!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Como escolher as prendas certas para as pessoas neste Natal


Neste Natal, todos nós queremos receber as prendas que desejamos. Porém, a nossa outra grande preocupação é encontrar os presentes perfeitos para aqueles que nos rodeiam, sejam para a família, amigos ou simplesmente meros conhecidos ou colegas de trabalho. E, por vezes, é uma tarefa bastante complicada, ou porque não conhecemos a pessoa, ou porque há tantas opções daquilo que poderíamos dar, ou porque o dinheiro não é o suficiente...

O título deste post era para ser " Como escolher a prenda perfeita neste Natal", mas depois refleti melhor sobre o assunto e percebi que não existem prendas perfeitas. Não existem prendas perfeitas porque podíamos sempre dar algo melhor à outra pessoa, mas não damos por falta de meios, recursos, dinheiro ou por causa da oferta do mercado. Por isso, podem não existir presentes perfeitos, mas existem os presentes certos para cada pessoa, só temos que estar atentos e ter em mente os pontos que vou falar a seguir.


1. Não sintas que tens de comprar presentes caros: Se há coisa que se vê muito no Natal é pessoas a esbanjarem o seu dinheiro todo em prendas, como se isto fosse uma competição de "quem dá a prenda mais cara"! Comprar um presente não é um símbolo do dinheiro que tens, é um símbolo do amor, do carinho e/ou do respeito que tens por determinada pessoa.

2. Pergunta-te o quão bem conheces a pessoa: Este é um ponto muito importante, por uma razão bastante simples. Por exemplo, não deves oferecer um livro a uma pessoa que não conheces muito bem, mesmo que saibas que ela gosta de ler. Na minha opinião, oferecer um livro é algo muito pessoal, é preciso conhecer muito bem a pessoa para saber que tipo de livros ela gosta de ler, ou mesmo os livros que ela quer ler. Por isso, se não conheceres bem a pessoa ( como acontece no caso de colegas de trabalho, a maior parte das vezes), o melhor é dares algo mais genérico, ou seja, que saibas que à partida a pessoa gosta, como uns chocolates, um postal ou um porta-chaves engraçado.

3. Se conheces bem a pessoa, cria uma lista das coisas que ela gosta: Como sabem, eu considero as listas a melhor forma de organização e de obter ideias. Por isso, porque não criar uma lista para saberes o que dar a determinada pessoa? Cria uma lista das coisas que ela gosta, dos seus interesses, passatempos, músicas favoritas, basicamente de tudo aquilo que ela é e de tudo aquilo que te possa dar uma pista do que ela gostaria de receber.

4. Procura inspiração online: Durante o mês de dezembro, são inúmeros os blogs e canais de youtube que fazem wishlists, gift ideas e muitas outras coisas que te podem inspirar. Por vezes, podes ver um iten num post de sugestões de prendas, e não adquirir exatamente o mesmo, mas ao menos tens uma ideia daquilo que poderás dar a determinada pessoa.

5. Faz a pessoa rir: Se determinada pessoa é um amigo teu muito próximo quem tem sentido de humor, brinca com isso. Oferece-lhe algo que sabes que vai fazê-lo rir. Por exemplo, se um amigo teu está sempre a brincar com a sua idade, a dizer que é muito velho, oferece-lhe uma dentadura de brincar como esta da Ale-Hop.

6. Faz a tua própria prenda, com o teu toque pessoal: Há pessoas que apreciam muito as prendas feitas pelos outros, com as suas próprias mãos. Podes criar um álbum de fotografias com fotos de vocês os dois, podes gravar um CD com as músicas preferidas da pessoa ou escrever um postal com coisas pessoais e escritas com o coração. A minha mãe, por exemplo, gosta muito de receber postais feitos por mim porque mostra, através do esforço, dedicação e tempo que gastei a construir o presente, o quanto a adoro e aprecio o que faz por mim.

7. Se determinada pessoa está em dificuldades financeiras, dá-lhes dinheiro: Dar dinheiro como prenda a uma pessoa parece um pouco impessoal, mas se essa pessoa estiver a atravessar dificuldades financeiras, ela apreciará a tua ajuda.

8. Explora as lojas: Não és obrigado/a a sair com sacos na mão de todas as lojas em que entrares, por isso não tenhas medo de as explorar. Muito provavelmente, não encontrarás logo aquilo que procuras numa loja, por isso tens que ver muitas para poderes alargar as tuas opções, e certificares-te que fazes uma boa escolha.

9. Pergunta-te daquilo que a pessoa precisa mesmo: Muitas pessoas não valorizam coisas supérfluas ou demasiado superficiais, só se importam com aquilo que realmente precisam. E acredita, na maior parte das vezes, a pessoa precisa de algo, mesmo que isso não seja visível. Por isso se, por exemplo, se trata de uma pessoa ligada aos negócios, muito provavelmente ela precisará de algo que lhe dê tempo ou organização, como uma nova agenda ou um novo bloco de notas. Ou se uma pessoa da tua família entrou em Enfermagem, oferece-lhes um kit primeiros socorros para irem praticando.

10. Pergunta-lhe simplesmente aquilo que quer: Há pessoas que são muito esquisitas no que respeita a presentes, e que odeiam surpresas. Nesses casos, o melhor é perguntar diretamente à pessoa aquilo que ela gostaria de receber. Também podes perguntar de forma indireta, em jeito de conversa para disfarçar. No caso de crianças, o mais seguro é perguntar-lhes diretamente aquilo que elas querem, porque, na maioria das vezes, elas sabem muito especificamente aquilo que querem ( muitas fazem um "círculo" à volta daquilo que querem nas revistas de brinquedos).


E vocês? O que é que consideram na hora de comprar presentes de Natal?
 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png


14 comentários:

  1. Procuro sempre dar algo útil e que a pessoa efectivamente vá usar, tendo sempre em conta a profissão, gostos pessoais (quando a conheço bem neste último caso). Não olho a valores porque algo com preço mais baixo pode ser bem mais útil e mais apreciado pela pessoa em questão do que uma prenda em que esbanje quase um ordenado nela (exagero, eu sei, mas é para ter uma ideia). Por último, tentar dar um toque pessoal para que a pessoa quando usar/olhar para o presente, se lembre da pessoa que lho deu.

    Beijinhos,
    Ricardo
    www.opinguimsemasas.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Vejo sempre algo que a pessoa precise ou queira! Não gosto de dar só por dar! xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem eu, gosto de dar algo que as pessoas gostem :).

      Eliminar
  3. Excelentes dicas, sem dúvida. Dou presentes a um número muito reduzido de pessoas porque tenho uma família muito grande e seria impensável dar a todos. Então dou aos meus pais, ao irmão, à afilhada e ao namorado, 5 pessoas portanto, e mesmo assim torna-se difícil escolher, mas guio-me pelo que disseste, escolho algo que gostem e lhe faça falta, resulta (quase) sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :). Fazes bem, cá em minha casa também se faz assim, a minha família também é muito grande. Eu só dou aos meus pais, ao meu padrinho e à minha madrinha, e à minha prima ( pois ela, para mim, é como se fosse minha irmã).

      Eliminar
  4. Até hoje sinto que não dei uma "má" prenda porque preocupo-me em conhecer as pessoas e tomo atenção durante todo o ano ao que me vão dizendo. Acho que isso é um bom princípio para acertar :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não me orgulho de dizer, mas já dei uma má prenda uma vez. Percebi logo na cara da pessoa que tinha errado. Fiquei tão embaraçada que fiz de tudo para nunca mais me acontecer o mesmo e, desde aí, tenho dado sempre boas prendas :).

      Eliminar
  5. Este Natal estou com algumas dificuldades em encontrar a prenda certa para cada pessoa. Sinto que sou bastante rigorosa nesta temática, a prenda tem de ser realmente a cara-daquela-pessoa, tem de ter um bom preço e tem de ser pertinente. Este acabou por ser um post bastante útil. Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também sou bastante perfecionista no que toca a dar prendas a pessoas, mas fazendo o que referi no post acabo por conseguir.
      Obrigada :).

      Eliminar
  6. Por vezes é complicado mas penso que quando é dado com o coração qualquer miminho é bom :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que quando se pensa na pessoa com carinho a escolha até é mais acertada :).

      Eliminar
  7. Eu sou péssima a escolher prendas, especialmente para o meu namorado, apesar de o conhecer muito bem. Sinto sempre que nada vai ser aquilo que ele realmente merece. Mas acho que este ano tive inspiração suficiente. A prenda que lhe vou dar foi feita por mim, adorei ter dado este toque pessoal. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As prendas feitas por nós são sempre mais especiais :).

      Eliminar