? Acho que de certo modo sabem o que fizeram e se arrependem, não que isso sirva de muito agora!
    Mas também lhes agradeço pois sem dúvida, fizeram-me crescer tanto, mas tanto, queriam tirar-me a força mas apenas a reforçaram! Passados 5 anos só tenho a agradecer-lhes, deixei de me rebaixar a mim mesma e aprendi imenso com eles mesmo...
    Adorei o teu texto, está lindíssimo e cheio de sentimento!
    Beijinho ❤
    Alexandra's World

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz por saber que também ultrapassate a situação e aprendeste com eles :).
      Muito obrigada :).

      Eliminar
  3. Infelizmente, também passei por situações semelhantes. É uma pena que existam pessoas que façam essas coisas, mas espero que o passar dos anos e a maturidade os tenha feito mudar de atitude.
    Quanto a ti, ainda bem que conseguiste superar (sem esquecer, é claro, porque isso nunca se esquece) e aprender algo com isso. Continua a ser feliz e a focar-te nas coisas positivas :)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo uma pena existirem pessoas assim, esperemos que com a idade aprendam.
      Obrigada, desejo o mesmo para ti :).

      Eliminar
  4. Gostei do teu texto...às vezes também apetece-me escrever uma carta assim...mas dirigida à minha professora que me fez a "vida negra" durante 4 anos.

    Beijinhos
    Mafalda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :).
      Podes escrever essa carta, e não a precisas de publicar obrigatoriamente :).

      Eliminar
  5. Gostei da forma como retiraste algo bom nessa má fase. É complicado às vezes ver os lados positivos de algo mau, mas conseguiste fazê-lo e da melhor forma. Estás de parabéns! Gostei muito da carta. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se há coisa que tenho aprendido ao longo dos anos é que devemos aprender sempre algo com as situações más que vivemos e há sempre algo de bom que podemos tirar dessas situações :). Obrigada :).

      Eliminar
  6. Linda! Fizeste bem em fazer isto. Eu acredito que todo o mal que se faz um dia volta a quem o fez por isso já não tens que te preocupar com nada :)

    ResponderEliminar
  7. É óptimo quando retiramos algo de bom numa fase que foi má para nós :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, às vezes aprendemos grandes lições nas situações mais difíceis.

      Eliminar
  8. Oh Cherry... Revi-me tanto nas tuas palavras. Também fui alvo de bullying durante alguns anos e hoje, sempre que vejo os "bullys", penso sempre que, apesar de me terem feito sofrer muito na altura, são em muito responsáveis pela pessoa que sou hoje e por hoje eu ser capaz de olhar para trás e ver que aquilo me ensinou muito e me tornou muito mais consciente de tudo o que me rodeia. E, como nós, há muita gente.

    With love, Miss Melfe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente, aquilo porque passamos contribuiu muito para a formação da nossa personalidade e, se não tivessémos sofrido o que sofremos, não seríamos certamente as mesmas pessoas, nem teríamos aprendido as lições que aprendemos.

      Eliminar
  9. Nunca passei por nada semelhante (nem estive do outro lado, também é importante referir), mas acredito que tudo por que passamos nos ensina alguma coisa e há sempre algo de positivo a retirar dali. Como tão bem descreves aqui. Na realidade, não acho que as pessoas (crianças...) nessas idades sejam realmente más e façam e digam coisas por pura maldade. Muitas vezes não têm consciência do mal que estão a fazer nem das marcas que deixam nos outros. Não estou a defender quem tenha esse tipo de atitudes, mas muitas vezes as pessoas sentem-se inseguras em relação a si próprias e descarregam (erradamente, claro!) nos outros. Considero que cada história tem dois lados, e que cada pessoa tem uma razão para ter determinadas atitudes e comportamentos... Espero que entretanto tenham crescido e tenham noção do mal que fizeram, que se arrependam e que hoje sejam pessoas melhores. E que as pessoas que sofreram às suas mãos consigam reerguer-se - como o estás a fazer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora que cresci e que passei por muitas situações más, já consigo ter esta capacidade te retirar lições e coisas boas das situações más.
      Tal como tu, acredito que existem sempre duas versões da mesma história, e sei agora que o facto de terem gozado comigo não era um problema comigo, mas sim uma possível insegurança dos bullies.
      Os meus desejos são os mesmos. Espero que elas tenham crescido e aprendido com os erros. Quanto a mim, acho que consegui reerguer-me, apesar de ficar com sequelas para toda a vida, tal como disse no post, mas isso não me impede de ser feliz :).

      Eliminar
  10. Eu também sofri de bullying, mas foi no ensino básico....
    Era uma rapariga muito frágil e isso dava-lhes gozo porque sabiam que eu não me ia defender...
    No ensino secundário, também tive uns problemas com a turma. Não gostava de andar e de me dar com toda a gente da turma porque nao me identificava com grande parte dessas pessoas e por isso era vista como "antisocial" talvez. Nessa turma sofria uma grande pressão pq eles nao gostavam de mim por ser timida e por isso levava com muitas criticas. Na verdade, dava-me com um pequeno numero de pessoas e esse pequeno numero de pessoas um dia deu-me uma facada nas costas (tirando uma pessoa que até hoje ainda está comigo e que mostrou que é mesmo minha amiga). No geral, acho que o que essas pessoas (com quem andei) fizeram foi bullying. Não sei , mas devo ter um karma do caraças (secalhar, numa outra vida já fui má) porque em toda a minha vida escolar só tive uma turma boa que foi a do nono ano. Foi a única que sempre me respeitou e a que me fez subir as notas por isso.
    Anyway, acho que o facto de os conseguires perdoar agora e fazeres esta carta para eles significa que já ultrapassaste isso apesar de continuar na memoria (vai ficar sempre na verdade) e tambem revela maturidade :) ;)
    beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A verdade é que nós, tímidas/introvertidas somos um alvo frequente para os bullies, porque somos um alvo fácil. Infelizmente, nunca é fácil lidar com o bullying, mas temos que ser fortes e perceber que o problema não é nosso, mas de quem tem esse tipo de atitudes.
      Não és só tu, na verdade encontrar uma boa turma é mais difícil do que aquilo que se pensa. Eu estive em duas boas turmas em toda a minha vida ( a do 9 º ano, quando saíram algumas pessoas más, e a do secundário). Nas restantes turmas, abstraí-me das outras pessoas e concentrei-me naqueles que eram mesmo meus amigos.
      Ohh obrigada :).

      Eliminar