!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

31.7.15

Temos todas que sonhar em ter filhos?


Se há coisa que não me cabe na cabeça é que, em pleno século XXI , a maior parte das raparigas ainda sonhem casar com um homem rico, ter filhos, tomar conta deles e da casa e não fazerem mais nada da vida. É isso ou então casarem com um dos gajos do "One Direction". 

E o melhor mesmo é quando me perguntam qual é o meu sonho e eu repondo, toda segura de mim mesma: "o meu sonho é viver num apartamento pequeno, mas confortável, todo decorado a meu gosto, com um closet com roupas lindas, não necessariamente de marca e, nos tempos livres, viajar pelo mundo, conhecer novas pessoas e novas culturas e aprender algo novo com essas experiências". Depois, a pergunta que me fazem a seguir é sempre a mesma:" E então não queres ter filhos?".E em vez de responder o habitual "quando for mais velha e tiver vivido a minha vida" respondo apenas com um não, deixando-as num estado profundo de choque que as suas caras não conseguem diafarçar, como se não querer filhos fosse um pecado tão grave como desejar a morte a alguém. 

Porque é que nós, raparigas temos todas que ter o mesmo sonho, ser as donas de cada perfeitas, casar e ter filhos? 

Não tenho mesmo nenhum instinto maternal nem predisposição para ser mãe. E nem sequer sei ainda tomar conta de mim própia, quanto mais de um puto! E não me venham já com comentários do tipo: ah ainda és nova e tal quando for mais velha talvez mudes de ideias. Não,  eu sinto mesmo que não tenho jeito para ser mãe nem quero. Sou uma pessoa que gosta de ser independente (embora ainda não o seja), gosto de ter a minha vidinha. Talvez mude de ideias no futuro, mas por agora é isto que eu quero.

Sejamos sinceros, a partir do momento que se tem um filho, nunca mais temos sossego. Quando é pequeno, a criança precisa muito de nós para comer, tomar banho, etc, e quando chega à adolescência temos que ficar à espera que o míudo chegue a casa da noitada.

Além disso,  hoje em dia, aos 30 anos ainda temos um emprego instável, um carro por pagar e dinheiro que mal chega para comer e pagar uma casa, quanto mais ter dinheiro para manter uma criança. Acho uma irresponsabilidade tamanha as pessoas que nem tem dinheiro para comer e decidem ter filhos, porque parece mal estarem casadas e não ter filhos.  E depois a pobre da criança e que sofre! Sei que são sonhos, mas também têm que ver se tem possibilidades económicas para isso.

Bem, com este texto não estou a criticar quem deseja ser mãe no futuro, estou apenas a dizer que devíamos mudar esse pensamento que a mulher só serve para fazer as vontades ao homem e procriar, porque infelizmente é uma mentalidade ainda muito presente na nosssa sociedade. 

12 comentários:

  1. Eu há uns anos dizia sempre à minha família "Não quero casar e também não quero ser mãe!". Agora, esses são uns dos meus objetivos até aos 30 anos :o

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talvez mude de ideias... Por enquanto, é assim que eu penso.

      Eliminar
  2. Ser mae nao tem nada a ver com ser independente e teres a tua vidinha! Mas nao tens de ser mae se nao queres; mas lembra-te que ser mae é deixar um legado! E ha imensas mulheres que sao super bem sucedidas e sao maes -- uma coisa nao implica a outra!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não concordo, acho que ser mãe nos tira independência. Claro que há mulheres super bem sucedidas que são mães, mas a maior parte das mães não são assim.

      Eliminar
  3. Concordo tanto com o que escreves-te :)

    ResponderEliminar
  4. Concordo com o que tu escreveste apesar de eu não repudiar de todo a ideia de ter um filho apenas é uma coisa que não penso e decididamente não é um sonho propriamente dito pelo menos para agora. Mas noto tal como tu que há uma grande pressão a nós mulheres em que temos de ter filhos obrigatoriamente quando é uma opção nossa e nem todos temos esse sonho.
    E concordo plenamente que um filho nos tire independencia nao total mas que com um filho vem responsabilidades a dobrar ninguem pode negar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não repudio totalmente a ideia de ter um filho, simplesmente não é um sonho meu.
      Concordo contigo, nós mulheres somos muitos pressionadas para ter filhos e acho que essa mentalidade devia mudar.

      Eliminar
  5. Concordo com a tua ideia de que temos de mudar esses pensamentos, nem todas somos obrigadas a querer formar família, ou a ficar na cozinha o dia todo à espera que sejam os homens a governar uma casa. O mundo evoluiu, mas há mentalidades que ficaram pelo caminho!

    Beijinhos :)
    http://those-colorful-words.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora nem mais. Mas infelizmente a sociedade ainda pensa assim...

      Eliminar
  6. Eu quero viajar muito também, mas sinceramente, quero ter filhos :) Mas sim, é verdade, a sociedade de hoje em dia ainda pensa : " é rapariga, logo, quer ter filhos" beijinhos ♥ carolinasfsilva.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Este texto já tem uns bons tempos mas tive que vir comentar na mesma (na sequência do teu mais recente post!). Eu aos 18 anos já dizia que queria ser mãe. Não necessariamente com essa idade - não sou assim tão maluca - mas já sabia que ser mãe era um dos meus sonhos, principalmente porque já tinha decidido ser Educadora de Infância e o meu amor pelas crianças já era gigante. Não era o sonho mais forte ou o mais importante. É apenas mais um dos meus sonhos que quero concretizar. Tenho 25 anos e acho que ainda irá demorar mais alguns anos até ter um bebé. Antes disso quero ter o mínimo de estabilidade financeira. O meu limite era 30 anos mas hoje em dia já penso que se for mais tarde, paciência!

    Neste momento sinto-me bem com a fase da vida em que estou. Tenho a minha casa há um ano, tenciono arranjar um patudo este ano (o primeiro "filhote" que teremos) e quero aproveitar a vida enquanto sou nova. No entanto choquei imensa gente quando disse que não me queria casar. Achavam que eu estava a brincar mas a verdade é que nunca sonhei com isso. Tanto nunca sonhei que me juntei com o meu namorado e nem ao registo fomos. Para nós chegou começarmos a morar juntos!

    O importante é que cada um faça aquilo que lhe parece mais correcto. Ninguém tem nada a ver com a forma como vivemos a nossa vida ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não interessa o tempo, obrigada por leres e comentares :).
      O que interessa é que realizes os teus sonho,se tiver que ser depois dos 30, é como tu dizes, paciência. O importante é que tenhas estabilidade para criar uma criança, fazes muito bem pensar dessa forma.
      O casamento, no fundo, é só um papel. Se tu e o teu namorado não tinham o sonho de casar, não sentiam essa necessidade, fizeram muito bem dar logo esse passo :).

      Nem mais! Nós sabemos, melhor do que ninguém, aquilo que queremos para a nossa vida :).

      Eliminar