!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

8.12.16

7 erros que muitas pessoas cometem ao tomar medicamentos


Estar num curso de saúde permitiu-me aprender as mais variadas coisas, algumas das quais que até se aplicam facilmente ao nosso dia a dia, como é o caso da toma dos medicamentos.

Já não cometia muitos destes erros, mas ainda cometia alguns, que descobri que se tratavam de erros em aulas de Farmacologia e em estágio. Hoje partilho com vocês alguns dos erros mais comuns na toma dos medicamentos. Infelizmente, ainda são muitas as pessoas que, por falta de informação ou por desleixo, cometem estas asneiras.


1. Retirar o conteúdo da medicação das cápsulas: Muitas pessoas optam por abrir as cápsulas e ingerir o pó. Algumas por acharem que esta é a forma correta, e outras por acharem que a digestão do medicamento é mais fácil e o efeito é mais rápido. No entanto, deve-se tomar a cápsula, pois esta está a exercer uma função, que é proteger o pó da mucosa da boca e do esófago.

2. Tomar medicamentos com álcool: O álcool tem interferência com muitos medicamentos, e na bula de certos antibióticos desaconselha-se completamente o consumo deste durante a sua toma. Mesmo no caso de comprimidos para as dores, tomar com álcool pode afetar a cognição, pode causar náuseas ou taquicardia.

3. Tomar comprimidos sem água: A não ser que o médico ou a caixa do medicamento diga explicitamente para não beber água, tens que beber. Caso não bebas água com o comprimido, podes correr o risco deste ficar retido no esófago.

4. Cortar ao meio comprimidos que não têm a "risquinha": Só podes cortar um comprimido ao meio, caso este tenha uma "risquinha". Se não tiver nenhuma marca, não o podes fazer. Se dividires ao meio um comprimido e tomares só metade, podes estar a arriscar-te a tomar a parte que não tem os componentes ativos do medicamento ( que podem ficar todos juntos na parte que não tomaste).

5. Triturar os comprimidos: Muitas pessoas fazem isto para conseguir tomá-los mais facilmente, mas triturar condiciona logo a absorção dos mesmos. Os medicamentos triturados vão ser mais rapidamente absorvidos ( mais do que o que é suposto), o que pode levar a uma intoxicação.

6. Tomar medicação fora de horas: Cada medicamento foi previamente estudado ao detalhe, como o tempo de absorção, efeitos no organismo, interferências com alimentos... Por isso, é muito importante seguir à risca o horário da toma das doses. Certos medicamentos só podem ser tomados de manhã, em jejum, outros só pode ser à noite...

7. Partilhar medicamentos com a família e amigos: É algo que é muito comum fazer-se. A vizinha vai ao médico, curou a sua doença, e depois aconselha a todas as amigas. Quem é que não assistiu já a isto? A verdade é que, tirando os medicamentos de venda livre ( como Brufen ou Aspirina), nunca deves partilhar os medicamentos que te receitaram com outras pessoas. Esses medicamentos foram receitados por médicos que te acompanharam e te fizeram exames, são para o teu caso, e podem não resultar com outras pessoas pelo que, se elas estão com algum problema, devem dirigir-se também a um médico.



E vocês? Cometiam algum destes erros? Conhecem alguém, como uma tia ou vizinha, que os cometa?

17 comentários:

  1. Este post fez-me (re)lembrar das 5 certezas que um enfermeiro deve ter sempre em conta na administração de um medicamento e das aulas todas em que os professores passavam a falar da importância delas. E ri muito no final. Sabes do que estou a falar? Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São 6 certezas, na verdade (ou pelo menos, foi assim que aprendi): medicamento certo, horário certo, dose certa, doente certo, via certa, registo certo :).
      Os meus professores também estão sempre a pedir para repetirmos estas certezas xD.

      Eliminar
    2. Nós aprendemos 5, não inserimos a do registo certo. Penso que seja pela diversidade de registos que se pode executar, de serviço para serviço e de administração para administração. Mas não sei. Beijinhos.

      Eliminar
    3. Acho que depende de faculdade para faculdade. Há enfermeiros que consideram assim, e outros não. Já vi algumas discrepâncias na matéria que eu dei e que as minhas amigas de outras escolas deram. Acho que em certos assuntos ainda não encontraram um consenso, talvez seja isso.

      Eliminar
  2. Eu acho que, cada vez mais, vejo pessoas a abusar da medicação sem qualquer conhecimento e acho importante que as pessoas sejam alertadas. E as tuas dicas estão muito boas (:

    ResponderEliminar
  3. Sou muito rigorosa com a minha medicação e não tenho dificuldade nenhuma em tomar comprimidos mas confesso que não sabia que triturar os comprimidos condicionada a sua absorção. Não o faço mas não sabia, gostei da curiosidade (:

    ResponderEliminar
  4. Confesso que cometo dois erros desta lista frequentemente: tomar a pílula sem água e nunca a uma hora certa (é sempre à noite antes de deitar, mas tanto há dias em que tomo às 22h como outros em que só vou para a cama às 1h)

    Let me Believe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Começa a tomar sempre às 22 h, assim a tua hora de deitar não influencia :).

      Eliminar
  5. A única coisa que eu faço "mal" segundo o que escreveste, é tomar a pílula sem água, não sempre mas quando estou numa saída à noite ou assim e não tenha água por perto, toma sem nada, engulo o comprimido só com a saliva (isto porque tomo a pílula religiosamente às 22h00). Não sei se faz mal, já me disseram que não, e também já me disseram que posso tomar a pílula com sumos, leite, chá, etc (menos álcool, claro). Não sei se é ou não verdade, quem me disse foi uma amiga que é farmacêutica, seja como for, tento tomar com água 90% das vezes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também já me disseram essa de que não é preciso tomar a pílula com água, mas de qualquer das formas eu tomo sempre com água, porque ajuda-me a engolir melhor :). Uma vez tomei-a sem água, e custou-me muito a engolir.

      Eliminar
  6. Tomar a medicação fora de horas, sou especialista :(

    ResponderEliminar
  7. Muito obrigada pelas dicas! Algumas já tinha pensado. Em outras nem tanto.

    ResponderEliminar
  8. Costumo ter muito cuidado na toma de medicamentos e evito ao máximo tomá-los!

    ResponderEliminar
  9. A única coisa que já fiz é tomar sem água, mas é só quando preciso de tomar e não tenho água ao pé de mim (nem forma de a arranjar, por vezes acontece). De qualquer das formas, não o fiz muitas vezes e é um comprimido bastante pequeno, que se engole muito facilmente mesmo sem água.

    Mundo Indefinido

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu prefiro tomar sempre com água ( a não ser que não se possa fazer isso com um medicamento específico), até por causa da razão que referi no post.

      Eliminar