!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

sábado, 8 de abril de 2017

Viagens de finalistas e uma espécie de desabafo


Como sabem, por esta altura milhares de jovens estão em Espanha, na sua viagem de finalistas, naquela que dizem ser a melhor semana das suas vidas. E, o facto de estar a acompanhar pelo facebook e pelas notícias estas viagens, pôs-me a pensar: às vezes, desejava ter ido à minha viagem de finalistas de 12º ano.

Não posso dizer que esteja arrependida de não ter ido. Para estar arrependida, era preciso eu ter tido a opção de poder ter ido a essa viagem, coisa que não tive. Os meus pais nunca na vida me deixariam viajar para um sítio onde sabiam, de antemão, que estaria rodeada de milhares de outros jovens, álcool e muitas, muitas festas ( obviamente que compreendo os seus receios, os pais querem sempre o melhor para os filhos). Já foi um Deus que me ajude convencê-los a deixarem-me ir a Londres, quanto mais a uma viagem dessas. Portanto, não posso dizer que esteja arrependida.

A minha escola secundária, no meu ano, organizou três viagens: uma a Londres ( em fevereiro), outra a Nova Iorque ( pela altura da Páscoa) e a viagem de finalistas ( a Marina d`Or ). Os meus pais só me deixavam, no máximo, ir a Londres, por ser dentro da Europa e mais barato. Contudo, mesmo que tivesse escolha, eu continuaria a escolher Londres, porque era um dos meus sonhos conhecer esta cidade, que não só correspondeu às minhas expectativas, como ultrapassou-as.

No entanto, por vezes, gostava de ter ido à minha viagem de finalistas. Não porque seja propriamente uma rapariga de festas e de beber álcool ( porque não sou) mas, por vezes, sinto falta da loucura e da diversão extrema que esse sítio me proporcionaria. Acho que certas experiências só se vivem uma vez, com uma certa idade, e esta era uma delas. 

Sempre fui uma jovem certinha, boa aluna, e que raramente quebrou as regras ( das poucas vezes que as quebrei, foi com coisas mínimas, faltar a aulas de Ed. Física só para ficar a conversar no bar com as amigas), por isso, não sei o que é estar do outro lado, do lado dos jovens que se conseguem divertir  à grande e cometer irresponsabilidades de vez em quando. Cometer erros e loucuras, quer se queira admitir ou não, faz parte de ser jovem, e sinto que vivi pouco essa parte, que estive demasiado concentrada em outras coisas. 

Por este post, parece que estou arrependida das escolhas que fiz e de como as coisas se foram desenrolando na minha vida. Mais uma vez, não estou.Tudo o que aconteceu e todas as escolhas que eu fiz moldaram a pessoa que sou hoje, e não troco isso por nada. Contudo, por vezes, penso, como seria se as coisas tivessem acontecido de forma diferente, que experiências teria vivido e que memórias teria criado... Enfim, foi apenas uma espécie de desabafo.
 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

19 comentários:

  1. long time no see, hã? :)
    identifiquei-me imenso com este post, tanto que podia perfeitamente ter sido eu a escrevê-lo!
    por vezes sinto que gostava de ter aproveitado melhor a minha adolescência, tal como tu, não me arrependo do que fiz nem de quem sou e ainda há muito para a aproveitar, muitos anos para vir mas não posso deixar de pensar que há coisas que tem o seu tempo e que eu já devia ter feito, que agora não farão muito sentido.
    beijinhos, Noelle :) http://supergirlinconverse.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca é tarde de mais, mas sinto mesmo isso, que certas coisas só fazem sentido numa certa idade.

      Eliminar
  2. Eu não tive viagem de finalistas. Não era costume. Ao que parece os portugueses estão a portar-se mal em Espanha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, já li sobre isso. Acho estúpido esses jovens estarem a desperdiçar uma oportunidade única de se divertirem. Todos nós cometemos loucuras de vez em quando, mas aquilo que eles fizeram foi demais, foi um exagero.

      Eliminar
  3. Com 19 anos estás ainda na idade de cometer essas tais loucuras. Vive a vida com a maior intensidade :)
    Também não fui à minha viajem de finalistas, por opção. Mas essas tais loucuras cometias quando entrei na faculdade, quando senti que era o meu momento. E não podia ter escolhido melhor altura :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que estou, mas certas experiências como a viagem de finalistas já não voltam. Foi só uma pequena reflexão sobre o que aconteceria se eu tivesse ido.

      Eliminar
  4. Eu também não fui à minha viagem de finalistas mas fui mesmo eu que não quis. Aliás, no 11º e no 12º, uns professores organizaram uma "visita de estudo" ao Porto para se ver uns teatros e eu nunca quis ir. Os meus pais bem perguntaram mas eu rejeitei sempre. Para já porque não me sentia muito à vontade na turma. E depois porque o conceito de diversão dos meus colegas não era, de todo, igual ao meu conceito de diversão.

    Quando eles voltaram das visitas de estudo e da viagem de finalistas (que foi a Gouveia, cá em Portugal) e me contaram as coisas não fiquei com inveja nenhuma. Aliás, só me provaram que tomei a decisão certa. Eu teria ido para aturar bêbados e drogados, literalmente. Fiquei melhor em casa!

    Vais sempre a tempo de cometer uma ou outra loucura ;) Eu cometi algumas na faculdade! Mas sempre fiel aquilo em que acredito e sem me deixar levar pelos outros. O mais importante é sermos nós mesmos, nunca te esqueças :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu identifico-me mais com viagens de museus e teatros do que com viagens de festas e álcool, mas por vezes sinto falta destas segundas viagens.

      O importante é que te sintas bem com as tuas escolhas. Se não te arrependes, é isso que conta :).

      Sim, acredito que isso seja mais importante, obrigada pelo teu comentário e pelo teu conselho :).

      Eliminar
  5. Como eu te compreendo. O ano passado realizou-se a "minha" viagem de finalistas, mas não fui, por falta de possibilidades e porque os meus pais também não deixaria. Além disso, não sou rapariga de consumir álcool e outras coisas, portanto, concordo contigo e consigo compreender-te.

    Um beijinho,
    Baú da Vaidade
    LOOK RED JUMPSUIT | SHEIN

    ResponderEliminar
  6. Se queres que te diga, não fui à minha viagem de finalistas por ser mesmo só festas e coisas do género. Na minha altura juntou-se um grupinho e fomos então fazer outra viagem, na altura foi o que achámos melhor e não nos arrependemos! Mas claro que por vezes faz falta essa loucura :p

    Beijocas,
    ANDA DAÍ!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que interessa é estares feliz com as tuas escolhas :).

      Eliminar
  7. Devido ao facto de não ser permitido aos alunos do colégio onde eu andava participarem neste tipo de viagens de finalistas, também não fui. Sinceramente gostava de ir pelos relatos de amigos meus que foram e que adoraram. Sei que cada pessoa é diferente mas acredito que me ia divertir muito. Ao invés disso, a minha turma fez uma viagem à volta de Portugal, da qual eu fiquei de fora porque não queria fazer daquela viagem a viagem que daria por encerrada a minha vida no secundário.

    ResponderEliminar
  8. Identifiquei-me tanto com a tua reflexão! Também não tive viagem de finalistas e, de certa forma, ainda bem que não fui... do que ouvi de colegas que foram, aquilo não era mesmo para mim!

    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Também não sou uma pessoa de saídas nem de alcool e na altura até preferia ir para outro sítio como Londres por exemplo, mas a verdade é que acabei por ir na típica viagem de finalistas para Loret del mar e gostei mesmo muito. Não entrei em coma alcóolico, mas foi aí que comecei a experimentar e não foi por isso que me droguei e que andei a partir mobílias ou coisas do género. Pelo contrário, hoje em dia olho para trás com saudades e sem arrependimento nenhum de a ter feito! Agora é certo que isto tudo depende primeiro da nossa cabeça (a.k.a maturidade) e do grupo com que vamos.:) Mas acho que foi a altura certa para viver todas aquelas experiências. Tenho pena que nem toda a gente o saiba aproveitar da mesma maneira.


    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que tiveste uma boa experiência :). Sim, depende muito do grupo com quem vais e da maturidade que tens.
      Pois, infelizmente, há jovens que não se sabem comportar, mal se apanham em liberdade, apanham grandes bebedeiras, fazem sexo à maluca e destroem hotéis... Enfim.

      Eliminar
  10. Eu fui à minha viagem de finalistas (podes ver aqui )
    e agradeço imenso aos meus pais que conseguiram fazer com que eu fosse! e Acredita, era impensável para mim (meses antes) pensar em ir visto que os meus pais nunca me deixavam sair mas tal não foi a minha surpresa quando me deixaram. A minha viagem foi incrível sem desacatos e "quartos destruídos"! Considero-me uma rapariga que gostas de festas e de se divertir por isso não tenho nada contra a minha viagem. Nestas viagens não só apenas drogados e bebados! Não, gosto de me divertir com os meus amigos e a ouvir boa musica, sem horas para chegar a casa e não ter que dar explicações, e por uma semana consegui ter "essa vida". Sem dúvida que uma das "melhores semana da minha vida" e não estou nada arrependida de ter ido.
    Contudo adorava ter ido com outras amigas a Londres, quero muito visitar!! E não te preocupes, ainda terás muito tempo para quebrar as regras!!

    Beijinhos!!
    Black Rainbow / Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico mesmo feliz por teres tido uma experiência incrível e, ao mesmo tempo, sem confusões nem problemas :). Infelizmente, muitos jovens perdem o juízo nestas viagens mas, tal como tu provas, muitos também são responsáveis.
      Acredito que sim. E ti também terás oportunidade de visitar Londres :).
      Tenho que ler o teu post sobre a tua viagem de finalistas, adoro ler sobre as vossas experiências :).

      Eliminar
  11. Ainda não chegou a minha altura de ir á viagem de finalistas, este ano na minha escola foram a Ibiza e por acaso voltaram hoje e disseram que foi fantástico.
    Adorava que os meus pais me deixassem ir á minha daqui a alguns anos nem pelo facto de beber e fazer loucuras porque posso estar com pessoas que fazem isso e não o fazer mas mesmo pelo convívio e pelas pessoas com quem vou ter tempo para estar num ambiente mais descontraído.

    Beijinhos
    Maisie

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que consigas convencer os teus pais, boa sorte :). Acredito que sim, quando se têm maturidade e responsabilidade, não importa se os outros bebem ou fazem asneiras, não não fazemos e ponto :).

      Eliminar