!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

26.1.17

5 coisas que todos os estudantes de enfermagem ouvem


Os enfermeiros são, frequentemente, conhecidos, por terem paciência de santos, por se disporem a trabalhar tantos turnos, muitas vezes seguidos, por lidarem com as exigências de colegas e doentes, e por terem que aturar o que as pessoas lhe dizem acerca da sua profissão. Contudo, essa paciência não começa de que são licenciados, em estudantes já têm que aturar muita coisa.

Quando entras em Enfermagem, é quase garantido que oiças pelos menos uma destas coisas, de cada vez que te perguntam qual é o teu curso.


1. Já sabes dar picas? : A primeira pergunta que recebo sempre depois de me perguntarem qual é o meu curso é esta. É que é sempre! No primeiro ano do curso, não tinha aprendido, obviamente dizia que não, agora digo um sim, que apetecia-me que fosse do tipo " sim, dou, e dou-te já uma no rabo se continuares a chatear-me!".

2. Não conseguiste entrar em Medicina, foi? : Meus caros amigos, vamos aqui esclarecer uma coisa. Essa do " em Enfermagem só estão alunos frustrados que não tinham média para Medicina" é mentira. Claro que há alunos que estão em Enfermagem que não entraram em Medicina, mas garanto-vos que muitos deles desistem no primeiro ano ou a meio do curso ( no meu ano, desistiram imensas pessoas, quando perceberam que de facto, Enfermagem e Medicina não têm nada a ver). Mas há maior parte de nós entrou porque queria mesmo o curso, porque queria exercer mesmo Enfermagem. Custa tanto acreditar nisto?

3. Vê-me esta perna, que está inchada, o que achas que é?: Substituir "perna inchada", por "braço inchado", "mancha na pele", "veia saliente" ou outra coisa qualquer que lhes dá na cabeça das pessoas. Lá porque uma pessoa estuda Enfermagem não quer dizer que seja uma enciclopédia médica ambulante. Sim, provavelmente temos mais conhecimentos do que o cidadão comum, mas isso não quer dizer que sejamos capazes de fazer diagnósticos no meio da rua.

4. Mas isso não só lavar rabos ?: Não, não é só isso. Nós, enfermeiros, fazemos muito mais do que isso. Só para dar alguns exemplos, medimos sinais vitais, colhemos sangue, admnistramos medicação, elaboramos planos de cuidados e até, em casos mais extremos, pedimos que a prescrição seja mudada... Mas mesmo que só lavássemos rabos, qual é o mal disso? Fazemos isso porque, muitas vezes, os doentes são dependentes e não o conseguem fazer sozinhos, por isso cabe-nos a nós garantir o seu conforto e bem-estar.

5. Então vai ser ajudante dos médicos? : Esta é outra das coisas que ouvimos muitas vezes, mais frequentemente do que aquilo que desejaríamos. A ideia de que os nós somos empregados dos médicos é completamente errada, não sei porque é que tanta gente insiste nisso. Em saúde não há hierarquias entre médicos, enfermeiros e auxiliares, fazemos todos parte de uma equipa de profissionais de saúde com o mesmo objetivo, curar doentes e/ou garantir o seu bem estar. Mas se houvesse hierarquias, eu diria que são os enfermeiros que possibilitam que os médicos façam o seu trabalho, porque somos nós que andamos à beira do doente o tempo todo ( ao contrário dos médicos, que aparecem lá de vez em quando) e que, portanto, dispomos de toda a informação sobre o mesmo.


E vocês? Estudam Enfermagem? Quais são as coisas que costumam ouvir?

12 comentários:

  1. Eu não estudo Enfermagem mas estudo Medicina e o ponto 3 também me é familiar!
    Em relação àquilo que dizes sobre o assunto Medicina vs Enfermagem, eu, como futura médica, concordo contigo. Vocês são mesmo essenciais ao exercício da nossa profissão (e nós também somos importantes para vocês, claro, somos parte do mesmo todo!). A minha experiência em hospital tem mostrado que os enfermeiros são quem mais vezes coloca mãos à obra, sinceramente! (: Numa urgência em que estive, era o enfermeiro quem ia avaliando os sinais vitais do doente e informava o médico acerca do seu estado geral. Este, por sua vez, tomava uma decisão terapêutica (e era o enfermeiro que a administrava).
    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, no teu caso, o 3 também é comum.
      Deviam existir mais futuros médicos como tu :).

      Eliminar
  2. Acho a profissão de enfermeiro de louvar!!! Um médico sem um enfermeiro dificilmente se safam, já um enfermeiro facilmente consegue tratar de um paciente sem ter de recorrer muito a um médico, para situações menos graves.

    ResponderEliminar
  3. isso é tão verdade. o que me dizem mais a mim é a 1ª e a 4ª do género "sabes que vais ter de lavar rabos", para não me chatear às vezes digo "sabes que no futuro vais ter um filho e também o vais ter de fazer não sabes?". Não tendo nada haver, as pessoas acabam por se calar (:
    também sou estudante de enfermagem, queria mesmo minho na altura, contudo o exame de bg não me correu bem, acabei por ir para Coimbra e por gostar, contava pedir transferência ao fim de um ano mas acabei por não o fazer (:
    por incrível que pareça, conheço uma pessoa que estava em Medicina, saiu e foi para Enfermagem, o contrário de muita gente. eu sempre me imaginei em enfermagem desde criança, não me via noutra profissão (:
    http://arrblogs.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa resposta xD.
      Fico feliz por gostares daquilo que fazes :).

      Eliminar
  4. Não estudo enfermagem, mas acho que é injusto teres de ouvir isso, porque se é algo que gostas, então mais ninguém tem o direito de dizer que o fazes porque não conseguiste entrar ali, ou no outro lado!
    http://sunflowers-in-the-wind.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exato, não têm nada a haver com aquilo que faço ou deixo de fazer na minha profissão.

      Eliminar
  5. A minha primeira opção de entrada no ensino superior é Enfermagem pelo que tenho de começar a preparar a minha paciência para este tipo de coisas...
    Beijinho grande e muitas felicidades!
    Chamam-me Pequenita: http://chamammepequenita.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É melhor, vais ouvir muito disto xD.
      Igualmente linda :).

      Eliminar
  6. Muitas dessas frases nunca as ouvi. Ou será que não têm coragem para me perguntarem?
    Já me disseram que lanço raios lazer com o meu olhar...

    Mas confesso que depende muito da postura com que defendemos a Enfermagem e nos apresentamos às pessoas. E infelizmente, ainda defendemos muito mal a nossa profissão. Habituarmo-nos a tais frases não me parece ser o caminho. E sim, educar as pessoas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar não tem coragem... Ahahah, a sério que te dizem isso? xD
      Concordo. Existem muitas pessoas que limitam-se a ouvir estas coisas e aceitar, e é por isso que a nossa profissão está como está.

      Eliminar