!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Lições que aprendi no meu primeiro estágio ( num centro de saúde)


Dia 18 de Maio de 2016 marcou o início de uma grande etapa para mim: o meu primeiro estágio. Como sabem, o meu primeiro estágio em Enfermagem foi num Centro de Saúde, onde estive cerca de 2 semanas ( eram para ser 3 semanas, mas começámos mais tarde). Foram duas semanas que passaram a voar! Agora, nas próximas 3 semanas, irei estagiar no Hospital de Braga.

Mas por agora, quero partilhar com vocês as lições que aprendi no meu estágio no centro de saúde. Estar a estagiar foi uma experiência incrivelmente enriquecedora, e posso arriscar dizer até que aprendi mais do que num semestre na faculdade. Conheci pessoas novas, ouvi histórias muito inspiradoras, aprendi mais sobre enfermagem e a sua ética de trabalho,... Enfim, aprendi tanto! Por isso, decidi escrever este post para ficarem a saber algumas lições que eu aprendi neste meu primeiro contacto com o mundo de trabalho.


1. Sair da zona de conforto vale sempre a pena: Durante quase 13 anos da minha vida, a única coisa que eu fiz foi estudar, estudar e estudar. Antes deste estágio, nunca tinha trabalhado um dia que fosse na minha vida. Por isso, devem imaginar como foi difícil fazer esta transição de estudante para estagiária. Não estar habituada a trabalhar 8 horas por dia sem grandes pausas, ter que falar para cerca de 40 pessoas desconhecidas num dia, ter que atender pela primeira vez utentes,... Devo dizer que nos primeiros dias me custou bastante a adaptar-me, sentia-me como um peixe fora de água. No entanto, com o passar do tempo, fui ficando mais recetiva a todos os desafios que me eram propostos, fui ganhando gradualmente  mais coragem e confiança nas minhas capacidades, e agora fico bastante feliz por ter ultrapassado esta primeira etapa com sucesso. Sair da nossa zona de conforto vale sempre a pena, aprendemos tanta coisa que não aprenderíamos se não tivéssemos arriscado.

2. Ser uma enfermeira não é só prestar cuidados de saúde: Uma enfermeira não presta só cuidados de saúde, também é uma psicóloga, advogada, secretária, especialista em computadores,... Afinal, é com pessoas que lidamos, por isso temos que ser capazes de lidar com as suas numerosas necessidades, que podem não ser só cuidados de saúde.... É preciso convencer os pais a vacinar as crianças, convencer uma mulher que aquele é o melhor tratamento para o seu marido,... Além disso, uma vez que somos obrigados a registar tudo num programa online, o SClínico, também precisamos de saber trabalhar bem em computadores. Portanto, os enfermeiros são quase multi-funções.

3. Aprendi a comunicar melhor: Sempre fui uma pessoa muito tímida com pessoas que não conhecia. Enquanto não conhecesse muito bem uma pessoa, criava sempre uma "barreira" e não falava muito para ela até ter a certeza que era de confiança. Conseguem imaginar quantas vezes eu "conheci uma pessoa" em apenas um dia de estágio? Tive que adaptar-me rapidamente à situação de abordar pessoas desconhecidas com confiança. No primeiro dia, quase que tive uma saturação de falar com muitas pessoas novas ( como sou uma pessoa introvertida, no meu primeiro dia senti que tive horas de socialização a mais), mas no segundo já custou menos, no terceiro ainda menos e assim sucessivamente. Depois deste estágio, já consigo abordar pessoas desconhecidas com muita mais confiança, e isso é, sem dúvida, uma grande mais valia para o meu futuro.

4. Perdi o medo de atender chamadas desconhecidas: Eu sei que é um medo irracional e talvez algo infantil até, mas eu sempre tive medo de atender chamadas de desconhecidos. Cada vez que via um número que não conhecia no telefone fixo da minha casa, em vez de atender a chamada, chamava os meus pais para atenderem por mim. Das poucas vezes que atendi o telefone a pessoas desconhecidas, mal consegui falar e a única coisa que conseguia sentir era o pânico a alastrar-se pelo meu corpo. Tal como referi no ponto 2, uma enfermeira também é secretária e, portanto, parte do seu trabalho é atender telefonemas, a maior parte deles de desconhecidos, sejam utentes a desmarcar consultas, sejam farmacêuticos a dizer que x medicamento ainda não chegou... Nos primeiros dias, era a minha enfermeira orientadora que atendia sempre as chamadas, mas chegou a haver alturas em que ela não estava, e lá tive que ser eu a atender. Por incrível que pareça, não me custou nada atender telefonemas lá no centro de saúde, talvez porque soubesse que estava em ambiente de estágio, portanto ia ser avaliada por tudo o que fazia. Agora, já atendo o telefone de minha casa como se nada fosse.

5. Tens que ser rápido/a a fazer as tarefas: Sempre fui uma pessoa um pouco perfeccionista ( talvez tenha herdado isso da minha mãe, ela é  que é mesmo), por isso fiz sempre as tarefas lentamente para conseguir obter melhores resultados. No entanto, no estágio percebi que no trabalho é impossível ser lento, sobretudo num trabalho na área de saúde. Existem muitos utentes para atender num dia, prazos a cumprir, portanto não há tempo para "mariquices", tem que se fazer tudo rápida e eficazmente, e deixar a perfeição de lado.

6. Tens de manter sempre a postura, independentemente das situações: Ser profissional é uma das melhores virtudes que um trabalhador pode ter, não só em Enfermagem, mas em qualquer profissão. É isso que distingue as pessoas. Como enfermeiros, temos que ser capazes de manter uma postura profissional em todas as situações, mesmo que um utente cheire mal porque não toma banho há meses, mesmo que o nosso local de trabalho esteja um caos, mesmo que não saibamos onde estão metade das coisas que precisamos, o stock de medicamentos tenha acabado... Aconteça o que acontecer, temos sempre que fingir que está tudo bem, e temos que nos desenrascar e dar a volta à situação numa questão de minutos.

7. Faz sempre mais do que aquilo que te pedem: No tempos que correm, em que o emprego escasseia cada vez mais, tens que aprender a destacar-te no meio da multidão, e se há coisa que te pode distinguir dos outros profissionais é a dedicação. A maior parte das pessoas limitam-se a fazer o que o emprego exige e nada mais. Desviar o olhar do ecrã do computador e tentar ouvir mais os teus pacientes, chegar mais cedo do que o necessário, sair um pouco mais tarde do que é preciso e fazer mais tarefas do que as que são tua obrigação são coisas que te podem diferenciar das outras pessoas.


Enfermeiros/as aí desse lado? O que é que aprenderam no vosso primeiro estágio?
 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

4 comentários:

  1. Ontem tive o meu primeiro mini-estágio de observação. No meu curso não se pode estagiar "a sério" antes do quarto ano por isso os que faço agora consistem em observar o trabalho do psicólogo em diferentes contextos (escolas, hospitais, empresas) e gostei imenso. Saímos mesmo da nossa zona de conforto e temos mesmo que ser rápidos a agir porque o que acontece ao nosso redor sai completamente do nosso controlo mas deixa-nos tão realizadas e enriquece-nos tanto!

    Beijinhos, Dalila ♡ | The Lost Louboutin Blog |

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo sendo um estágio de observação, deve ser uma mais-valia para ti, estar em contacto com o mundo de trabalho desde o 1º ano :). Sim, é verdade, temos que lidar diariamente com situações imprevisíveis com que não lidaríamos se tivéssemos em aulas, é uma experiência completamente diferente, mas que vale mesmo a pena!

      Eliminar
  2. Eu estou anciosa para ir estagiar em centro de saúde! Contudo, prepara-te que a dinâmica em hospital é a doer. A principal dificuldade é mesmo a farmacolgia e nem tanto as técnicas. E lidar com a morte para quem é mais sensível a essa questão numa primeira instância.

    Amanhã termino o meu primeiro estágio em hospital. Deveria escrever algo sobre isso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já ouvi dizer isso, que o estágio no hospital vai ser muito puxado. Acho que ao início vai ser muito difícil e um choque enorme, mas eu vou tentar preparar-me da melhor maneira possível para o choque ser menor.
      Sim, devias fazer um post sobre isso, adoraria ler o que aprendeste, é sempre bom trocar experiências com alguém do mesmo curso que nós :).

      Eliminar