!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

5 coisas que deves esquecer depois do Secundário


Numa altura em que muitos estudantes ingressaram nos Ensino Superior ( parabéns aos novos alunos!), e em que estão a experimentar pela primeira vez o ambiente universitário, as aulas, as praxes, está na hora de começarem a largar alguns hábitos que tinham no Secundário, e pôr de vez esta etapa para trás.

Algumas coisas destas que eu vou referir eu já não fazia no meu Secundário, que foi excecionalmente calmo, mas fazia no Básico ( o meu Básico equivaleu ao Secundário em termos dos problemas existenciais que todos os adolescentes enfrentam) mas também passei por outras coisas destas que tive que ultrapassar na  universidade. A universidade é quase como se fosse um mundo diferente, por isso há certas coisas que temos que esquecer quando entramos nesta etapa.


1. Amigos falsos: Quando vês as mesmas pessoas todos os dias numa turma pequena, é muito fácil ser amigo/a de pessoas com quem, na verdade, não te importas realmente ( nem elas), e com quem nem tens grande afinidade. Além disso, depois do Secundário, é muito provável que nunca mais se falem. No entanto, continuas a ser amigo/a dessas pessoas, porque queres se" fixe" ou estás a tentar integrar-te numa turma. Sei que nem toda a gente cria estes amigos falsos, mas quem criou precisa de saber o que vou dizer a seguir. Na universidade, esquece os amigos falsos. A sério, não precisas de te aproximar dessas pessoas. Gostava de dizer que não existirão amigos falsos na faculdade, porque sim, continuam a existir, mas não precisas de ter que lidar com eles, porque agora estás numa turma universitária grande, com uma grande variedade de pessoas de vários sítios. Por isso, encontra pessoas com que te realmente identifiques e que se preocupem contigo porque, quem sabe, são estas as amizades que ficarão contigo para o resto da vida.

2. Ser demasiado " fixe" para certas coisas: No Básico e no Secundário, temos a necessidade de nos afirmar, de dizer aos outros que já somos adultos e, como tal, deixamos de fazer certas coisas que até gostávamos de fazer, mas ou é demasiado " infantil", ou então são coisas que as pessoas mais fixes não fazem. Na universidade, vais perceber que o tempo passa mais depressa do que pensas, por isso esquece isso de ser "fixe", faz o que gostas, fica entusiasmado/a que nem uma criança com as novidades, segue as tuas paixões...

3. Não estar aberto/a a coisas novas: Tendo estado no sistema educacional durante os últimos 12 anos, certamente que já terás descoberto as atividades que não gostas e que não gostas, o tipo de pessoas com que te identificas ou não, o tipo de matéria que mais gostas, mas isso não significa que deves rejeitar tudo o resto e ficar fechado/a para coisas novas. A universidade é também uma etapa que significa frequentemente sair da zona de conforto, experimentar coisas novas. Existem tantas possibilidades, não as rejeites sem antes as experimentares.

4. Tentar ser "aceite": Isto também tem um pouco a ver com o ponto 2, tentar ser fixe para poder ser aceite por determinado grupo e ser popular. No meu Básico eu tive essa necessidade, mas no Secundário já não tive, no entanto compreendo porque é que muitos jovens fazem isto, porque sendo as turmas do Secundário tão pequenas, temos uma pressão enorme para nos integrarmos e, por vezes, acabamos por fingir ser algo que não somos para nos integrarmos mais facilmente. Esquece isso na universidade. Na universidade, como já referi, existem tantas pessoas diferentes que, mesmo que não encontres o teu grupo de amigos logo à primeira, é uma questão de tempo. A praxe ajuda imenso a conhecer novas pessoas e a integrares-te na tua turma e no teu curso, mas existem tantas festas e jantares que também te podem ajudar imenso. Até os trabalhos de grupo te ajudam a fazer amigos. Curiosamente, eu e a minha melhor amiga da universidade conhecemo-nos num trabalho de grupo.

5. Maus hábitos de estudo: Se no Secundário pertencias aquele grupo de pessoas que até tirava notas boas sem estudar muito (que sorte!), não penses que vais conseguir fazer a mesma proeza na Universidade. A matéria de uma licenciatura é muito complexa, os professores são mais exigentes, as frequências muito mais complicadas, e é muito mais difícil uma pessoa que estude tirar boa notas, quanto mais uma pessoa que não estude. Por isso, se até aqui não desenvolveste grandes hábitos de estudo, é melhor começares a desenvolvê-los agora.


E vocês? Que coisas esqueceram depois do Secundário?
 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

16 comentários:

  1. concordo com tudo! obrigada por seres uma blogger a seguir :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, muito obrigada, obrigada também por me seguires :).

      Eliminar
  2. Concordo com tudo o que disseste passei por essas coisas quando passei do básico para o secundário e do secundário para a universidade.
    Porém, eu já estava a espera porque sempre fui uma pessoa com os pés na terra e que sabe ler bem as pessoas então sabia mais ou menos quem ia continuar comigo e quem não ia. Adorei o posts, beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Óptimas dicas :) Acho que mesmo no secundário devemos evitar tudo isso.
    Beijinho* Confissões de uma Pecadora by Valentina

    ResponderEliminar
  4. Muito útil para quem vai começar a faculdade!
    http://tousjulia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Sem dúvida. forçar a coisa só para ser integrado... não há paciência. Nada como sermos como somos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente. Aliás, eu acho que fiz amizades melhores quando comecei a ser eu própria :).

      Eliminar
  6. Não estou na faculdade, aliás, estou no meu segundo ano de secundário mas posso dizer que já aprendi muitas das lições que redigiste. A verdade é que, mesmo no secundário, preocuparmos-nos em agradar e em sentir que temos amigos (que muitas vezes não o são) é uma valente perda de tempo. temos de ser realistas e fiéis a nós mesmos independentemente do que quer que seja, estar abertos às novidades e assumir responsabilidades. Obviamente que não é um ma de rosas, nada o é, na minha opinião é complicado o secundário tem demasiado drama desnecessário que seria resolvido se, simplesmente, as pessoas falassem umas com as outras.
    Um post muito bo, gostei muito :)

    myblogtwtme.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, se ainda estás no secundário e já aprendeste isso tudo, está no bom caminho então :).
      Concordo contigo, o secundário tem muito drama que poderia ser facilmente evitado, é pena que nem todas as pessoas vejam isso desta maneira.
      Obrigada :).

      Eliminar
  7. Estou no primeiro ano do Secundário, mas felizmente acho que não sou assim. Eu estou aberta a experiências novas, eu não tento fazer-me de fixe, estudo para os testes e assim. Mas é verdade que há pessoas assim, infelizmente fazem-se passar por outra pessoa para conseguir ter amigos. Ou seja deixam de fazer coisas que gostam, para mostrar que são fixes. Tal como disseste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, então estás no bom caminho, nota-se que já tens outra maturidade :). Se todas as pessoas fossem como tu...

      Eliminar
  8. São, de facto, coisas que devemos ter sempre em conta,independentemente de irmos para a universidade ou vivermos uma vida inteira! :P

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar