!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

9.5.16

Livro: A Rapariga no Comboio



Já há algum tempo que estava desejosa para ler este livro. Afinal, estamos a falar de um livro que vendeu 6 milhões de cópias o ano passado. Portanto, "deve ser bastante bom, vou lê-lo", pensei eu.

Eu sei, eu sei, já meio mundo fez uma review disto antes de mim, mas eu só o li agora e não poderia deixar de escrever este post, portanto vão ter de me aturar. Não precisam de fugir a correr, este post não tem spoilers, podem ler à vontade.


Sinopse


Todos os dias, Rachel apanha o comboio. No caminho para o trabalho, ela observa sempre as mesmas casas durante a sua viagem. Numa das casas ela observa sempre o mesmo casal, ao qual ela atribui nomes e vidas imaginárias. Aos olhos de Rachel, o casal tem uma vida perfeita, quase igual à que ela perdeu recentemente.
Até quem um dia...
Rachel assiste a algo errado com o casal... É uma imagem rápida, mas suficiente para a deixar perturbada. Não querendo guardar segredo do que viu, Rachel fala com a polícia. A partir daqui, ela torna-se parte integrante de uma sucessão vertiginosa de acontecimentos, afetando a vida de todos os envolvidos.


A minha opinião


Confesso que nunca fui muito fã do género thriller/policial, mas desde que li " Gone Girl" que fiquei com o bichinho e quis ler mais do género. Por isso, decidi ler este livro. Contudo, garanto-vos que " Gone Girl" à beira de " A Rapariga no Comboio" é brincadeira de crianças. Há algo mais intenso e inquietante nesta história.

Devorei-o em dois dias, e só não foi logo num dia porque a minha mãe me obrigou a sair de casa e ter uma vida social ( leia-se, ir à minha avó). Mas garanto-vos que por mim eu não tinha vida social nenhuma até acabar de ler o livro, é mesmo viciante! Os primeiros capítulos vão parecer um pouco seca, mas passado esses capítulos iniciais, vocês vão cada vez mais sentindo uma necessidade de devorá-lo. À medida que lemos, a tensão e o drama vão aumentando, e há uma série de surpresas e desmentidos ali pelo meio que só nos vão querer saber sempre mais e mais.

Na contracapa do livro diz " O livro que vai mudar para sempre o modo como vemos a vida dos outros". É mesmo verdade! Garanto-vos que depois de o lerem, nunca mais olharam para os outros da mesma maneira. Se têm o hábito ( como eu) de observar pessoas no autocarro/comboio ou outro sítio qualquer e imaginam como serão as suas vidas, depois disto já não observarão ninguém da mesma maneira.

A parte mais inquietante deste livro é que ninguém é de confiança, incluindo as três mulheres que vão narrando a história alternadamente. Este livro mostra o lado mais negro, por assim dizer, das pessoas, o pior do carácter das pessoas. Quase todas as personagens são pessoas destruídas emocionalmente, que levavam vidas perfeitas, mas acontecimentos trágicos e infelizes arruinaram as suas vidas, deixando-as miseráveis e destroçadas. Estes trágicos acontecimentos levam-nas, por sua vez, a fazer atos egoístas e muitas vezes cruéis. Mas é exatamente isto que torna esta história genial, o facto de explorar o lado mais negro do ser humano.

A principal lição deste livro é que as aparências iludem. É errado julgar as pessoas apenas por aquilo que observamos, pois não sabemos quem elas realmente são e a sua vida. Julgamos que têm vidas perfeitas e que são muito felizes, quando na verdade podem ter vivido acontecimentos traumatizantes e ser infelizes.

Resumidamente, este um thriller muito intenso, perturbador e arrepiante. Então aquele final ninguém está à espera! Se ainda não o leram, comprem-no e leiam-no imediatamente.


Quem já o leu? O que acharam?

25 comentários:

  1. eu nao li o livro mas ja ouvi muita gente dizer que é maravilhoso! ainda bem que gostaste!
    beijinho!

    the-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. por acaso nunca li, mas gostava de o comprar (quase que o ia fazer no fim de semana passado!). adoro livros de suspense, penso que iria gostar muito deste!
    beijinhos, Noelle :) http://supergirlinconverse.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se gostas de suspense, então adoras este de certeza :).

      Eliminar
  3. Por acaso não li o Gone Girl mas este adorei demais! Não sei se viste na minha página de facebook mas escrevi sobre este livro num outro blog ainda na semana passada, se quiseres ir lá espreitar já sabes :))

    Beijinhos, Dalila ♡ | The Lost Louboutin Blog // MEGA PASSATEMPO A DECORRER |

    ResponderEliminar
  4. Já ouvi falar tanto desse livro, que já fiquei tentada a lê-lo. Agora, fiquei mais ainda, e vou lê-lo mesmo, provavelmente assim que chegarem as férias e eu tiver tempo.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Não o li mas já ouvi opiniões opostas em relação a ele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo que li dos comentários abaixo do teu, há mesmo opiniões opostas, mas eu adorei :).

      Eliminar
  6. Tenho uma review pronta a sair desse livro! Também gostei :)

    ResponderEliminar
  7. Não consegui gostar deste livro. Não vi o lado mais negro das personagens mas sim o mais patético. A Rachel é, no meu ponto de vista, patética e a única com quem consegui sentir - alguma - empatia foi com a Megan. Ainda bem que gostaste porque para mim está a milhas do Gone Girl.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não concordo contigo, respeito a tua opinião, mas na minha o livro mostrou o lado mais negro das personagens. Sim, houve alturas em que achei a Rachel patética, mas de certo modo até a compreendi. O defeito ou não nestes livros é que não consegues te identificar com nenhuma personagem, só consegues de certo modo compreendê-las.

      Eliminar
  8. Não consegui gostar deste livro. Não vi o lado mais negro das personagens mas sim o mais patético. A Rachel é, no meu ponto de vista, patética e a única com quem consegui sentir - alguma - empatia foi com a Megan. Ainda bem que gostaste porque para mim está a milhas do Gone Girl.

    ResponderEliminar
  9. Está na minha lista! Mas antes ainda tenho alguns livros para ler.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não sei que livros estão na tua lista, mas eu avançava e pegava logo neste :).

      Eliminar
  10. Esta é a terceira review, de muitas que já li, que me convenceram, uma vez mais, a adquirir este livro. Eu adorei o 'Gone Girl' e fiquei boquiaberta com aquela obra, mas se tu dizes que 'A rapariga no comboio' ultrapassa, aí é que não poderei pensar mais no assunto e começar a lê-lo!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
  11. Li esses dois livros no início deste ano, Em Parte Incerta e A Rapariga no Comboio, mas tenho uma opinião diferente da tua (o que é bom, é sempre positivo conhecermos visões diferentes das nossas). Adorei o primeiro, mas o segundo não me convenceu por aí além. Não me consegui identificar com ninguém, nem fiquei cheia de vontade de saber o que ia acontecer em seguida (como aconteceu com Em Parte Incerta, mesmo estando a ler depois de ter visto o filme)... Não me consegui identificar com nenhum dos personagens, e por vezes só me apetecia dar chapadas na Rachel e dizer-lhe "acorda para a vida!". Não diria que A Rapariga no Comboio foi uma desilusão total, até me entretive a ler o livro, mas não me encheu as medidas.

    Mas ainda bem que gostaste, e espero que as próximas leituras também sejam boas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é bom haver diferentes opiniões :). Acho que são gostos e depende muito da tua personalidade e se, por exemplos, tens o hábito de observar pessoas no comboio/autocarros. Foi por ser um pouco assim que este livro me atraiu.
      Obrigada :)

      Eliminar
  12. Vou ver se compro o livro amanhã! Então depois de dizeres que iremos passar a olhar para as pessoas de forma diferente, ainda aumentou mais o desejo de o ler. :) Adorei o post!!

    ResponderEliminar
  13. Também li esse livro este ano e adorei. Se calhar em grande parte porque também sempre tive um bocadinho a mania de tentar adivinhar a vida dos outros, nomeadamente daqueles que iam todos os dias na mesma carruagem que eu!
    nem mais nem menos | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, é como eu, eu também costumo fazer isso :).

      Eliminar