!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Pequenos ( grandes) gestos de bondade


Por vezes, andamos tão ocupados e atarefados com a nossa rotina diária, com os nossos trabalhos, com os objetivos que queremos atingir, que nos esquecemos de parar para apreciar as pequenas coisas da viagem que é a vida. Estamos sempre à espera dos fins de semana, das férias e de que, basicamente, algo de grandioso aconteça na nossa vida, quando a grandiosidade reside, precisamente, nas pequenas coisas que frequentemente desvalorizamos.

Estamos sempre a exigir mais e mais das pessoas, estamos sempre à espera que estas façam mais e melhor, e não vemos sequer as pequenas coisas que estas fazem. Sou defensora que as pequenas atitudes de uma pessoa, ao longo do tempo, vão fazer toda a diferença numa relação. Quando olho para os meus amigos, penso em como tudo começou: antes eram simplesmente desconhecidos, colegas como tantos outros na minha turma que, aos poucos, através de pequenos gestos de bondade, se foram aproximando de mim, me foram conhecendo ( e eu a eles), e assim nos tornamos amigos. A nossa amizade não foi algo que aconteceu de repente, através de um grande pedido ou uma grande surpresa, foram pequenos gestos aqui e ali, pequenas ajudas, sorrisos tímidos, a partilha de rotinas que fez com que a nossa amizade nascesse e fosse crescendo.

As pessoas tendem a pensar que é preciso muito esforço para fazer diferença na vida de uma pessoa. Na verdade, é preciso muito menos do que aquilo que pensam. Muitas vezes são as ações mais pequenas que fazem toda a diferença. Até podemos fazer diferença na vida de uma pessoa desconhecida, por meros segundos, ao segurar-lhe a porta para ela passar, deixá-la passar à frente na fila do supermercado quando está com pressa, oferecermo-nos para ajudá-la caso seja uma idosa que não pode com o saco das compras ou queira atravessar a estrada em segurança... A pessoa até pode nunca conhecer-nos, até pode não saber o nosso nome, até pode nem se lembrar da nossa cara, mas nunca se vai esquecer da maneira como a fizemos sentir naquele momento, e a pequena grande atitude que marcou, de alguma forma,  a vida dela. Isto, sim, faz toda a diferença.

Claro que nem sempre é fácil ajudar pessoas, principalmente desconhecidas. Há sempre a hipótese de parecermos esquisitos e de poder tornar a situação embaraçosa porém, no final, vale sempre a pena, nem que a intenção inicial de ajudar não seja cumprida, o que conta é a intenção.

Acredito que se todos nós nos preocupássemos com as nossas pequenas atitudes e gestos, o mundo seria um lugar bastante diferente. Todavia, apesar de o mundo ser cruel e nem sempre as nossas boas ações serem retribuídas, sou defensora que devemos continuar a praticar pequenos atos de bondade porque nunca sabemos se os nossos pequenos gestos animaram o dia de uma pessoa que tinha começado por ser um dia mau, se deram lhe deram uma nova razão de viver, se a inspiraram, se a motivaram para algo... As nossas ações têm sempre um impacto, mesmo quando não o parece. Por isso, encorajo todas as pessoas que leram isto a fazer mais pequenos ( grandes) gestos de bondade e a criar impacto neste mundo.

 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png



13 comentários:

  1. Esse é exatamente o tipo de pensamento que tenho. E tenho muitas reflexões sobre isso. Para nós o dia pode ter sido completamente banal, mas um gesto nosso pode ter feito mais feliz o dia de uma pessoa (: e isso é incrível!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, um pequeno gesto pode fazer a diferença no dia de uma pessoa :).

      Eliminar
  2. Adorei o que disseste e não podia estar mais de acordo. São pequenos gestos e atitudes, que fazem a diferença. Não é preciso fazer algo gigante mas sim qualquer gesto simples de ajudar já é um ato grandioso. Oxalá houvesse mais pessoas que olhassem menos para o seu umbigo e olhassem mais para quem os rodeia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo, há tantas pessoas tão egoístas hoje em dia...

      Eliminar
  3. Obrigada. Não te sei dizer exactamente porquê mas com esta publicação acabaste de me dar força para o novo dia que se avizinha :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico feliz por te ter ajudado de alguma forma :).

      Eliminar
  4. Tão verdade! :) Adorei este teu texto.

    ResponderEliminar
  5. Completamente. Pequenos gestos podem fazer grande diferença :)

    ResponderEliminar
  6. Estes pequenos gestos fazem diferença em quem os pratica e em quem os "recebe".
    Por mim falo, que já me emocionei ao ajudar um idoso numa caixa multibanco, ou a atravessar uma passadeira...
    A forma como me agradeceram...nunca esquecerei!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já ajudei alguns idosos na rua, e de facto, nunca se esquece o agradecimento deles, fica gravado para sempre no coração <3. Só o sorriso das pessoas vale a pena :).

      Eliminar
  7. É tão fácil, não é? Há coisas pequeninas que podemos fazer todos os dias. Eu já as faço de forma totalmente inconsciente, nem preciso de pensar no assunto. Porque se nos formos habituando a fazer essas pequenas acções, elas tornam-se naturais, sabes? Acho que, muitas vezes, até um simples "bom dia" com um sorriso pode mudar a disposição de uma pessoa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não custa nada, é uma questão de hábito, como tu dizes :).

      Eliminar