!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Porque não devemos eliminar o glúten da nossa alimentação


Nos dias de hoje, perder peso e fazer dietas está cada vez mais na moda.  Dietas Detox, sem hidratos de carbono, dieta vegetariana são apenas alguns exemplos de dietas a que as pessoas recorrem para perder peso. É muito bom trabalharmos para termos uma vida mais saudável mas, infelizmente, acho que esta moda já se está a tornar uma obsessão, que pode ser até prejudicial para muitas pessoas.

Uma das das grandes modas a que as pessoas estão a aderir são aos alimentos sem glúten. O glúten é uma proteína que se encontra principalmente em alimentos como pão, cereais, arroz, etc. Muitos acreditam que, ao removerem esta proteína da sua alimentação, obterão o peso que querem e uma barriga mais lisa.

Graças a esta tendência com cada vez mais dimensão, são muitos os supermercados que já disponibilizam os mais variados produtos sem glúten, como bolachas, arroz, cereais, pão, até gomas,...

O glúten é uma preocupação para quem é celíaco, uma doença auto-imune, que estima-se que afeta 1 a 3% dos portugueses. Para estes doentes, a proteína desencadeia uma reação inflamatória no corpo, podendo causar complicações gastrointestinais, como sensação de enfartamento e diarreia. É uma doença muito complicada, que limita muito a alimentação dessas pessoas, mas penso que hoje em dia seja um pouco mais fácil para elas, com a variedade de produtos sem glúten que já é possível comprar.

No entanto, será que a alimentação sem glúten beneficia pessoas que não sofram desta doença? Se me fizessem esta pergunta há uns tempos atrás eu diria que não, que quem faz isto estaria a privar-se, mas que não iria ter muitas complicações de saúde. No entanto, recentemente a minha prima, que é nutricionista, referiu que sim, é bastante prejudicial, e eu fiquei bastante surpresa com a resposta. Segundo o que ela me explicou, as enzimas de digestão do glúten são criadas por estimulação. Isto significa que, se não consumirmos glúten, essas enzimas não serão criadas, logo o nosso corpo vai se desabituar à proteína. Assim, quando formos, por exemplo, a uma festa de aniversário, e comermos bolo, o nosso corpo poderá reagir muito mal.

Portanto, a não ser que sofram de doença celíaca, não é aconselhável que larguem o glúten. Existem muitas formas de perderem peso e serem mais saudáveis ( como já falei aqui), pelo que não há necessidade de prejudicarem a vossa saúde por uns quilinhos a menos.


E vocês ? Sabiam deste facto?
 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

10 comentários:

  1. Faz todo o sentido, eu cortei na maioria da lactose e dos hidratos de carbono. Continuo a consumir mas de forma muito mais reduzida.

    ResponderEliminar
  2. Olá, não fazia ideia :O mas sou da ideia que numa dieta devemos comer de tudo um pouco... neste momento estou a fazer dieta e sim como bolachas sem gluten por exemplo mas não retiro o gluten por completo da minha alimentação e vejo resultados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comer coisas sem glúten não faz mal, desde que não retires esta proteína por completo da tua alimentação :).

      Eliminar
  3. Não fazia ideia, mas olha que com os preços dos produtos gluten-free nem sequer pensaria em começar a aderir à moda :P

    Viver a Viajar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, são muito caros, tenho pena das pessoas que são celíacas e que têm de gastar o dobro do dinheiro.

      Eliminar
  4. Não fazia ideia. E agora até ando a tentar deixar de comer tanto gluten (não pelo peso) mas assim acho que terei de ter mais cuidado!!

    Beijinhos!!
    Black Rainbow / Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É melhor, não retires a proteína por completo.

      Eliminar
  5. Por vezes há coisas boas que surgem por causa destas modas. O facto das pessoas (que não precisam) estarem a retirar o glúten da sua alimentação, fez com que a oferta de produtos sem glúten aumentasse. Isto foi óptimo para as pessoas que são, de facto, celíacas! Antes desta moda, a oferta era bem mais reduzida. Ainda continua a ser difícil para quem tem essa doença, mas acredito que agora esteja um pouco mais fácil. De qualquer das formas, se não somos celíacos, não vejo necessidade nenhuma de se retirar o glúten da alimentação. Ainda para mais se é como dizes, e faz mais mal do que bem...

    Mundo Indefinido

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, de facto, isso é um aspeto bastante positivo, e bastante vantajoso para as pessoas celíacas :). É pena que quem não tenha essa doença, se sujeite a isto e estrague a sua saúde...

      Eliminar