!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

13.5.16

Problemas de uma pessoa que sofre de procrastinação


Ultimamente tenho constatado que ando a procrastinar muito ( como já confessei aqui), o que na faculdade pode ter resultados catastróficos. Pensando bem sempre fui assim, mas agora está a piorar muito.

Sempre fui boa aluna, modéstias à parte. Os meus pais nunca tiveram problemas comigo, porque eu sempre tive sucesso escolar. Mas a ideia que as pessoas têm de um bom aluno é de que este é organizado, tem sempre a secretária arrumada, é participativo nas aulas e tem sempre um estudo contínuo. É mais ou menos esse o estereótipo de bom aluno. Isso não é bem verdade, nem todos os bons alunos se encaixam nesse estereótipo, e eu só a prova viva disso.

Vocês devem estar a pensar " Ah, esta gaja deve ser um crânio então... Deve ser daqueles tipos de alunos irritantes que não estudam nada e tiram altas notas..." Também não sou assim ( e sim, também me irritam esse tipo de alunos). Sempre estudei muito, é verdade, mas também sempre fui muito desorganizada e procrastinadora. Até ao 9º ano, eu nem sequer estudava assim tanto: estava atenta nas aulas, fazia os trabalhos de casa, e de resto pouco mais fazia, até passava os fim de semanas a ver filmes ( nos bons tempos em que a TVI e a SIC transmitiam filmes em vez dos programas "pimba" que agora transmitem), a minha secretária era uma desarrumação total, e eu perdia metade do meu tempo a encontrar os meus apontamentos. No entanto, sempre tive métodos de estudo básicos bem desenvolvidos: tirar apontamentos nas aulas, fazer esquemas e resumos em casa, memorizar a matéria... Tirando a minha desorganização e procrastinação, até que me safava bem.

 Só a partir do 9º ano, quando as matérias começaram a ficar realmente difíceis e os exames estavam à porta, é que eu comecei a estudar decentemente. No Básico, fui sempre uma aluna de 4 e 5 , mas os meus professores diziam sempre que se eu estudasse mais seria ainda melhor ( se bem que se me perguntarem agora se eu estou arrependida de não ter estudado mais no Básico, eu diria que não estou, porque metade do que aprendemos não serviu para nada).

O Secundário foi a época da minha vida escolar em que eu estudei mais e em que houve menos procrastinação. Só no 12º ano, ano em que a minha média estava praticamente feita, é que fui mais preguiçosa, e vi séries, filmes, li blogs e escrevi no meu, até olhei para paredes...

Como já devem ter percebido, sempre fui uma procrastinadora por natureza. Porém, por alguma razão misteriosa que descoheço, acabo sempre por me safar e ser incrivelmente bem sucedida em tudo aquilo que faço, inclusive tirar sempre boas notas ( ou quase sempre, vá, Física e Química não era o meu forte no Secundário).

 A intenção inicial deste post era culpar a universidade pela minha procrastinação, mas acabei por perceber a meio da escrita deste que o problema afinal já vem de trás. Mas agora está a piorar cada vez mais, e tenho receio que isto um dia me prejudique a nível académico.

Já tentei mil e uma coisas para acabar com a minha procrastinação. Já li 127739 artigos e posts de blogs portugueses e internacionais sobre " Como combater a procrastinação?", " 10 coisas a fazer para acabar a procrastinação?"e outros posts/artigos com títulos semelhantes... A razão porque nunca terem visto  um dos famosos posts meus em lista para acabar com a procrastinação é porque eu ainda não descobri como acabar com esta. Quando descobrir, prometo que faço um post, mas a mim parece-me que já não tenho remédio, que isto já passou de um simples mau hábito a doença crónica.

De todas as vezes que procrastino, passado algum tempo começo a "panicar" com a quantidade de matéria que tenho para estudar , estudo dia e noite que nem uma louca e prometo a mim mesma que, se tirar boas notas, não volto a deixar acumular tudo. Todavia, tiro boas notas e volto a fazer o mesmo. Torna-se um ciclo vicioso difícil de quebrar. E creio que, mesmo que recebesse algumas más notas, eu não ia conseguir quebrar o ciclo, porque iria ficar mais desmotivada.

Não quero que fiquem agora a pensar que tiro sempre boas notas por milagres, ou porque secalhar até copio. Não, também não é assim. Tenho consciência que já fui pior, já fui mais desorganizada como já contei anteriormente. Agora, tenho sempre a minha secretária bem organizada, todos os meus resumos bem organizadinhos e arquivados em capas separadas, enfim sou bastante mais organizada. No entanto, acho que o meu principal problema é que, à medida que o ano letivo avança, vou sempre perdendo desmotivação e vou estudando cada vez menos. Chego sempre a uma fase que até contar moscas é mais interessante do que estudar.

A faculdade, por si só, já é bastante difícil, quanto mais para uma pessoa procrastinadora. Por isso, queria mesmo acabar com este mau hábito, pois se isto piorar, pode se tornar muito autodestrutivo. Portanto, se alguém tiver sugestões que acham que me possam ajudar ( e ajudar aqueles que se identificam com a minha situação), eu ficaria bastante agradecida.

Alguém aqui sofre do mesmo problema? Que sugestões têm para combater a procrastinação?

14 comentários:

  1. Eu às vezes sofro do mesmo problema e sou como tu,não estudo assim por além mas tiro 4 e 5.
    Provavelmente faço-o porque desde que me lembro tenho sempre horários cheios e muita coisa por fazer que chega a um momento que começo a atrasar as coisas!
    Por acaso acho que até sou organizadinha mas nada que ouvir música e arrumar não ajude para ter tudo organizado ou planear o que tenho para fazer, o que porém pode ficar arruinado se tiver vídeos ou séries para ver hahaha.
    Eu não sou um bom exemplo pois muitas das vezes vejo-me a estudar à ultima da hora porque não tinha estudado o necessário,enquanto muitos andam a estudar a queimar pestanas já com esta idade.
    Admito que não sou desses alunos que não estudam e safam-se mas recentemente disseram-me que estudaram 2 dias para um teste e eu estudei apenas 2 horas se tanto.
    O melhor que tens a fazer é começar a planear as coisas,fazê-las a ouvir música e resistir às boas coisas.
    Beijos
    Cantinho da tequis
    Facebook Cantinho da tequis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sou se ouvir música enquanto estudo aí é pior, então não estudo mesmo nada xD.
      Já me aconteceu dizerem que estudaram uma semana para um teste, e eu estudei nos últimos dois dias, mas depois por alguma motivo que eu desconheço tiro o mesmo que eles.
      Tenho que começar a planear melhor as coisas, obrigada pelas sugestões :).

      Eliminar
  2. Eu estava a ler este post e a acenar à medida que lia.
    Basicamente descreveste praticamente todo o meu percurso escolar, menos o Secundário em que precisei de explicações para atinar com o estudo contínuo.
    É-me mesmo muito familiar esse sentimento de pânico quando a quantidade de trabalhos e estudo se começa a acumular e o "para a próxima começo mais cedo"... Depois por acaso tenho sorte no tipo de perguntas que são feitas ou por ter memorizado qualquer coisa de útil e volto à estac zero.
    Quando descobrires o segredo para acabar com isto diz.
    Até agora só o "StayFocusd" é que me tem ajudado alguma coisa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também tinha explicações no secundário, e foram uma grande ajuda porque procrastinava muito menos.
      Já experimentei essa app e não resultou, eu acabo por eliminá-la só para me desbloquear as cenas xD.

      Eliminar
  3. Identifiquei-me bastante com este post. Eu tenho esse grave problema, que é a procrastinação. Até hoje, também não consegui acabar com ela, apesar de ter lido imensos textos sobre como fazer isso. Mas eu também tiro boas notas... Na universidade, acham que eu sou algum "génio", mas na verdade acho que isso se deve à minha atenção nas aulas (e sim, também estudo, mas se puder adiar, eu adio).
    Há uns dias, tinha que fazer um resumo do meu artigo, e demorei bastante para entregá-lo porque simplesmente procrastinava. A minha técnica para conseguir foi fazer pouco de cada vez. Um dia, abri o documento do artigo e reli-o, no outro, li as regras do resumo, depois, fui fazendo o resumo de acordo com cada secção. Posso dizer que ajudou bastante, ainda consegui entregar algum tempo antes da data limite. Então, pode ser uma boa ideia.
    Espero que consigas combater isso (e eu também).
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, eu também costumo estar bastante atenta nas aulas ( tirando naquelas aulas mais seca, mas que são poucas no meu curso) e acaba por ser uma grande mais valia :).
      Isso é uma boa técnica, tenho que começar a fazê-la.

      Eliminar
  4. identifiquei-me tanto com estes post xD eu sempre fui mais ou menos organizada. nunca gostei de estudar (quem gosta?) e deixei tudo até ao fim, mas quando sabia que 2 ou 3 dias não iam chegar para estudar tudo, estudava mais, e sempre tive notas muito boas - tirando o raio da físico-química, demónio sob a forma de contas.
    e também acho que ando a procrastinar muito mais agora que ando na faculdade, talvez porque só tenho frequências no fim do semestre (ou seja, daqui a um mês e ainda não estudei para nada) ou porque a quantidade de matéria é tanta que quando deixamos acumular mais e mais até começamos a evitar estudar, entramos em negação xD
    no semestre passado safei-me bem com 2 ou 3 dias de estudo para a maior parte das cadeiras, mas este semestre com os exames nacionais a coisa está negra xD
    enfim, se descobrires o truque, diz-nos!! :D
    beijinhos, Noelle :) http://supergirlinconverse.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não concordo com essa parte de que ninguém gosta de estudar. Claro que existem matérias ( como as de físico-química) que uma pessoa odeia estudar, mas também existiram muitas disciplinas como Português e Filosofia que eu adorei estudar. Depende muito das disciplinas/cadeiras :).
      Se descobrir, eu escrevo um post sobre isso :).

      Eliminar
  5. Agora fiquei a pensar nisto. Sofro do mesmo mal e depois tenho um problema que para mim é um defeito terrível, sou um bocado perfecionista demais. Para mim as coisas ou ficam perfeitas ou simplesmente não as faço e vou adiando, arranjo mil motivos para a demora e pior, muitas vezes convenço-me deles até que entretanto passou a oportunidade. No entanto funciono bem sobre pressão, se me derem um espaço de tempo muito curto para fazer determinada coisa não há como ficar a pensar no assunto, ou se mete mãos à obra de imediato ou já vai sair atrasado e não pode ser.
    De maneira que é um dos truques que fui utilizando ao longo do tempo. Impor-me a mim mesma curtos espaços de tempo para fazer as coisas. Se me dão 15 dias fazer em 8 e assim de certeza que fica feito, caso contrario no 12º dia ainda estou a pensar no assunto.

    Beijinho.
    Lilium
    O Meu Dolce Far Niente
    Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também tenho esse problema, também sou perfecionista de mais. Mas ao contrário de ti, não funciono bem sob pressão, o que torna 1000 vezes pior o meu problema.
      Esse é mesmo um bom truque, muito obrigada pela sugestão :).

      Eliminar
  6. Tbm há aqueles que dizem " vou tirar uma nega bem redonda no teste " , dps tiram um 12 ou 13, e dps vem com cara de surpreendidos e dizem " como é que eu fiz isto, não estava nada á espera " , eu sinceramente há uns bons anos que ando a tentar encontrar a formula para o sucesso, até agr nada :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah, eu sou um bocado assim xD. Mas não faço por mal, é mais falta de confiança nas minhas capacidades.

      Eliminar
  7. Eu costumo ter metas grandes para os meus dias (não mais do que 3, e têm de ser realistas), e são as primeiras coisas que faço naquele dia. Costumo dividir essas metas grandes em tarefas, porque gosto da sensação de riscar itens concluídos. Acho que dar recompensas também ajuda, mas é necessário disciplina. Por exemplo, se fizer as metas, posso ver um episódio de uma série que esteja a seguir.

    Eu consigo acabar facilmente com a procrastinação se pensar no objectivo final. Porque é que tenho de fazer X? Para alcançar Y. Se Y for algo que eu quero muito, faço X rapidamente. O principal será sempre a motivação.

    Sinceramente acho que não há fórmulas mágicas. Há coisas que resultam para umas pessoas mas que não resultam para outras. É questão de se ir experimentando :) Boa sorte!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa sugestão essa, vou segui-la :).
      O meu problema é que à medida que o ano letivo passa vou perdendo motivação, tenho que me tentar relembrar mais vezes dos meus objetivos.
      Obrigada.

      Eliminar