!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

13.8.17

5 coisas que gostava de ter sabido antes de ter a minha primeira menstruação


Quando andas na escola, ouves nas aulas de Ciências falarem da menstruação, e aguardas ansiosamente que te apareça a ti, porque é sinal que já és mulher. Contudo, quando finalmente te aparece, não é como pensavas que era.

Eu lembro-me perfeitamente quando me apareceu o período pela primeira vez. Foi numa manhã de agosto do verão em que eu tinha 13 anos. Eu lembro-me perfeitamente de ter ficado tão embaraçada e confusa, e ter hesitado bastante em contar à minha própria mãe. Os primeiros anos foram confusos mas, eventualmente, fui aprendendo com a minha experiência e a das minhas amigas.

 Perder a vergonha e falar com as minhas amigas foi essencial para saber aquilo que sei hoje. Por isso, para aquelas raparigas que estão agora a passar pelo mesmo, decidi escrever um post sobre as coisas que gostava de ter sabido antes de me aparecer a minha primeira menstruação.


1. Que iria ter tantas dores e sentir-me tão maldisposta: O meu "eu" ignorante de 13 anos não sabia que ter período implicava ter tantas dores de barriga e de cabeça, e ficar tão enjoada ( até porque, de início, eu não tinha esses sintomas, só anos mais tarde). Pensava que era só uns meros 3 dias por mês que sangrava, e já está. Mas não, aparentemente, temos que passar esses dias em sofrimento, como se nos estivessem a dar murros na barriga.

2. Que iria sofrer de TPM: Durante alguns anos, eu nem sabia sequer o que era TPM, porque não sofria disso. Simplesmente aparecia-me a menstruação, sem aviso. Achava, sinceramente, que muitas mulheres se armavam em drama queen, a chorar antes da menstruação vir ( fui muito estúpida, shame on me). No entanto, quando comecei a ter desejos loucos por chocolate e a chorar quem nem uma Maria Madalena com filmes de animação, percebi que não estava em mim e que estava a sofrer deste transtorno.

3. Que seria normal o período não aparecer em certos meses: Quando me apareceu o período, aos 13 anos, este era mesmo muito irregular. Era capaz de passar 2 meses sem o ter. Como devem calcular, eu ficava em pânico, a perguntar-me se seria normal. Não era pânico do género " estou grávida" porque eu nem sequer tinha namorado, mas pânico de algo errado se poder estar a passar comigo. Felizmente, a minha médica de família assegurou-me que era normal e, passado alguns anos, o meu período tornou-se mais regular.

4. As minhas amigas iriam ajudar-me imenso: Ao início, eu achava que andar com período era embaraçoso e, como tal, devia ser um segredo muito bem guardado. Não coloquei sequer a hipótese  de que as minhas amigas poderiam revelar-se umas grandes aliadas. Mas a verdade é que foram sempre uma grande ajuda. Em algum momento, irá aparecer-te o período sem contares, pelo que não tenhas medo de pedir um tampão ou um penso higiénico a uma amiga. Além disso, sente-te à vontade para lhes pedires para verem as tuas calças por trás. Obviamente que não há necessidade de dizeres a todo o mundo quando andas com o período, mas podes e deves dizer às tuas amigas mais próximas.

5. Cada mulher experiencia algo diferente: Nenhuma mulher experiencia a menstruação da mesma forma. Umas têm mais dores, outras menos. Numas é mais regular do que noutras. Algumas mulheres adaptam-se bem à pílula e outras não. Cada mulher tem uma experência diferente e muito própria da menstruação pelo que, apesar de poderes e deveres até ouvir os relatos das outras, deves ter consciência do teu próprio caso e do que se adapta a ti.


Mulheres por aí? O que gostavam de ter sabido antes de ter a primeira menstruação?

32 comentários:

  1. Eu tive a minha primeira menstruação aos 11 anos. A minha mãe já tinha falado imenso comigo sobre o assunto e já me tinha explicado o que eu teria que fazer, caso ela não estivesse em casa quando me aparecesse pela primeira vez. E o certo foi que me apareceu quando eu estava sozinha. Tinha tido aulas de manhã (ginástica, lembro-me bem) e quando cheguei a casa tinha as cuecas com uma marca estranha. Esqueci-me de tudo o que a minha mãe me tinha ensinado e liguei-lhe em pânico. Ela, muito calma, explicou-me tudo outra vez. Lembro-me de lhe ter ligado novamente porque o penso fazia barulho quando eu andava (coisas de miúda, mesmo). A partir daí tive todos os meses (nunca falhou rigorosamente nenhum, nem ao início). Felizmente nunca sofri com dores (a menos que ande feita louca a mergulhar no mar/piscina 1/2 dias antes) e se tenho TPM não foge muito ao meu feitio habitual. Na altura da menstruação apetece-me sempre chocolate mas fora isso nada de anormal. Sempre fui certa na altura de aparecer por isso andava sempre prevenida com pensos. Eu era a amiga que tinha sempre pensos na mala! Ainda hoje é assim. Como tomo a pílula sei ao certo qual é o dia em que aparece mas, ainda assim, ando sempre com pensos/tampões e já safei algumas pessoas.

    O que eu gostava de ter sabido mais cedo era que meter um tampão não era um bicho de sete cabeças. Só quase aos 20 anos é que aceitei experimentar pôr um e vi que não era nada de especial. Perdi imensas semanas de praia/piscina porque me recusava a usar tampão. Há sempre algo que deveríamos ter sabido mais cedo!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha mãe também me explicou tudo na altura, mas o pânico também me fez esquecer tudo. E por causa do embaraço e medo de perguntar, não soube logo as coisas que disse no post.
      Tiveste sorte:). Normalmente nunca vem tão certinho.
      Eu também ando sempre com pensos no saco e também já safei muitas pessoas.

      Nunca experimentei usar um tampão por medo. Mas tenho mesmo que experimentar, para não perder mais dias de praia ou de piscina.

      Eliminar
  2. true. isto é tudo verdade. olha aquilo que eu gostava de ter sabido era que é mega pouco higiénico! acordar com a cama toda suja de manha porque o penso se enrolou.. ou estar mesmo toda suja porque na casa de banho da escola nao havia papel e era virtualmente impossivel limpar as partes exteriores que ficam todas cheias de sangue. gostava que me tivessem dito para usar tampoes deste o primeiro periodo!

    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gostava de ter sabido isso. Eu ando sempre com lenços atrás de mim por causa das casas de banho que não têm papel.

      Eliminar
    2. Gostava de ter sabido a mesma coisa! Pintam tudo como tão bonito, "agora és uma mulher a sério" e mimimi mas nunca ninguém me disse que ia acordar com sangue quase até às costas, lençóis sujos... Um nojo! Sofri muito nos primeiros anos porque, além das dores, sentia-me sempre nojenta, odiava pensos higiénicos porque se colavam ao rabo, faziam alergia e até ferida... O meu maior arrependimento é não ter usado tampões logo de início. Hoje em dia é só o que uso e posso afirmar que mudou a minha vida enquanto mulher. Sinto-me sempre limpa (odiava ir fazer xixi e ver aquilo vermelho ali, andava sempre a mudar de pensos), não sinto que cheire mal (não cheirava, mas eu achava que sempre que sim), posso fazer todas as atividades que me apetecer e nem me lembro que estou com o período. Também ajudou muito ter começado a tomar a pílula, claro. Hoje em dia em bem tranquilo, é quase como dias normais, mas já sofri muito!

      Eliminar
    3. Como eu te compreendo. Só não passei por isso das alergias e das feridas. Deve ter sido mesmo terrível e doloroso!
      Eu nunca usei tampões, mas pelo que já li dos comentários daqui, tenho mesmo que experimentar! Sim, a pílula ajuda imenso.
      Ainda bem que já não sofres tanto como antes:).

      Eliminar
  3. Concordo totalmente com TUDO o que mencionaste! :P

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Ainda me lembro da minha primeira menstruação: eu comecei a chorar porque já sabia da TPM, das dores e da má-disposição e não queria nada começar a passar por isso... De qualquer modo, gostava que me tivessem dito que a duração do período é variável de pessoa para pessoa, porque eu tive o maior azar de todos neste campo: dura sempre 7/8 dias.
    Beijinho*
    http://nouw.com/juu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sofreste por antecipação então xD.
      Já me chegou a durar esse tempo, mas agora dura 5.

      Eliminar
  5. Eu sabia tudo isso. Minha mãe sempre me falou. Não tenho tpm e já tenho menstruação há 7 anos. No princípio não tinha dores, nem cólicas nem nada do género, porém fiquei no primeiro ano, inteiro com menstruação (durante todo o mês, todos os dias, tinha menstruação) até que a médica me recomendou uma pílula e aí regulou. Porém, se deixo de tomar, como deixei há 2 anos atrás, volto a ter irregularidade de novo. Há 2 anos, quando sofri um aborto, comecei a sentir imensas dores, na menstruação. É complicado. Adorei o post! <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, o teu caso é complicado, a tua menstruação é muito irregular. Realmente, a pílula é mesmo o melhor para ti.
      Obrigada:).

      Eliminar
  6. Também foi aos 13 anos mas foi tranquilo. Hoje quase a chegar aos 50, espero pela menopausa para deixar de ter a menstruação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o aspeto mais positivo da menopausa :).

      Eliminar
  7. Concordo, concordo. No entanto, em relação à TPM posso dizer que não noto muito, lá fico um pouco mais sensível, mas nada que se dê muito conta. Lá está, depende de pessoa para pessoa :P
    Beijinho, Mary

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu depende dos meses. Há meses que quase não se nota e outros em que pareço uma maluca xD.

      Eliminar
  8. A minha primeira menstruação foi quando tinha 11 anos, era uma miúdinha e não estava mesmo nada à espera! Na altura lembro-me que não tinha dores e que até durava, relativamente, pouco tempo, mas depois começou a piorar... A durar mais de uma semana e cheguei a desmaiar com dores, logo podes ver o cenário, raramente conseguia ter ginecologista e quando, achava eu, que finalmente conseguia consulta a médica cancelava no dia antes, claro está 'bati o pé e mandei vir imenso com os meus pais até ter o que queria'. Acabei por ter de começar a tomar a pílula e desde aí que tudo voltou a melhorar!

    E não vou negar que não li o primeiro comentário aqui do post, logo, experimenta meter um tampão, nem que seja dos mais pequenos, da primeira vez vai ser um pouco desconfortável, mas depois apanhas o jeito. Eu antes de ir para a Uni só usava quando tinha de ir para a praia e piscina, mas agora admito que é muito mais prático e não fico tão suja, o que acaba por ser fantástico!
    Beijinhos,

    A Maiazita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tive amigas minhas a desmaiar com dores e é mesmo terrível. Fogo que azar, mas felizmente lá apanhaste a médica xD.A pílula ajuda imenso, a mim tirou-me muitos sintomas.

      Tenho um bocado de medo, confesso, mas tenho que experimentar, porque existem imensas mulheres que usam e que gostam, que é porque deve ser bom.

      Eliminar
  9. O meu primeiro ano foi horrível, tinha imensas dores mas lá passou! Mulher sofre...

    ResponderEliminar
  10. Ai a TPM. Eu era como tu, pensava que não era tão mau a TPM e que era tudo tretas. Agora dou por mim na semana antes a chorar por coisas parvas.

    All We Need Is... | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  11. A minha apareceu aos 12, no primeiro dia de aulas do 7º ano. Estava sozinha em casa com o meu pai, ahah! Mas não paniquei. Não achei graça nenhuma à coisa, mas a minha mãe já me tinha explicado como colocar o penso. Sempre fui +/- regular, a parte pior era que durava 8 dias. Agora, felizmente, são só 3 ou 4. Quando tomei conhecimento do que era usar um tampão e experimentei, comecei logo a habituar-me. Hj em dia, não uso penso, já há vários anos. Detesto, aquilo é muito pouco higiénico. Na escola, pedia sempre às minhas amigas para verem se estava suja!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho mesmo que perder o medo e experimentar usar um tampão, já estou a ver muitas aqui nos comentários a dizer o mesmo :).

      Eliminar
  12. quanto às dores depende, muito! Há certos tipos de dores que não são normais e podem estar associadas a doenças como endometriose (não é para alarmar mas 30% das mulheres portuguesas tem endometriose e nem sabe porque ter dores é normal, ter dores incapacitantes não é normal)...
    quanto à irregularidade eu sempre fui irregular e agora também sei porquê, fora endometriose tenho ovários policísticos mas nem todas as mulheres irregulares têm.
    O que te quero dizer é que todas somos diferentes mas dizer que ter dores horríveis é normal e ser irregular é normal pode não ser verdade ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obviamente que desmaiar de dor ou ter sintomas demasiado fortes não é normal. É por isso que considero importante as raparigas serem acompanhadas, desde cedo, por ginecologistaginecologistas, poderem ser acompanhadas e despistar doenças.
      Sim, somos todas diferentes, por isso é preciso estarmos sempre atentas aos sinais do nosso corpo :).

      Eliminar
  13. Totalmente de acordo! A minha primeira menstruação apareceu-me muito cedo e, por isso, eu não sabia sequer como lidar com tudo já que nunca havia lidado com o tema em casa ou na escola. Costumava sofrer de dores horríveis, havia noites em que não dormia com tantas dores, sentia-me muitas vezes muito enjoada. No entanto, tudo foi ficando melhor. :)
    Beijinho.

    http://nepheshing.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É por isso que eu acho que a escola devia falar mais abertamente de temas como a menstruação e o sexo. Evitaria que muitos adolescentes se sentissem embaraçados e confusos.
      Ainda bem que melhoraste, passar noites em claro por causa dores é terrível! Mas se és a ter dores assim ( Deus queira que não, era mau sinal), há comprimidos na farmácia próprios para dores menstruais.

      Eliminar
  14. Eu não tive a sorte de ter uma mãe que falasse as coisas abertamente e me explicasse as coisas. Apenas me disse que as meninas tinham o período e mais nada. Não a culpo, pois a educação que teve não foi também das melhores e não é uma pessoa aberta a certas conversas. Recordo quando me apareceu pela primeira vez, fiquei confusa, de uma forma contente e feliz, porque era mulher (parvoíces)... mas por outro triste porque ainda era novinha e deixava a minha meninice! Dores e má disposição não tinha... mas sofria muito com os pensos, pois fazia alergia e a minha mãe não sabia como ajudar, dizia que tinha de aguentar. Era horrivel! Até que uma amiga mais velha, uma vez que eu queria ir à praia falou-me dos tampões! Oh descoberta maravilhosa! A minha mãe ficou assustada de principio pois não queria que usasse, mas eu não quiz saber. Usava às escondidas, até que ganhei um pouco mais de maturidade e contei-lhe. A primeira vez que usei o tampão dava um filme hilariante! Foram tempos confusos, mas engraçados! Adorei o teu post, pois acho que é uma grande ajuda para as jovens que tem dúvidas :)
    PadaandLuda & Facebook & Instagram & Twitter

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem a ver com a educação que teve. A minha mãe também é um pouco conservadora, só me explicou mesmo o essencial, o resto fui eu descobrindo com o tempo.
      É normal, para as nossas mães vamos ser sempre menininhas :).
      Se tinhas alergia, devias ter dito imediatamente a um médico ou ginecologista. Estar a insistir e aguentar é terrível.
      Muitas mulheres têm preconceitos em relação aos tampões, grande parte das vezes por falta de conhecimento. O meu medo de os usar deve advir disso.

      Obrigada, espero mesmo que ajude as mais jovens :).

      Eliminar
  15. Se aos 13 foi confuso, imagina o que seria aos 10 =P Depois de ler isto, chego à conclusão que também sofro de TPM. De quando em vez, dá-me para enfardar chocolate à bruta e também choro a ver filmes. E eu a pensar que era exclusivo feminino =P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahah, coitado de ti, imagino o teu sofrimento, ninguém merece xD. Ao menos só sofre dos transtornos pré-menstruais e não da propriamente dita. Seu sortudo xD.

      Eliminar
  16. Ficou muito boa sua postagem. Mas me fez lembrar a pior parte da minha vida!

    Estou dizendo isto até em anônimo pois tenho vergonha até hoje de ter menstruado com 10 anos, menstruação precoce é sinônimo de excesso de estrogênio, pois na verdade quem menstrua mais de 12, 13 anos é mais saudável do quem menstruou antes disso. O principal fator disso ter acontecido é a má alimentação (sim, se alimentar de coisas em excesso também é uma má alimentação, eu não era gorda, mas comia algumas coisas em excesso).

    Hoje tem 6 meses de uso contínuo de anticoncepcional para ela não vir, um dos meus ginecologistas disse que a probabilidade de doenças era só a endometriose, mas o triste é que, eu já pesquisei na internet e , dito por verdadeiros profissionais disseram que, por causa do tempo prolongado de estrogênio no corpo, a probabilidade de desenvolver um câncer de mama e entre outras doenças do corpo feminino é maior. Foi minha segunda mágoa com isso. Já basta o primeiro susto que eu levei de ter menstruado cedo, agora com 22 anos descobri isso. Já naquela época quando tive ela com 10 anos já sabia que não era normal e que mais tarde iria me trazer problemas, mesmo uma ginecologista dizendo que não que eu consultei a primeira vez, no fundo eu sabia que se deixasse esses hormônios fazer o que quisesse comigo, iria me adoecer.

    Menstruar antes dos 13, 12 anos além de ser vergonha, a mulher corre o risco de ter sérias doenças depois. Pesquise. Não estou falando besteira. A regra é simples: quanto mais estrogênio a mulher tiver, mais o corpo estará prejudicado.

    Hoje tomo anticoncepcional só com progestágeno, não tenho problemas com trombose, AVC, nem nada, mas eu escolhi assim pois é melhor eu evitar o estrogênio das pílulas que pelo visto também é perigoso. Nunca tive tpm, nem cólicas, só um pouco de dor de cabeça. Quis eliminar minha menstruação não para ficar "livre" dela, mas por questões de saúde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada :). E muito obrigada por partilhares a tua história aqui no blog.

      Em primeiro lugar, não precisas de ter vergonha disso. Tiveste um problema de saúde que qualquer uma de nós poderia ser, e que é muito sério mas, que apesar de tudo, não é motivo para vergonha. Lamento imenso que tenhas sofrido menstruação precoce. Estou em Enfermagem, por isso sei as consequências físicas e psicológicas que isso acarreta.

      O meu conselho é para que não pesquises muito na Internet. Sim, tens mais riscos de ter essas doenças do que qualquer outra mulher, mas isso não significa que as venhas a ter. Acredito que estejas a ser acompanhada por bons profissionais de saúde e que, com as medidas que já tomaste certamente ( como o anticoncepcional só com progesterona), todos esses riscos serão evitados.

      Realmente, fizeste uma boa escolha em tomar esse tipo de anticoncepcional. Mais estrogénio só iria pior ainda mais a tua condição de saúde.

      Muito obrigada por teres tido coragem de partilhar a tua experiência e muita força para ti :).

      Eliminar