!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

5 coisas que aprendi a viver num espaço pequeno


Desde os 8 anos que vivo num apartamento pequeno. Antes disso, vivia numa casa consideravelmente grande numa aldeia e, como devem calcular, quando me mudei para o apartamento, a diminuição de espaço foi um choque! Felizmente, consegui adaptar-me e agora adoro a minha casa ( não adoro propriamente os barulhos que existem quando se vive num prédio, mas enfim, isso é outra história...).

Durante os 11 anos que vivi num espaço pequeno, e tendo também passado por outros espaços assim ( em viagens), aprendi algumas lições importantes que, certamente, me lembrarei quando, um dia, tiver a minha casa.


1. Consigo viver com menos: Lembro-me de quando me mudei para o apartamento onde vivo pela primeira vez,  e ter achado aquilo minúsculo comparado com a casa em que vivia antes. E uma casa mais pequena significava menos coisas, significava ter que dar / deitar fora metade dos meus brinquedos, não ter tanto espaço para brincar... Mas agora que cresci, percebi que é realmente possível viver com o que é essencial e não precisar de montes de tralhas. Viver num apartamento pequeno fez-me perceber quais são as coisas de que realmente preciso e aquelas que não são essenciais.

2. Consigo viver em qualquer lado: Já fui para alguns hotéis com quartos muito pequenos ( inclusive o de Londres, lá é que os quartos são mesmo pequenos) , e de todas as vezes eu pensava " como é que eu vou aguentar uma semana neste cubículo?", mas depois acabava por me adaptar e até achar o espaço agradável. Passar por estas experiências deu-me a garantia de que conseguirei viver em qualquer casa, por mais pequena que seja, pois arranjarei sempre uma maneira de aproveitar o espaço, de organizá-lo da melhor maneira, de colocar a roupa em determinado sítio,...

3. Quanto mais pequeno, mais fácil é de limpar: Viver numa casa pequena pode ser chato, mas vejamos as coisas de outra perspetiva, menos espaço significa menos coisas para limpar o que, por sua vez, significa mais tempo livre para fazer o que queremos.

4. Uma casa maior é sempre bom: Embora eu já me tenha habituado a viver num apartamento pequeno, e não me importo de viver assim no futuro, vamos admitir, todos nós gostávamos de ter um a casa grande, com piscina, um jardim enorme.... Se bem que para manter a casa seria bastante complicado, só se eu fosse rica, para poder contratar uma empregada para limpar aquilo tudo!

5. As coisas que tornam uma casa um lar não são coisas: Ter um apartamento pequeno, igual a tantos outros, pode parecer impessoal e sem vida, e parece que por muito que decoremos não deixa de ter aquele ar de apartamento. Mas se há coisa que eu aprendi é que não são objetos que tornam a nossa casa num lar, mas sim as refeições que a nossa mãe faz, os serões em família, as tardes no sofá a ver filmes, aquele banhinho quente depois de um dia frio... São essas as coisas que nos fazem " sentir em casa", que nos fazem dizer " esta é a minha casa e aqui sou feliz".


E vocês? Também vivem em espaços pequenos? Aprenderam alguma coisa nessas casas?
 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

23 comentários:

  1. eu vivi num apartamento com 18m^2! acho sou expert em espaços pequenos! ahah.
    as tuas dicas sao realmente importantes, mas a melhor dica é "não guardar lixo"! as vezes guardamos tantas merdinhas que nao servem para nada, so porque sim...

    beijinho
    the-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fogo, era mesmo pequeno! Tu é que percebes muito disto então xD.
      Sim essa dica é mesmo muito importante, e mesmo nas casas grandes não tem interesse guardar "lixo".

      Eliminar
  2. Eu gosto de espaços grandes, sinto-me com mais energia. Nem sei explicar, mas já cheguei a dormir num quarto pequeno e chegou uma altura que não me sentia bem no mesmo. Quando me mudei para o meu atual quarto, senti-me aliviada. Consigo dormir, vestir-me, maquilhar-me, estudar, ler, praticar exercício, ver televisão, sinto que é aquele espaço em que posso fazer tudo. Porém, imagino-me a viver num T0 :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto de espaços grandes, mas pessoalmente gostava que a minha futura casa fosse pequena ( não exageradamente, claro), porque é mais acolhedora e aconchegante.

      Eliminar
  3. Acho que é tudo uma questão de nos adaptarmos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, o ser humano adapta-se a tudo, é impressionante :).

      Eliminar
  4. Eu gosto particularmente de espaços pequenos. Não sei porquê, mas considero-os mais aconchegantes... E claro, tem a vantagem de ser bastante mais rápido e fácil de limpar! Tendo a hipótese de escolher, acho que preferia uma casa mais pequena do que uma casa grande. Não preciso de muito, e o que tenho cabe bem num espaço mais reduzido :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É como eu, eu acho-os bastante aconchegantes e acolhedores.
      Eu também faria a mesma escolha :).

      Eliminar
  5. A casa dos meus pais é grande so que quando fui para a Universidade fui para uma casa pequena e tudo o que escreveste já tinha passado pela minha cabeça :p é muita diferença :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muita diferença, mas depois acabas por adaptar-te.

      Eliminar
  6. Na verdade, vivi sempre numa moradia, se um dia for para um prédio com certeza que vai ser um choque para mim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, decerto vai ser um choque enorme ( como foi para mim, e eu só tinha 8 anos), mas adaptas-te depressa :).

      Eliminar
  7. Gostei deste texto! Eu nunca vivi num apartamento por mais do que uma semana, mas tenho uma casinha pequenina e, por isso, identifiquei-me com algumas lições! (:
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  8. Vivo numa casa pequena mas com um quintal enorme.
    Passo pouco tempo a limpá-la, mas imenso a tratar do quintal!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu pessoalmente não me sairia bem a cuidar de um quintal, tenho medo de insectos xD.
      Mas acho que é um passatempo fabuloso, para quem gosta chega a ser muito relaxante :).

      Eliminar
  9. Adorava viver numa casa (e os meus pais de facto vivem numa) mas depois lembro-me do trabalhão que é limpar aquilo e mudo de ideias! Se um apartamento já me deixa estafada nem quero pensar em limpar uma casa sozinha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu um dia quero sair de casa dos meus pais, sei que gerir uma casa dá muito trabalho e despesas, mas não há nada melhor do que ter a nossa independência e vivermos de acordo com as nossas regras :).

      Eliminar
  10. Não posso dizer que a minha casa seja pequena mas também não é grande, no entanto sinto-me sempre um pouco perdida em casas grandes embora a casa dos meus sonhos seja quase do tamanho de um palácio :P

    Beijocas, Hellen
    http://instantesimprovaveis.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. O espaço mais pequeno em que estive foi um quarto de hotel em Paris,onde não tinha nem onde abrir a mala,só mesmo e cima da cama.

    Mas foi bom por tudo o que visitei fora dele,pois o quarto era apenas para dormir e carregar baterias!~

    Bjs,
    Paula

    Vida de Mulher aos 40"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu no meu quarto de Londres também só conseguia abrir a mala em cima da cama, e depois para guardá-la tinha que a pôr debaixo da cama xD.
      Ainda bem que te divertiste, Paris é uma cidade linda, adorava visitá-la!

      Eliminar
  12. Tal e qual! Embora a minha casa não seja muuuuuito pequena, não deixa de ser a minha casa, o lar onde cresci, vivi e continuo a desenvolver-me! E a melhor parte de a ter é mesmo quando regresso de qualquer outro lugar!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar
  13. O aspeto 3 e 5 são talvez aqueles com me identifico mais!

    With love, Miss Melfe

    ResponderEliminar