!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

quarta-feira, 15 de março de 2017

5 benefícios de limitar o tempo nos ecrãs


Vivemos numa sociedade cada vez mais dependente das tecnologias. Hoje em dia, poucas são as pessoas que não têm um telemóvel, um computador e/ou uma televisão em casa. Cada vez valorizamos mais o tempo em ecrãs do que o tempo passado cara a cara, com pessoas.

Houve uma fase na minha adolescência em que também eu fui bastante dependente das tecnologias. Fora o tempo que estava em aulas, passava grande parte do que me sobrava ou no computador ou na televisão. Ao início, era divertido porém, com o passar do tempo, percebi que me estava a isolar das pessoas de quem gostava e a perder a beleza do mundo ao meu redor.

Por isso, comecei a reduzir significativamente o tempo passado em ecrãs. Passei a fazer lanches mais demorados com a minha família, a usar mais tempo para estudar ou para ler livros nos tempos livres, passei a combinar mais saídas com os amigos... Passado algum tempo, já nem sentia falta das tecnologias!

Obviamente que ainda passo algum tempo em ecrãs, sobretudo porque tenho um blog. Se não fosse uma blogger, talvez passasse ainda menos tempo no computador, contudo não passo assim tanto tempo de maneira a que não consiga gerir na mesma todos os outros aspetos da minha vida. Aliás, eu beneficiei bastante desde que reduzi o meu tempo em ecrãs.


1. Eu tenho mais tempo: Antes, queixava-me muito de que não tinha tempo para nada. Contudo, aquilo que eu não sabia era que não estava a aproveitar o meu tempo da forma correta. Todos nós temos as mesmas 24 horas,  ninguém tem falta de tempo, temos é que saber estabelecer prioridades. Muitos de nós perdemos imenso tempo a ver televisão, nas redes sociais, no computador, etc... Se reduzirmos o tempo que passamos nessas tecnologias, notaremos logo que teremos muito mais tempo. Eu agora só vejo um pouco de televisão à noite, na hora do telejornal, e só vejo o que se passa nas redes sociais ou na hora do almoço ou à noite. Em tempo de férias, claro que aumento um pouco este tempo porém, em tempo de aulas, esta é a forma que eu tenho de gerir melhor o meu tempo.

2. Sou mais intencional: Tomar decisões como evitar as tecnologias na hora de estudo, na hora das refeições ou 30 minutos antes de ir para cama, são decisões que tomei de forma a ser mais intencional com o meu tempo. Ser intencional é saber quando é que podemos dar uma espreitadela nos nossos sites/blogs favoritos e quando é hora de trabalhar. Eu agora quase que só uso a Internet quando estou à procura de algo específico ou quando quero escrever no blog.

3. Estou mais concentrada: Quando estava sempre à volta das tecnologias, era muito mais distraída, mais preguiçosa e mais desconcentrada. No entanto, eu só percebi isso quando comecei a pôr o telemóvel em silêncio para estudar e quando me comecei a afastar mais do computador e da televisão. Aí, os meus níveis de produtividade dispararam significativamente. Agora, consigo fazer muitas mais coisas da minha lista de tarefas do que antes.

4. Estou a fazer mais coisas que importam: Tal como já referi acima, desde que diminuí o meu tempo em ecrãs, que consigo fazer muitas mais coisas da minha lista de tarefas. Além disso, consigo passar mais tempo com a minha família e amigos, consigo ler mais, passear mais, visitar mais lugares,... Enfim, consigo fazer uma grande variedade de coisas que não faria se tivesse sempre com os olhos "colados" em ecrãs.

5. Estou a enfrentar coisas em vez de evitá-las: Eu admito, no passado, muitas vezes via televisão ou estava na Internet, de forma a evitar coisas/tarefas que me assustavam. Se tinha uma matéria muito difícil para estudar, ia ver televisão durante o maior tempo possível de forma a evitá-la. Se tinha uma apresentação no dia a seguir, em vez de me mentalizar que era capaz, via um filme de forma stressada. Num mundo cheio de distrações, é muito fácil evitar as coisas que realmente interessam. Ainda tenho um longo caminho a percorrer, mas agora sei que virar o meu foco para a televisão e as redes sociais não me vai ajudar a resolver os meus problemas. A forma mais eficaz de ultrapassar os problemas é pensar nestes, tomar decisões de formas racional e ser racional.


E vocês? Também limitam o vosso tempo em ecrãs? Que benefícios descobriram que essa mudança tinha?
 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

11 comentários:

  1. Tudo o que escreveste é a mais pura das verdades.
    É muito fácil perder tempo (a vida útil) em frente aos ecrãs. E de facto, é uma desconcentração que só visto.
    O ponto 5 poucas vezes é falado, mas muitas vezes é o que acontece com as pessoas. Fugir à realidade/situações com algo maioritariamente fútil que não traz sequer benefício

    Experiências e Constatações

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, o ponto 5 não é algo que nos apercebamos à primeira vista, mas é algo muito frequente.

      Eliminar
  2. Contínuo a dizer que esses "ecrãs" são sugadores de almas! Uma pessoa diz "vou só ali ver uma coisinha" e de repente passaram 2 horas! Contínuo a usar demasiado o pc, agora mais, outra vez, por causa de ter criado o blog. No entanto, também sou muito seletiva onde uso. Se estou em convívio com os amigos, no trabalho, aulas ou ginásio o telemóvel fica em silêncio na mala fechado! O pior é mesmo em casa! :)

    Automatic Destiny

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando usados em demasia, são sim!
      Fazes tu muito bem :).

      Eliminar
  3. Viver, acho que é o maior benefício de não estar em frente a um ecrã! Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. Sem dúvida que estamos numa sociedade de tecnologias, isso concordo! Infelizmente, ainda sou muito apegada mas estou a tentar mudar porque só vejo benefícios em deixar um tempinho os ecrãs!

    Beijocas,
    ANDA DAÍ!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa sorte com a mudança, com motivação decerto irás conseguir :).

      Eliminar
  5. Sim , cada vez a limitar mais e a sentir-me mais livre :)))

    ResponderEliminar
  6. Também estou mais concentrada, sem ir ao telemóvel ver as notificações das aplicações e tudo mais!
    http://sunflowers-in-the-wind.blogspot.pt/

    ResponderEliminar