!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

19.7.16

5 coisas que deves fazer quando és bombardeado/a com más notícias


Nos últimos dias, temos sido bombardeados com más notícias em todo lado, nos jornais, telemóveis, televisão e rádio. Ora é por causa de um atentado em Nice, ora por causa de uma tentativa de golpe de Estado na Turquia, ora um tiroteio na América... Parece que o mundo está à beira da sua auto-destruição!

As notícias boas propagam-se depressa, mas as más notícias propagam-se ainda mais depressa, como se de um tsunami se tratassem. Em tempos como este, parece impossível escapar a esta "onda" de más notícias. Ninguém fica indiferente, mas algumas pessoas lidam melhor com este tipo de notícias do que outras.

No meu caso, as más notícias trazem-me muita ansiedade, como se os problemas das outras pessoas se tornassem de repente os meus problemas. Olho para todos estes crimes e atentados e penso que a humanidade está perdida, que já não se pode confiar em ninguém, e que um dia podemos ir de viagem para um sítio e nunca mais voltar a casa, porque entretanto morremos num atentado. Sei que secalhar vivo as más notícias com uma intensidade maior do que aquela considerada "normal", mas é assim que sou.

Todos sabemos que, quando algo muito mau acontece, as televisões passam dias e dias a fio a repetir a mesma notícia, mesmo quando mais nada foi descoberto acerca do assunto. Por muito que nos custe, tentar estar a par de toda a informação não adianta, não há nada que possamos fazer a maior parte das vezes.

Por norma, gosto de me manter informada sobre os assuntos da atualidade, mas quando me sinto bombardeada por más notícias, costumo fazer estas 5 coisas.


1. Evitar notícias a todo o custo: A maior parte das pessoas têm dificuldade em desligar-se das notícias. Não querem ser vistas como pessoas incultas, desinteressadas e ignorantes, ou querem ter sempre um tema de conversa com os amigos/ colegas de trabalho. Outras têm simplesmente medo de estarem desatualizadas de tudo aquilo que se passa no mundo, não querem perder uma pitada porque, caso contrário, podem perder-se. Embora eu defenda que devemos manter-nos a par das notícias que marcam a atualidade, em situações como esta o melhor que temos a fazer é desligarmo-nos um pouco do mundo, e isso implica obviamente não ler as ditas notícias que nos estão a afetar de maneira negativa. Não estamos a ser ignorantes, estamos apenas a querer preservar a nossa sanidade mental e a escolher o lado mais positivo da vida.

2. Fala sobre tudo o resto menos as ditas notícias: Há pessoas que acham que , se não tiverem as notícias como um dos tópicos de uma conversa, esta vai parecer fútil e sem sentido. Meus caros amigos, existem tantos tópicos de conversa que podem ser igualmente ou mais interessantes e que são muito mais positivos, como falar de séries, livros, filmes, viagens, lições de vida que retiraram de uma experiência, relações amorosas, dicas,... Eu acho que o mais importante numa conversa não é o tópico abordado, mas sim a pessoa com quem estamos a falar, a maneira como lhe damos atenção, como a respeitamos, como a abordamos. Por exemplo, eu por vezes tenho conversas sem sentido com os meus amigos, mas o importante mesmo é estarmos juntos. O que eu quero dizer é que não precisam de ter  a obrigação de incluir as notícias nas conversas, sobretudo quando é algo que vos faz sentir pior.

3. Enche a tua Internet com coisas positivas: Não é por acaso que esta está cheia de memes, de imagens com frases inspiracionais ou motivacionais... Porque é algo que faz bem às pessoas, que as liberta de toda a negatividade e stress das suas vidas, e enche-as de positividade e gratidão. Portanto, toca a alterar o vosso feed de notícias do facebook e a seguir páginas mais positivas, sigam contas de Instagram inspiracionais, sigam contas do Tumblr engraçadas... Enfim, usem a Internet para coisas positivas.

4. Desliga-te das tecnologias: Apesar dos esforços que fazemos no ponto 3, por vezes não há maneira de escapar às más notícias. Em situações extremas ( como as que vivemos nos últimos dias) é impossível ignorá-las, pois estas vêm de todo lado, das redes sociais, da televisão, da rádio,.. Nestes casos, o melhor é desligar todas as tecnologias e ficarmos offllines até toda a loucura passar. Se tal não for possível, devemos tentar passar o mínimo de tempo possível a usar tecnologias.

5. Abraça o lado mais positivo da vida: Tal como disse no ponto 1, o importante é escolher o lado mais positivo da vida. De nada adianta fazer os passos anteriores se, no final, não adotarmos uma atitude mais positiva. No final do dia, nós é que controlamos os nossos pensamentos, e escolhemos se queremos estar sempre a pensar em tragédias ou se queremos concentrarmo-nos nos aspetos mais positivos da nossa vida. A escolha é nossa.


Para terminar, não quero que este post sirva de desculpa para se manterem desatualizados. Devem estar sempre a par do que se passa no mundo e, se possível, mostrar solidariedade em situações trágicas como as que vivemos agora, mas se sentirem avassalados com tanta notícia má, aí devem desligar-se e seguir estas dicas.

E vocês? O que fazem quando se sentem bombardeados com más notícias?

8 comentários:

  1. A dica n.º 5 é a mais importante. No meio de tanto caos, ainda devemos valorizar mais o que temos de bom.

    ResponderEliminar
  2. Eu por acaso não costumo ver as notícias. À anos que ao jantar eu e o meu pai vemos todo menos as notícias e mesmo assim, continuo a saber o que se passa porque como disseste são situações tão "trágicas" que acabamos sempre por saber. Gostei das cinco maneiras, foram boas soluções.

    http://mariana-a-desorientada.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As notícias trágicas espalham-se sempre muito depressa.
      Obrigada :).

      Eliminar
  3. Sinto-me como tu, que a qualquer momento posso ser eu, quando foi o atentado de Novembro passado eu cheguei a sonhar que já no metro para o trabalho e que me acontecia algo. Qualquer barulho ou cheiro ficava com aquela cara de "isto será normal?!" até que coloquei um limite, vejo sim o básico dessas noticias e tento sempre saber o que se passa ou passou, mas mais que isso não. Procuro abstrair-me nos livros nas séries e quando me dizem "ah e tal morreram tantas pessoas", respondo que é verdade mas que nos estamos cá e temos que seguir a vida. Não é ser egoísta, eu sei como sou e como me sinto por ISO prefiro nem falar no assunto, porém há pessoas que percebem outras que não.
    Boa quarta feira :-).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje em dia parece que já não estamos seguros em lado nenhum, há sempre a ameaça de um atentado quando menos se espera, infelizmente.
      Eu compreendo-te perfeitamente, não estamos a ser egoístas ao agir dessa maneira, estamos apenas a preservar a nossa sanidade mental e a zelar pela nossa felicidade.
      Obrigada,igualmente :).

      Eliminar
  4. Costumo desligar do mundo quando as más notícias aparecem de todo o lado e tento sempre rodear-me de positivismo, nem que seja a ver um filme, ou ler um livro, qualquer coisa que me mantenha longe da internet ou televisão ou qualquer outra fonte que traga essas mesmas notícias, porque sei que se não o fizer acabo por ficar presa nessa "bolha" de negativismo e que, para mim, vai ser muito difícil sair de lá! Concordo a 100% com o teu post, as dicas são excelentes.
    Beijinhos :)
    http://those-colorful-words.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faço exactamente o mesmo, tento afastar-me dessa maneira e o máximo que posso dessa "bolha".
      Muito obrigada :).

      Eliminar