!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

17.7.16

Os motivos pelos quais eu não respondo a tags


Frequentemente, eu sou nomeada para bastantes tags de diversos blogs, e também frequentemente tenho que rejeitar. Sinto-me mesmo mal por ter de o fazer, mas tento sempre fazê-lo da maneira mais educada possível, e agradeço sempre a oportunidade que me foi dada.

Muitas pessoas já se perguntaram o motivo pelo qual eu não respondo a tags. Na verdade, não é apenas um motivo, mas sim vários. E, por isso, decidi escrever este post para as pessoas compreenderem que não  as rejeito por mal.

Em primeiro lugar, tenho que confessar: Não gosto muito de tags. Há uma ou outra que até são engraçadas mas, regra geral, não gosto. As tags fazem-me lembrar aquelas " mensagens correntes" que antigamente circulavam bastante pelos nossos e-mails, que diziam mais ou menos uma coisa do género " se não leres isto e reencaminhares para 15 pessoas, a tua mãe vai morrer" ou " se enviares esta mensagem para 20 pessoas, à meia noite o amor da tua vida vai declarar-se a ti". Ok, talvez até seja uma comparação estúpida, mas é aquilo que as tags me fazem lembrar. O que é certo é que estas circulam pela  blogosfera inteira e, quando dou conta, já me estão a convidar outra vez para responder à mesma tag.

Outra das coisas que não me agradam nas tags é que estas raramente se enquadram com o estilo e o tipo de conteúdo que partilho com o meu blog. Geralmente, estas  consistem em responder a várias perguntas, muitas vezes sem sentido ou um pouco forçadas. Prefiro mil vezes fazer um Q&A no blog ( by the way, talvez faça um em breve), porque assim sei o que é que os leitores querem ler, uma vez que são eles próprios que fazem as perguntas.

O último motivo que me leva a rejeitar tags é a quantidade enorme de vezes  que sou nomeada. Agora já nem tanto, porque ultimamente nem se tem feito muito, mas antes eu era nomeada muitas vezes. No início do meu blog, respondia sempre a todas mas, com o passar do tempo, fui me apercebendo que, se continuasse a este ritmo, os posts do meu blog seriam 99% dedicados a responder tags. Portanto, por uma questão de justiça, agora não respondo a nenhuma, mesmo quando às vezes até acho a ideia engraçada.

As tags podem ser bastante úteis para os novos blogs se darem a conhecer mas, a longo prazo, não vejo muitos benefícios nestas.


O que acham das tags? Respondem a elas ou rejeitam-nas?

14 comentários:

  1. O meu problema com as TAGs é que se repetem imenso e não são de interesse (a maior parte) para o público do meu blogue. Também não costumo responder, consequentemente!

    Marli, do My Own Anatomy ☀

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, é por isso que eu não respondo.
      Beijinhos,
      Cherry
      Blog: Life of Cherry

      Eliminar
  2. Não respondo. Adiro a alguns desafios temáticos - agora não têm havido mas tenho um separador para "desafios" e tenho essa opção - mas não faço TAGs. Não me identifico com as regras, não gosto de nomear outros bloggers para os fazer e não gosto de toda a obrigação que envolvem - já para não falar que normalmente são repetitivas e, de certa forma, pouco personalizáveis (canso-me de as ver noutros blogues e, nesse sentido, não as trago para o meu) :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também não gosto dessa obrigação, e é precisamente por serem repetitivos que eu não os faço. Quero ter um blog pessoal, único, que reflita a minha personalidade, e é algo que eu não consigo se seguir a corrente e responder a todas a tags.

      Eliminar
  3. Confesso que já cheguei a recusar algumas, mas as que eu acho engraçadas, eu respondo.

    ResponderEliminar
  4. Eu já respondi a uma ou duas tags, mas também só respondo se achar que o deva fazer e que seja bom para o blog e eu queira mesmo fazer.
    Beijos
    Cantinho da tequis
    Facebook Cantinho da tequis

    ResponderEliminar
  5. Concordo contigo em tudo! Também já fui nomeada para responder a TAG's e não o fiz. E confesso que não me chamam muito à atenção, maior parte das vezes nem abro.

    Um beijinho, Beauty Queen

    ResponderEliminar
  6. Inicialmente penso que respondi a duas TAG's por considerá-las minimamente interessantes. Contudo, rapidamente deixei-me disso. Pessoalmente, não considero que dê um ar "profissional" ou sério à página. Claro que nem todos encaram os blogs desta forma, mas sendo da área de Comunicação Social - Jornalismo, gosto de pensar que o meu poderá abrir portas a nível profissional, quem sabe. Contudo, nada contra quem é adepto deste género de publicações :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gosto de pensar no facto que um dia o blog poderá abrir-me portas para várias oportunidades, por isso também gosto de lhe dar esse "ar profissional", algo que se responder a tags não tenho.

      Eliminar
  7. Por acaso respondo porque é-me raro chegar em mãos um TAG e quando chega consigo dar a volta ao conteúdo que partilho e quero partilhar no blogue! Mas percebo a sensação de chegar a um blogue e só ver TAGs :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não consigo dar volta às tags, por isso prefiro não responder.

      Eliminar
  8. Identifico-me bastante com este post. Quando comecei no blog fui nomeada para uma data de tags de uma vez e então tive que começar a rejeitá-las senão ia ficar uma grande parte do meu blog com tags. Ainda assim, apesar da maior parte dela perguntar o mesmo, é verdade que há algumas mais interessantes!

    Beijinhos, Dalila ♡ | The Lost Louboutin Blog | GIVEAWAY A DECORRER ❤ |

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, eu se não as rejeitasse também seria o mesmo.
      É, há algumas bastante interessantes, mas por uma questão de justiça prefiro não reinserção a nenhumas.

      Eliminar