!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

11.12.15

Blogs: Mais editoriais e menos pessoais?


Ultimamente, tenho constatado que há uma nova tendência que se têm espalhado pela blogosfera. Não é uma tendência que se verifique propriamente na blogosfera portuguesa ( e ainda bem), está a verificar-se mais na blogosfera internacional: os blogs têm se tornado cada vez mais editoriais, ou seja, como se fossem mais uma revista online, e têm se tornado cada vez menos pessoais.

Esta tendência está a alastrar-se ainda mais desde que há uns tempos atrás, a famosa blogger de moda Chiara Ferragni, do blog "The Blonde Salad" decidiu mudar o conceito do seu blog, tornando-o menos pessoal e mais editorial, com conteúdos que facilmente apareceriam numa revista de moda.

A blogosfera já sofreu várias mudanças antes. Se recuarmos ao ano de 2008 (ano em que os atuais blogs de sucesso foram criados), podemos verificar que a blogosfera era bastante diferente do que é hoje: na altura, quase todos os nossos amigos tinham um blog ( e em que os subscritores eram apenas amigos e familiares), com design pré-feito do blogger ( que muitas vezes tinham um fundo muito escuro, tonando a leitura mais cansativa), com aquelas músicas irritantes que começavam a tocar quando entrávamos no blog, e em que  os posts do blog eram simplesmente humorísticos ou narrar acontecimentos do dia, nada de muito interessante basicamente.  Ninguém diria nessa altura que os blogs evoluiriam de tal modo que um dia fossem o emprego de alguém. Passado 2 anos, muitos dessas blogs ao estilo de " redes sociais em que escrevo para aqui umas barbaridades" desapareceram. Mas alguns blogs resistiram ao tempo e evoluíram, até aquilo que a blogosfera é hoje.

A blogosfera atual é muito diferente da blogosfera de 2008: os designs dos blogs  são mais bonitos e elaborados ( no sentido de precisarmos de mexer no CSS e HTML para ficar uma coisa decente), a uma maior preocupação com o conteúdo dos posts ( para escrever as barbaridades de antigamente temos o facebook), os subscritores de um blog vão muito para além dos amigos e familiares,...  No entanto, o conceito de um blog pessoal, onde partilhamos um pouco de nós, esse manteve-se inalterável.

Fui a favor de todas estas mudanças que a blogosfera sofreu, mas não sou a favor desta. Na minha opinião, um blog deve ser pessoal, deve mostrar um pouco de nós, da nossa personalidade, aquilo que nos diferencia de outros blogs. Claro que pode ter alguns colaboradores ou " guest posts", mas se exagerarmos nisso, o blog deixa de ser nosso e passa a ser escrito por uma equipa formada por várias pessoas.

Porquê ter antes um blog mais pessoal e em vez de ser editorial? Vou dar um exemplo da importância de um blog pessoal. As pessoas comprarão mais facilmente um produto x visto num blog pessoal, porque um blogger  que é uma pessoa normal como elas e de que tanto gostam aconselhou esse produto. Se essas pessoas tivessem visto esse produto numa revista, o mais provável é que não o comprassem, porque todos sabemos que há sempre interesses por de trás de quem trabalha nestas revistas. E isto é só um exemplo.

Claro que os blogs  são muito mais importantes do que só para publicitar produtos. Os  bloggers que estão por de trás dos blogs que seguimos são uma fonte de inspiração para nós, as histórias que partilham nos seus posts inspiram-nos, e gostamos de saber mais sobre esses bloggers, sobre a sua vida, sobre as suas lutas... Todo este conceito se perde quando um blog se torna mais editorial. Em primeiro lugar, porque já nem sabemos quem é a pessoa que está por detrás do blog, uma vez que este tem demasiados colaboradores e "guest" posts. Em segundo lugar, porque todos os posts escritos parecem saídos de uma revista e impessoais, sem personalidade nenhuma. Para ler blogs assim ( que nem o nome de blogs deveriam ter, são mais sites profissionais), compro mais rapidamente uma revista, que é escrita por jornalistas que tiraram uma licenciatura, do que uma pessoa ou pessoas totalmente "random" que lembraram-se de escrever uma espécie de revista online e que julgam marcar as tendências.

Resumindo: na minha opinião, os blogs devem ser mais pessoais e menos editoriais, devem transmitir um pouco da personalidade do blogger ( para  os subscritores se poderem identificar com ele).  Gosto de blogs escritos por pessoas com quem eu me possa identificar, que parecem viver num mundo normal, com as mesmas lutas e problemas de uma vida normal. Não gosto de ler blogs escritos por pessoas que nem se dão a conhecer aos seus leitores , e que escrevem posts sobre coisas que nada têm a ver com o meu dia-a-dia, e que estão completamente desfasadas do mundo real.


21 comentários:

  1. Partilho exatamente da mesma opinião! Acho que é o "cunho" de cada um que faz a diferença. Eu, pessoalmente, gosto de ler blogs que me pareçam autênticos e escritos com verdade, na primeira pessoa!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamemte,se um blogue não tiver o cunho pessoal do Blogger, parace que são todos os iguais e aí a blogosfera perde a piada.

      Eliminar
  2. Um blog é para escrevermos o que nos vai na mente e o que queremos partilhar com o mundo. Tem de ser pessoal. Pelo menos é este o pensamento que tenho quando escrevo no meu blog. Partilho a minha vida, os meus problemas, as minhas conquistas, e sou honesta. Gosto de ler blogs onde sinto que as pessoas estão a ser elas proprias, nao gosto de ler posts forçado por sponsers ou parceiros... Gosto muito do teu blog, por exemplo :) beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É exatamemte isso que eu gosto em blogs.
      Eu não acho que seja mau que os bloggers faça posts publicitários, desde que os bloggers em questão tenham uma opinião sincera sobre o assunto.
      Oh obrigada, eu também gosto muito do teu blog:)

      Eliminar
  3. Eu concordo porque é a essência que deixamos transparecer num blogue que faz a diferença.

    ResponderEliminar
  4. Mal deste o exemplo da Chiara Ferragni tive que ir espreitar o blog dela - já não ia lá há anos - e acho que ela tem um design super confuso. Demasiada informação logo ali à vista, não gostei xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É como eu, não gosto nada do design nela. Gosto de blogs que tenham os posts por ordem cronológica, de preferência logo na primeira página do blog :).

      Eliminar
  5. Não podia concordar mais! Blogues para mim têm de ser pessoais, tudo o resto parece mais uma revista ou um catálogo de produtos!

    ResponderEliminar
  6. Eu sou a favor dos dois tipos de blogues, acho que há público para os dois. E mesmo esse formato editorial, traz algumas vantagens. Os blogues marcam tendências e são pontos de influência na moda, na beleza, na tecnologia, em tudo. Não gosto particularmente do blogue da Chiara mas adoro que ela tenha conseguido construir um verdadeiro negócio à volta daquilo que tinha há uns anos. É normal que esteja mais elaborado mas continua a ser um dos blogues internacionais mais conhecidos em todo o lado, significa que as pessoas procuram esse tipo de blogues também.
    Não é menos blogger por isso, apenas se profissionalizou :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não concordo é que chamem blog a um site profissional que mais parece uma revista online.
      Não sou contra a profissionalização dos blogs, aliás até sou a favor, acho o máximo as pessoas que conseguem viver de um blog :). Eu adoraria que o meu emprego fosse escrever neste blog :). Nem lhe chamaria trabalho porque nem ia parecer isso xD. O que eu sou contra é o facto de com a profissionalização dos blogs, muitos bloggers preferirem mudar a essência do blog e torná-lo mais editorial, mais impessoal, sem vida.
      Acho que para profissionalizar um blog não é preciso que ele perca a essência. Conheço muitas bloggers que ganham dinheiro através de um blog pessoal, não foi preciso torná-lo numa espécie de revista online.

      Eliminar
  7. Confesso que nunca tinha pensado muito nisso. A verdade é que uma altura, não à muito tempo, fui contactada por um outro site que estava interessado em escrever um post para o meu blog. Recusei usando exatamente o argumento que apresentas. O meu blogue é meu. É pessoal. Com textos meus, com a minha opinião e escritos por mim. Sinceramente, é algo que considero ser importante, pelo menos para mim é essa a essência do meu blogue.

    As Confissões da Andreia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É assim, eu não sou contra os "guests posts", só acho que não devemos exagerar neles. Um ou outro "guest post" não faz com que o teu blog perca a essência :). Nem 8 nem 80!

      Eliminar
  8. Eu gosto mais de blogs genuínos, ou seja, blogs escritos pela pessoa, e não por uma 3ª pessoa. Acho que um blog se tem que ser a nossa casa e o nosso cantinho tem que ser escrito por nós mesmo, partilhámos o que vai na alma, e não limitar-se a pura publicidade editorial. Há figuras publicas que lançam blogs, mas depois chega a um ponto em que começam a ser editoriais e deixam o pessoal de lado. Não gosto disso.

    Bjs.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É como eu. Eu gosto muito mais de blogs pessoais. Os editoriais simplesmente não me despertam o interesse.
      Fiquei bastante triste quando alguns blogs que eu seguia tornaram-se em blogs mais editoriais :(.

      Eliminar
  9. Subscrevo por baixo. Sei que há público para os dois tipos, mas eu prefiro blogs pessoais, com a essência da pessoa lá espelhada - sem que a pessoas partilhada demasiada informação sobre si, se é que me entendes.
    Já que deixei de seguir blogs por causa disso. Nada contra quem o faz, mas não acho apelativo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também já deixei de seguir blogs por causa de se terem tornado editoriais.
      Eu também não sou contra os blogs deste tipo, só que acho que não faz sentido chamarem-lhe blogs ao que parece mais ser uma revista online.

      Eliminar