!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

18.11.15

Vida de universitário é ir para a faculdade de pijama...


... porque estiveste a estudar até tarde, deitas-te tarde e não deu tempo de mudar de roupa...

MENTIRA! FOI PRAXE!

Pois é, no outro dia tive a praxe do Pijama. Basicamente, fomos todos para as aulas, de pijama, com o nosso peluche favorito, e houve até quem levasse mantas e almofadas. Foi de morrer a rir.

O que teve mais piada foi mesmo a reação das outras pessoas que nos viam assim vestidos. Umas limitavam-se apenas a olhar e a sorrir, mas havia mesmo quem viesse ter connosco dizer " Durmam bem" ou " Boa noite".

Eu agradeço é aos nossos "Doutores" por nos terem mandado ir de pijama durante um dia. Eu por mim ia de pijama todos os dias para a faculdade. Pela primeira vez na vida, não tive que perder 1 hora do meu dia na tarefa complicada de escolher que roupa vestir, e quando queria dormir nas aulas, estava confortável, e tinha almofada e tudo. Por mim podia ser praxe de pijama todos os dias sem problemas.

E ainda dizem que a praxe é má...

32 comentários:

  1. Realmente ter uma praxe assim é muito bom :) Além de se poupar tempo, também é uma situação caricata e que faz rir

    Cidadã do mundo desconhecido
    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi mesmo engraçado :). Diverti-me imenso!

      Eliminar
  2. Ahaha deve ter sido mesmo engraçado! :)
    Beijinhos

    http://chocopink89.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Muito bom ahahah, isso sim é praxe!
    r: Tenta ver alguns tutoriais no youtube, para o eyeliner tens a truque da fita cola para fazer o risco melhor. Pois, com praxe não vale mesmo a pena andar maquilhada ahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, deviam ser todas assim :). Tenho muita sorte em as praxes do meu curso serem assim.
      Obrigada pelas dicas de maquilhagem. Mas secalhar só vou poder aplicar as dicas para o ano, a minha vida de caloira não permite maquihagem xD.

      Eliminar
  4. espetaculo! essa sao as melhores praxes, as que sao divertias e parvas! :) uma vez fizemos um escorrega de agua, sabao com um plastico gigante e fizemos os caloiros andar a descer tipo um monte nesse escorrega e eles ficaram todos sujos! hilariante eheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa praxe deve ter sido mesmo hilariante xD.

      Eliminar
  5. Ahahah desde que não sujasse o pijama! ahha Muito bom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso nem nos sujamos. Só andamos a cantar e a fazer jogos :).

      Eliminar
  6. Ahaha!
    Que praxe gira!
    Quando foi a minha vez não houve este dia.

    ResponderEliminar
  7. Também tive dessas praxes..! No final são esses momentos que uma pessoa relembra!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, são estes momentos que uma pessoa recorda no final :).

      Eliminar
  8. Que ótima ideia! Aproveita bem, a altura da faculdade é fantástica!

    ResponderEliminar
  9. Deve ter sido muito divertido! Foste nomeada para uma tag no meu blog.
    Beijinho,

    A Cerejinha ♥ Tag de Leituras

    ResponderEliminar
  10. Respostas
    1. Foi mesmo fixe, eu adoro as praxes do meu curso :).

      Eliminar
  11. ahaha adorei, deve ter sido muito divertido. também não me importava de ir para a escola assim vestida um dia ou outro ;)
    beijinhos

    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por mim, podiam me mandar ir todos os dias de pijama que eu ia na boa xD.

      Eliminar
  12. Achei tanta graça a esta praxe, é tão original. Também não me importava nada de ir de pijama para a escola.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os meus doutores têm cada ideia, não sei onde é que eles vão buscar imaginação para estas coisas xD.

      Eliminar
  13. não me importava de ser praxada todos os dias se fosse sempre assim, apesar de já ser veterana :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. eu adorei, não me importava mesmo nada de ir de pijama todos os dias para as aulas xD.
      Imagino que uma pessoa quando chega a doutor/doutora sente saudades do seu ano de caloiro.

      Eliminar