!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

6 livros que adorei ler em 2016


Este post era para ser " 16 livros que adorei ler em 2016" mas dado que eu devo ter lido pouco mais de 20, achei que não faria sentido falar de todos nem dos meus 16 favoritos ( porque não adorei todos), por isso optei por escolher apenas 6.

O facto de eu ser uma estudante universitária e de ter um horário maluco impediu-me de ler muitos livros este ano ( basicamente, quase que só consegui ler no verão), porém não me impediu de ler livros fantásticos, que me inspiraram e/ou deram-me lições de vida importantes. Aqui estão os meus 6 livros favoritos de 2016.


1. A Grande Magia: Este ano, toda a gente estava a falar tão bem deste livro, que não resisti a lê-lo também. Tinha medo que fosse mais um dos livros motivacionais que nos dizem o que temos que fazer para ter uma vida melhor mas, na verdade, apesar de se tratar, de facto, de um livro motivacional, a própria autora refere que este não nos vai dizer o que fazer, mas sim dar orientações para seguirmos o caminho que queremos. O tema deste livro é a criatividade. A autora diz que qualquer um de nós, seja escritor, jardineiro, cozinheiro ou qualquer outra pessoa pode levar uma vida criativa. Se querem levar uma vida criativa, este livro é a " Bíblia". Aprendi tantas lições maravilhosas com este, que já o reli duas ou três vezes ( falei dele aqui ).

2. A Rapariga no Comboio: Quando este livro foi lançado, tornou-se imediatamente num best-seller. Na altura, hesitei em lê-lo porque tinha medo que fosse mais um daqueles overrated que toda a gente lê porque virou moda porém, quando soube que o filme ia sair em 2016, decidi dar-lhe uma hipótese. A verdade é que depressa fiquei rendida a esta história, que tem algo de inquietante e personagens que, apesar de todas serem malucas e com as quais não nos identificamos por isso, são interessantes e levam-nos a tentar compreendê-las ( review aqui).

3. Comer, Orar, Amar: Depois de ter lido o livro do ponto 1, decidi pegar noutro da autora e ler este. Já tinha visto o filme baseado nesta história, mas fiquei tão rendida à escrita de Elizabeth Gilbert, que quis revivê-la do seu ponto de vista. Este é um daqueles livros que querermos devorar, mas ao mesmo tempo querermos que nunca acabem. A autora narra as suas viagens e experiências em três países, Itália, India e Indonésia, bem como as lições de vida que aprendeu. Um livro, sem dúvida, bastante inspirador ( review aqui).

4. Seja o que for o amor: Este ano decidi ler os dois livros publicados pela Sofia do blog A Sofia World e, apesar de ter gostado muito do " Teremos Sempre Londres" este foi, sem dúvida, o meu preferido. Trata-se de uma série de textos que foram publicados no seu anterior blog ( que não tive oportunidade de ler) e compilados num livro. Alguns dos textos nunca foram publicados nesse blog e vêem agora a luz do dia neste livro, que é definido como uma " carta de amor em tamanho XXL" , e eu não poderia concordar mais. O livro não é bem uma história de amor, diria que é mais um diário pessoal de uma Sofia apaixonada. O engraçado é que, a meio da leitura, deixamos de pensar nas supostas personagens principais, deixamos de pensar no amor a que a Sofia se dirige, e cada um de nós começa a pensar na pessoa que amamos.

5. Amor Cruel: Apaixonei-me completamente pela história deste livro, e "devorei" o livro em dois dias ( e só não o li num dia porque andava ocupada nessa altura). Este é o livro que merecia ter muita mais atenção do que o " Cinquenta Sombras de Grey". Tem a mesma base de enredo, duas personagens de coração partido e que não procuram um compromisso, porém a escrita e a profundidade da história e das personagens é muito melhor.

6. A Cada Dia: Este livro tem uma história bastante original. Imaginem como seria acordar todos os dias num corpo diferente, com uma história diferente. Pois, é essa a história da personagem principal, A, em que tudo lhe corria bem ( dentro dos possíveis, claro), até ao dia em que conhece uma rapariga que o faz desejar ter o seu próprio corpo e a sua própria identidade. É um livro bastante bom que consegue abordar, tudo na mesma história, questões sobre toxicodependência, religião, orientação sexual, amor, identidade, autoestima,...


E vocês? Leram algum destes livros? Quais foram os vossos livros favoritos de 2016?
 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

20 comentários:

  1. Não li nenhum desses livros, mas adorava ler principalmente " A Rapariga no Comboio", o que mais gostei de ler neste ano foi o livro do Rúben Rua " Podes ser Tudo".

    ResponderEliminar
  2. Ai, ia tendo um ataque!!! Vinha aqui cuscar livros e deparo-me com o meu!!! Que surpresa tão boa, Cherry!!! Muito obrigada, fiquei mesmo feliz!!! :D


    Também leste o "A Cada Dia"? Eu li no ano passado e ainda esta semana tinha falado do livro com a Lyne, que também andou a lê-lo!
    Dos outros quero muito ler o "A Rapariga no Comboio" (comprei-o há meses e ainda não consegui ler!) e o "Comer, Orar e Amar"!


    A Sofia World

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora essa, foi merecido, gostei bastante do livro :).
      Li, gostei mesmo da história!

      Eliminar
  3. Não li nenhum desses. E agora que penso nisso, acho que este ano só li livros técnicos!

    ResponderEliminar
  4. Boas leituras :)
    Eu tenho curiosidade em ler "A Rapariga no Comboio", já li tanta crítica positiva sobre ele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :).
      É tão bom como dizem, acredita, pelo menos foi o que eu achei.

      Eliminar
  5. Li o da Sofia (cujo também adorei) e a última leitura de todos foi exatamente "A Cada Dia"!
    Quanto aos restantes, quero muuuito "A Rapariga no Comboio"!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu vi no Instagram que estavas a lê-lo :).

      Eliminar
  6. De todos os que mencionaste apenas li na integra a Rapariga no Comboio e gostei imenso, uma escrita cuidada e uma história cativante. Tentei ler há uns anos o "Comer, Orar, Amar" e não consegui acabar, talvez por ainda ser muito nova para perceber na altura.
    O meu livro favorito de 2016 foi sem dúvida "Os Filhos da Droga". Tão cru, tão bom!

    My Own Anatomy ♡

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, secalhar eras muito nova...
      Ainda não li esse, mas tenho mesmo que ler, essa história deve ser uma lição de vida para todos!

      Eliminar
  7. Só li uns dois livros este ano! (Shame on me). O da Sofia e um que tive de ler para uma cadeira!

    ResponderEliminar
  8. Ando extremamente curiosa com a rapariga no comboio!!
    Beijinhos,

    A Maiazita

    ResponderEliminar
  9. Só li o "a rapariga no comboio", mas fiquei muito curiosa com o primeiro que referiste :P

    ResponderEliminar