!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

3.4.17

Livro: Tudo, Tudo e Nós


Depois do estágio de Oncologia, tinha imensas saudades de ler, contudo não estava com cabeça para ler algo muito pesado. Por isso, optei por uma leitura leve, um livro de YA, e este foi o que escolhi. Há algum tempo que já andava de olho nele, e estes dias aproveitei a promoção que a FNAC fez no fim de semana para o comprar.


Sinopse


Madeline Whittier observa o mundo pela janela. Tem uma doença rara que a impede de sair de casa. Apesar disso, Maddy leva uma vida tranquila, na companhia da mãe e da enfermeira, até ao dia em que conhece Olly, um rapaz vestido de preto, que se muda para a casa ao lado, e os seus olhares se cruzam pela primeira vez.

De repente, torna-se impossível para Maddy voltar à velha rotina e ignorar o fascínio pelo exterior, mesmo que isso ponha a sua vida em risco.


A minha opinião


Uma das coisas que fez com que eu tivesse vontade de ler este livro foi o conceito. Já imaginaram como seria se tivessem uma doença rara em que, basicamente, são "alérgicos" a todo mundo à vossa volta, a tudo mesmo, até à mais pequena brisa der ar, e tivessem que estar sempre presos em casa? Bem, é essa a realidade da protagonista. Madeline tem uma doença rara chamada SCID que, em português, significa imunodeficiência severa combinada. A autora explorou de forma bastante interessante esta doença, criando uma história cativante e envolvente, em que vivemos as lutas e a dor lado a lado com a personagem principal.

Ao contrário daquilo que é esperado de uma rapariga que nunca saiu de casa, Maddy é uma rapariga extremamente inteligente e com os pés assentes na terra. Em todos os aniversários, nunca pede como desejo que a sua doença fosse milagrosamente curada, pois não quer pedir o impossível ( e, sejamos sinceros, quantos de nós não pediríamos isso como desejo se tivéssemos esta doença?). Além disso, é uma leitura ávida, estudiosa e empenhada nas aulas que tem via Skype, e mantém uma boa relação com a mãe. É portanto, uma personagem com uma força de vontade incrível, e que não deixa que a sua doença a ponha em depressão. 

Maddy leva uma rotina normal, sem preoucupações, e sem sentimentos de perda e desgosto, até ao dia em que conhece Olly, um rapaz também ele muito inteligente, que se muda para a casa ao lado, que irá fazê-la sentir, pela primeira vez, o que é o amor e o que estar apaixonada.  

São, portanto, personagens realísticas, com as quais facilmente nos identificámos. Fazem-nos lembrar que crescer não é fácil e que, por vezes, há um conflito entre aquilo que os nossos pais querem para nós e aquilo que nós realmente queremos para nós.

O livro uma leitura leve, muito fácil e rápido de ler ( eu li num dia, basicamente), com um romance fofo, diálogos curtos e engraçados, pouca descrição mas a suficiente, e ilustrações/desenhos muito giros pelo meio (o que o tornou ainda mais fofo e engraçado).

Na segunda parte do livro, a história toma um rumo completamente inesperado, o que eu adorei. Aquilo que eu gostava que tivesse sido mais trabalhado no livro foi o final. Não é que eu não tenha gostado do final, porque gostei, só o achei um pouco apressado, sem nos explicar bem tudo, e poderia ter sido mais desenvolvido, com mais algumas páginas.

É uma história com  grandes lições por trás, e que nos faz questionar: " O que é que é preferível, uma vida estável e segura, dentro dos nossas casas, ou uma vida com muitos riscos, mas que vale a pena?". A principal lição deste livro é que não é o amor que acaba connosco, é o medo que sentimos deste e dos desgostos que este nos pode causar, que acaba por nos manter presos no conforto das nossas casas. O amor é um risco, porém viver sem riscos não é viver, é sobreviver, e não é possível sermos felizes sem o  amor.


E vocês? Já leram este livro? O que acharam? 

( Foto: da minha autoria).

21 comentários:

  1. Não conhecia o livro mas pelo que li parece ser um livro bonito de se ler. :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  2. OLá Cherry!

    Acabei de chegar aqui ao teu cantinho, que lindo que ele é, parabéns!
    Vou passar aqui mais vezes, com toda a certeza!
    Adoro ler, e adoro ler sugestões e opiniões sobre livros que ainda não li.
    Desconheço este de que falas aqui, e tenho cá para mim que ia gostar de o ler.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, volta sempre que quiseres :).

      Eliminar
  3. Nem leio posts sobre livros. Não que não goste, mas porque tenho tantos, tantos em lista de espera que se me entusiasmo lá vou eu comprar para ficar à espera.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Antes de mais, obrigada pela sinceridade. Infelizmente, existem muitos pessoas que comentam sem ler os posts, portanto fico feliz por admitires que não lês posts sobre livros e, portanto, também não te leste.
      Como eu te compreendo. Eu leio todos os posts de livros que encontro e, resultado: tenho uma enorme lista de livros que quero ler xD.

      Eliminar
  4. Estou de olho nele há imenso tempo!!! A ver se o leio, também, a ele. Ahah.
    Beijinhos!

    LYNE

    ResponderEliminar
  5. Acho que já vi um trailer de um filme com esta história. Não sei se tem a haver com o este livro ou não.
    Parece ser bastante interessante! :)

    Obrigada pela visita. Seguimos de volta :)

    Beijinhos
    Rose
    _________________________
    All The way is an adventure
    Jess & Rose Blog | Instagram | Youtube

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viste o trailer baseado neste livro, vão fazer um filme em maio :).

      Eliminar
  6. Não conhecia mas fiquei curiosa!

    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

    ResponderEliminar
  7. Não conhecia! Obrigada pela partilha!
    beijinhos
    https://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. O livro é fofinho mesmo! E vai sair o filme em pouco tempo.

    ResponderEliminar
  9. está na minha lista e preferia uma vida cheia de riscos e inseguranças pois a nossa zona de conforto pode ser boa mas não nos deixa viver como queremos, sendo uma grande entrave.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também prefiro uma vida com riscos, e é assim que estou a tentar viver, arriscando, porque já dizia a minha professora de português do básico " quem não arrisca não petisca".

      Eliminar
  10. Nunca li, mas pela tua descrição e opinião fiquei com muita vontade de ler. Gosto sempre de livros que tenham romance à mistura. E este além de romance apresenta a vida de uma jovem (que podia ser eu) com uma doença rara.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, sem dúvida, uma história com um conceito muito interessante, eu gostei muito de ler :).

      Eliminar
  11. Não li e nem sabia do que se tratava mas a capa já me tinha despertado a atenção =)

    ResponderEliminar