!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Como olhar para o fracasso de maneira diferente


A maior parte de nós tende a ver o fracasso como uma experiência negativa, como um medo, como algo que deve ser evitado a todo o custo. Quando falhamos, sentimo-nos estúpidos, idiotas, sentimo-nos completamente perdidos, e sentimos que nunca atingiremos os nossos objetivos.

Com o passar dos anos, fui aprendendo que esta perspetiva do fracasso é completamente errada. Cada erro que já cometi, por muito mau que tenha sido, contribuiu aos poucos para aquilo que sou hoje. Afinal, errar é humano, e todos nós falhamos, por isso para quê ficarmos tristes e desmotivados de cada vez que algo corre mal? Porque é que não olhamos para os nossos insucessos de uma maneira diferente? Talvez possamos aprender mais com estes do que aquilo que pensamos. 


1. O fracasso é só um feedback: Falhares não significa que sejas uma pessoa horrível, inútil e /ou que estejas no sítio errado, significa apenas que estás a fazer algo mal, e tens agora oportunidade de descobrir o que é, para tentares ser bem sucecido/a da próxima vez. Quando falhares, em vez de te castigares e martirizares, pensa naquilo que provavelmente fizeste mal, pensa naquilo que não deves voltar a fazer para não voltares a estar perante essa situação, e toma isso tudo como pontos de referência para a próxima vez que te deparares com essa ou com uma situação semelhante ( lê também: 5 razões pelas quais tu falhaste).

2. Falhar é uma oportunidade para adquirires mais conhecimento e experiência: Falhar faz parte do processo de aprendizagem, tanto na escola como fora dela, na chamada " escola da vida". Como se costuma dizer, é com os erros que se aprende. Encara cada fracasso que tiveres não como um acontecimento triste, mas como uma oportunidade para aprenderes mais, ganhares mais experiência e evoluíres.

3. O fracasso é parte do sucesso: Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não é possível ter sucesso sem falhar. A maior parte das pessoas pensam que só há um caminho para o sucesso, sempre a direito mas, na verdade, o caminho para o sucesso é constituído por sucessivos fracassos, até finalmente atingirmos o nosso objetivo. As pessoas mais bem sucedidas do mundo não chegaram até aí porque nunca falharam e/ou tiveram sorte, mas porque nunca se deixaram deitar abaixo pelos inúmeros insucessos que tiveram que enfrentar e, sobretudo, aprenderam algo com cada um destes.

4. Ajuda-te a redefinir as tuas prioridades na vida: Quando falhamos, se avançarmos a parte de nos castigarmos e revoltarmo-nos connosco próprios, fazemos sempre uma reflexão sobre aquilo que correu mal e aonde estamos na vida neste momento. E muitas vezes, esta reflexão pode mudar-nos a nossa vida, "abrir-nos os olhos", fazer-nos perceber quais são as nossas verdadeiras paixões, sonhos e aquilo que realmente importa para nós.

5. Aprendes quem são os teus verdadeiros amigos: Com o passar dos anos, fui percebendo que o fracasso funciona como uma espécie de "filtro de amigos". É nos nossos piores momentos que descobrimos quem são os nossos verdadeiros amigos. É muito fácil as pessoas acompanharem-nos quando está tudo bem e somos felizes, mas são poucos aqueles que continuam do nosso lado quando algo corre mal. Portanto, o fracasso é a oportunidade ideal para ver quais são as amizades que vale a pena manter.

6. Desenvolves novas maneiras de lidar com as emoções: Como se costuma dizer, " o que não nos mata torna-nos mais fortes. O fracasso é sempre uma experiência que nos deixa tristes, muito emotivos e stressados. Mas após essa fase, e após sucessivos fracassos, vamos desenvolvendo uma certa resistência a situações semelhantes, e vamos aprendendo a gerir melhor as nossas emoções. Claro que isto depende da forma como encaramos os nossos insucessos. Se os encararmos como uma oportunidade de sermos melhores, cada insucesso deixará de ser uma experiência negativa, passa a ser uma experiência que nos faz crescer.

7. Falhar não é o fim da estrada: Quando falhamos, temos a sensação que é o fim do mundo, que todos os nossos sonhos/objetivos foram destruídos,... Porém, o fracasso não é o fim de nada, na verdade pode ser o início de algo bom porque, tal como já disse, os insucessos podem-nos dar mais conhecimentos, aprendizagem, pode fazer-nos evoluír, e tudo isso pode acabar por levar-nos para o caminho certo, em relação aos nossos sonhos e objetivos.

 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

15 comentários:

  1. A falha é uma coisa que me custa muito. Deixa-me com o orgulho ferido, uma coisa do demo mesmo mas depois da tempestade vem a bonança e aí sim, é mais fácil arranjar um lado positivo na queda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sempre algo que custa, independentemente da forma como o encaramos. Claro que se o encararmos de forma positiva, custa muito menos :). O que interessa é aprenderes algo com este.

      Eliminar
  2. Adorei o post. Concordo 100% contigo. Nós é que decidimos o que é mau e bom, só temos de saber o que caracterizar como mau e o que caracterizar como bom. é tudo na nossa cabeça!!

    Beijinhos!
    Black Rainbow / Instagram

    ResponderEliminar
  3. Um bom incentivo!
    Gostei muito!
    Já seguia o blog. Deixo aqui o meu: http://mybeautyconspiracy.blogspot.pt/
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Muito bom este post Cherry, às vezes quando falhamos só olhamos para o falhanço em si e esquecemo-nos que há mais para além disso.

    ResponderEliminar
  5. Aqueles que chegam longe são aqueles que fracassam e levantam-se de novo :)

    Cátia ∫ Meraki

    ResponderEliminar
  6. Sempre encarei de forma bastante positiva todas as coisas que me correram menos bem. E é muito por causa de tudo o que dizes aqui. Falhar faz-nos aprender, faz-nos crescer. Sem dúvida que sou a pessoa que sou hoje por causa de todas as vezes em que as coisas não correram como tinha planeado. E acho sinceramente que sou uma pessoa melhor por isso. Costumo dizer que, se pudesse voltar atrás no tempo, não mudaria uma única coisa. Pela simples razão de que, se mudasse, não teria aprendido as lições que aprendi (e que foram tão valiosas).

    Mundo Indefinido

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo completamente contigo! Sinto o mesmo que tu, sinto que cresci com os meus erros, e não seria a pessoa que sou hoje sem eles. Por muito que me tenha custado cometer alguns erros, estes deram-me lições valiosas e contribuíram para aquilo que sou hoje.

      Eliminar