!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

10 coisas que ninguém te contou sobre ser adulto


Que atire a primeira pedra quem nunca disse em criança que estava ansioso/a por ser adulto. E quando finalmente se chegou à idade adulta, foi como levar um murro no estômago. Eu fui uma dessas pessoas.

Embora considere que ainda não sou totalmente adulta ( ainda tenho muito que crescer e aprender), já senti na pele alguns dos pontos que vou referir a seguir. Aqui estão as 10 coisas que ninguém me disse sobre ser adulto.


1. Ser adulto não significa que saibas aquilo que queres ser: Em criança, todos nós achávamos que  todas as nossas dúvidas se iam esmorecer no segundo em que entrássemos na vida adulta que, de repente, iríamos saber aquilo que queríamos fazer para o resto da vida. Na verdade, muitas pessoas chegam ao final da faculdade sem saberem se tiraram o curso certo. Há quem descubra a sua paixão mais tarde, e tire outro curso. Ser adulto não nos dá a garantia de saber aquilo que queremos ser. Muito pelo contrário, este poderá ser um dos maiores desafios da nossa vida adulta.

2. Fazer novos amigos e manter amizades torna-se mais difícil: Quando somos novos, é muito fácil manter e fazer novas amizades. Os nossos amigos andam quase todos na mesma escola connosco, e facilmente nos podemos encontrar com aqueles que não andam depois das aulas. À medida que vamos crescendo, vais se tornando cada vez mais difícil manter essas amizades, quanto mais fazer novas. Vamos para universidades diferentes dos nossos amigos ( o que já é, por si só, um grande entrave) , começamos a ter outras prioridades, mais responsabilidades, menos tempo livre,... Felizmente, com esforço tudo se consegue, e é possível manter amizades à distância.

3. Sentes-te mesmo cansado/a: Sim, nós já nos sentíamos cansados em crianças e adolescentes, depois de um longo período de aulas, mas nada se compara ao cansaço que sentes em adulto. Provavelmente, até doarias um rim para repor o sono todo que te falta, mas como não podes fazer isso doas a tua sexta-feira à noite.

4. Os teus pais tornam-se pessoas reais: Vamos admitir, todos nós em crianças víamos os nossos pais como uma espécie de super-heróis, que não cometiam erros, eram perfeitos, sabiam tudo e conseguiam resolver todos os nossos problemas. Quando crescemos, essa ideia que temos dos nossos pais cai por terra, e começamos a vê-los exatamente como eles são, humanos como os outros, com defeitos, com dúvidas, cansados, e que não tem respostas para tudo e já não nos podem ajudar em tudo nem nos podem controlar para sempre.

5. As pessoas vão fazer-te coisas más, e tu nem sempre saberás porquê: Independentemente das vezes que perguntares " porquê". Mais vale perdoar ( mesmo que elas não mereçam), e seguir em frente.

6. As pessoas vão odiar-te ( sem razão nenhuma): e tu vais ter que aceitar isso.

7. Às vezes, ainda terás que ser dependente dos teus pais: Às vezes, terás que ficar a viver em casa dos teus pais depois da faculdade, e mesmo até aos 30, por não teres condições económicas para viver por tua conta. E isso não é mau, se tiveres a fazer aquilo que é certo para ti. Os teus pais de certo serão compreensivos e receberão-te de braços abertos.

8. Vais pagar por todas as coisas que fizeste ao teu corpo na infância: Os teus pais repreendiam-te por alguma razão. Os açúcares que consumiste na infância poderão se transformar em cáries e gordura, a falta de prática de exercício físico vai-se manifestar agora na falta de energia, força e flexibilidade, ... Vais perceber que não és "invencível" como achavas que eras na infância, que só tens um corpo e não terás mais nenhum, por isso está na altura de te preocupares mais com a tua saúde.

9. Não sabes tudo ( e terás sempre que continuar a aprender): Não, mesmo depois da tua vida de estudante acabar, tudo não saberás tudo e terás que continuar aprender continuamente, ao longo de toda a vida. O estudo não se reserva só a crianças e adolescentes.

10. Não te vais sentir um adulto: Na verdade, raramente vais saber mesmo aquilo que estás a fazer, e vais perceber que todos aqueles adultos confiantes que tu viste na infância, na verdade, estavam apenas a fingir " ser adultos", e também tinham dúvidas e inseguranças.


E vocês? Quais são as coisas que gostavam que vos tivessem dito sobre a vida adulta?
 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

22 comentários:

  1. O importante é aproveitar cada fase da vida ao máximo e não desejar que a próxima chegue tão depressa, pois afinal nem sempre será aquilo que nós esperamos :)
    Beijinhos

    Saturn's Mermaid

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais :). É mesmo verdade, devemos planear o futuro claro, mas sobretudo aproveitar o momento.

      Eliminar
  2. Acho que o 6 acontece em qualquer altura da vida, ahahah :p
    Beijinhos,
    An Aesthetic Alien | Instagram

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. É, o melhor é nunca ter muitas expectativas.

      Eliminar
  4. "10. Não te vais sentir um adulto"
    A mais real das verdades. Apesar de ser o que chamam de "young adult" por ter apenas 19 anos, não me sinto com 19 é quase como se tivesse parado nos 16, 17. O pior é que não parei...

    Adorei o post. Xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinto-me exactamente como tu, temos a mesma idade e tudo. Quando me perguntam a minha idade, eu penso " 16... não espera tenho 19" xD.
      Obrigada :).

      Eliminar
  5. Identifiquei-me com mais coisas do que gostaria, damn! E ri-me com o "como não podes doar um rim, doas a sexta à noite" x)

    With love, Miss Melfe

    ResponderEliminar
  6. Tudo verdade, o que escreves!
    Já sou uma adultona mas não me sinto como tal. E ainda bem!!
    Ainda há uns dias, um amigo mais novo me disse: "tu pareces uma teenager"
    Fiquei a pensar se seria bom, ou nem por isso!
    Prefiro acreditar que sim, porque me sinto bem na minha pele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem, é sinal que és divertida e alegre :).

      Eliminar
  7. Todos os pontos são verdadeiros mas o 6. e o 10. dão que pensar...
    Beijinhos Rafaela - Pausa no Estudo

    ResponderEliminar
  8. Todas as etapas devem ser vividas consoante as mesmas, mas em crianças tudo nos é facilitado e quando chegamos a adultos não é bem assim e temos um choque porque não estamos muito habituados :).
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, de repente parece que estamos por conta própria e todas as nossas atitudes e tudo o que fazemos são nossa responsabilidade.

      Eliminar
  9. Não diria melhor, mesmo! Principalmente o três! Não sei é da idade ou de ser uma mulher dos sete ofícios, chego à noite e só quero dormir :p

    Beijocas,
    ANDA DAÍ!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode ser de trabalhar, trabalhar cansa muito, quando estava em estágio andava exausta!

      Eliminar
  10. Concordo completamente. Já passei por alguns pontos que referiste e não podia concordar mais. Ser adulto não é nada daquilo que imaginamos, mas às vezes o que mais me chateia é quando ainda me tratam como uma criança, eu sei que não sei tudo, mas ser adulto também é aprender e ajudar os outras, então deviam deixar-me tentar.
    Cada vez gosto mais do teu blog.
    Beijinhos,
    www.semmediidas@gmail.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, é mesmo isso que me chateia, já tenho responsabilidades de adulta, contudo continuo a ser tratada como uma criança.
      Oh obrigada :).

      Eliminar
  11. "2. Fazer novos amigos e manter amizades torna-se mais difícil:"
    Um pouco disto também se deve ao facto de abrirmos novos horizontes, termos novos conhecimentos, querermos aprender mais, crescer mais enquanto pessoas e saber distinguir quem e o que nos faz bem e mal. E isso é excelente.
    Em "adultos" (quando digo isto sinto-me com 30 e tal e só tenho 20 ahah)uma amizade verdadeira e de qualidade, equivale a 5 amizades de jovens de escola e etc, e isso sabe tão bem! Crescemos e sabemos que podemos contar com essa pessoa no matter what haapens! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, também concordo que parte da razão pela qual é difícil fazer novos amigos em adulto é mesmo essa.
      Tenho muitos amigos na universidade , por exemplo, mas certas pessoas que conheci lá, para mim, vale por 10 ou 20 amigos :).

      Eliminar
  12. Não podia concordar mais com estes parágrafos, especialmente com o tópico 8. Ainda que seja também muito devido à minha "profissão" (vá, ainda sou meio-estudante, meio-profissional), juro que há alturas do ano em que me sinto como um idoso de 80 e tal anos com problemas nos ossos e articulações e músculos e sabe-se lá que mais. E em relação às amizades, para mim é mais fruto de todos crescermos de modos diferentes e por isso nos irmos separando ao longo do anos, do que por falta de disponibilidade para manter a amizade. Ainda que tenha perdido alguns amigos por teremos ido para escolas ou universidades diferentes, aquelas amizades que sempre foram mais fortes têm-se mantido intactas. E agora nos meus vintes, já fiz muito melhores amizades do que aquelas que fiz enquanto "teen".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, eu compreendo, as profissões hoje em dia puxam muito por nós. Eu às vezes só me sinto com 80 anos, mas é mentalmente, com tanto cansaço. De resto, nunca tive grandes problemas de saúde, a não ser enxaquecas que, infelizmente, são crónicas.
      Sim, também acho que as amizades têm a ver com isso. Mas tal como tu, também tenho amizades que se mantiveram fortes ao longo dos anos e que ainda hoje se mantêm, apesar da distância :).

      Eliminar