!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Metas de leitura: Sim ou não?


No início de um novo ano, são muitas as pessoas que estabelecem metas de leitura como " Vou ler 50 livros este ano" ou mesmo " Vou ler 150 livros este ano". Umas pessoas com objetivos literários mais ambiciosos do que outros, o que é certo é que tem virado moda estabelecer o número de livros que lemos num ano ( e acho que começou tudo quando o famoso site de livros  "GoodReads" lançou , pela primeira vez, um "Reading Challenge", que se tem repetido todos os anos).

Eu não concordo com esta nova moda. Eu  já aderi  uma vez ao " 2013 Reading Challenge" ( do site que falei acima) ,no Verão ( porque é a altura em que eu leio mais livros), e estabeleci a meta de ler 50 livros. No ínicio, até consegui ler bastantes livros, mas depois comecei a ficar obcecada em cumprir a meta, em tentar ler mais rápido, mas acabei por desistir. Sabem porque é que desisti? Porque não fazia sentido tornar algo que eu adorava fazer numa obrigação. E, ao tentar cumprir o desafio, era o que estava a sentir, que tinha de ler muitos livros por obrigação. No final desse ano, só li 25 livros ( cumpri apenas metade do desafio, portanto) mas adorei ler cada livro e as histórias que continham ficaram na minha memória.


Eu sou a favor da qualidade e não da quantidade. Até me doi ouvir certas pessoas que vão ler 150 livros este ano ( como é que essas pessoas conseguem ler essa quantidade de livros? O estudo/emprego não lhes "queima" a maior parte do tempo? ). Se lermos muitos livros num ano , dificilmente nos lembraremos das histórias e das personagens no final do ano. Além disso, se nos pusermos a ler vários livros seguidos armados em maluquinhos, a certa altura vamos estar somente a ver letras juntas em vez de visualizar a história e a deixar a imaginação trabalhar ( quem lê por gosto, sabe do que estou a falar: imaginar o aspeto físico de uma personagem, da casa...). É como as pessoas que gostam de correr: elas adoram correr, mas se correrem durante 5 horas seguidas, vão ficar cansadas. Tudo na vida tem que ser com moderação!

O objetivo dos livros é mergulharmos num mundo diferente e imaginário, para fugir à realidade por uns momentos. Ir a sítios que nunca fomos e viver experências que até nunca podemos nunca vir a viver na realidade. Eu considero mesmo um livro um meio de transporte, como o é um carro ou avião. Não faz sentido obrigarmo-nos nós própios a ler muitos livros, só para depois dizer às outras pessoas que lemos x livros num ano e que, por isso, somos muito cultos e inteligentes.

Qual a vossa opinião sobre as metas de leitura? São a favor ou contra?

Ps: Atenção que esta é a minha opinião pessoal, não julgo aqueles que fazem objetivos literários.
 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

17 comentários:

  1. Ler - para além dos livros obrigatórios da Faculdade - deve ser sempre uma atividade que escolhemos porque nos dá gosto. Eu não adiro a esses desafios nem me imagino a fazê-lo - muito menos àqueles que definem temáticas para os livros. Leio os livros que quero. Não leio nenhum num ano inteiro se não me apetecer. E, quando leio, leio os livros que me interessam - normalmente focados em coisas verídicas ou até livros mais técnicos, não sou grande fã de romances e afins.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora nem mais :). Concordo contigo.
      Eu gosto muito de ler romances.

      Eliminar
  2. Eu prefiro ler ao meu ritmo e não por metas, mais vale ler 1/2 livros bons do que estar a ler só para atingir aquela meta , é a minha opinião :)

    ResponderEliminar
  3. Eu não acho que estabelecer uma meta de leituras seja mau de todo. Eu adoro ler e não há dia em que não o faça, mas por exemplo no meu caso, dizer que quero ler 50 livros é uma maneira de me orientar e dentro desses 50 listar os livros que estou para ler há algum tempo. E em 365 dias eu acho que seja possível, mesmo com os trabalhos da escola e as actividades fora da mesma. É claro que as metas devem ser estabelecidas conforme o nosso tempo. Se uma pessoa trabalha, tem filhos, outras preocupações e tem como objectivo ler 100 livros em um ano, aí é que consigo concordar contigo. Ou mesmo alguém que esteja na universidade e queira seguir a meta dos 100 livros.
    Eu também acho que para alguém que não goste de ler, estabelecer uma meta pode ou até não resultar, dependendo dos objectivos da pessoa.
    É tudo uma questão de organização e da maneira como as pessoas pensam, mas consigo perceber o que é que queres dizer.

    avidadelyne.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que devemos ler por prazer, logo não faz sentido para mim estabelecer metas, nem que seja só para ter uma orientação... Gosto sim de fazer listas com os livros que quero ler ( ainda vou ver se publico um post essa semana com essa lista) , mas não estabeleço um número de livros, vou acrescentando à lista conforme o meu interesse.
      Obviamente, uma pessoa com trabalho ou na faculdade ( como eu) não tem tempo para ler 100 livros, por isso não faz sentido estabelecer metas assim...

      Eliminar
    2. Tens toda a razão. Mas é como digo, depende de pessoas para pessoas e da forma como elas se sentem mais confortáveis, sendo ou não uma atividade de lazer. Eu, por exemplo, sou do tipo de pessoa que funciona muito melhor quando tem um número estabelecido e uma lista colada à testa porque senão não consigo funcionar com as outras coisas que tenho de fazer. Mas consigo mesmo perceber a ideia que queres transmitir :D

      Eliminar
  4. Eu concordo contigo. Nunca estabeleci nenhuma meta no que diz respeito à leitura porque é algo que amo e estabelecer padrões vai automaticamente fazer com que a magia se perca.
    Eu leio muito, muito mesmo, mas também tenho semanas de não pegar num livro.
    Desde que o ano começou já li dois livros, mas não porque tenho de "derrotar" a lista do ano que passou mas porque foram livros que realmente queria ler e tenho tempo, o que ajuda.
    Ler é uma paixão e jamais devia ser uma competição, ainda que com nós próprios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu por acaso ainda não li nenhum livro este ano. A culpa é da faculdade xD. Os únicos livros que ando a ler agora são os de Anatomia ( e estou eu a estudar para um exame que ainda não sei se posso fazer, porque ainda não saiu a nota do primeiro).

      Eliminar
  5. concordo plenamente. detesto ter que ler livros por obrigação, parece que olho para as frases e não compreendo o que está lá escrito, pois acabo por estar a pensar noutra coisa e quando chego ao fim da página percebo que não percebi nada do que li.
    ler é uma atividade que é suposto dar prazer, e tal como outras atividades de lazer, é nos tempos livres e não é nenhuma "corrida".
    de facto, é bastante estranho, para não dizer estúpido, fazer dos nossos hobbies uma corrida. se o objetivo é obter prazer, fazer da atividade um stressor vai fazer com que deixemos de gostar tanto.
    beijinhos, Noelle :) http://supergirlinconverse.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Por acaso nunca tinha pensado nisso. No ano passado, pôs a meta de ler 20 livros, escusado será eu dizer que nem a meio cheguei porque muitas das vezes a preguiça toma conta de mim ahaha , mas visto dessa forma, concordo plenamente contigo. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o que acontece quando se faz metas, se fosse preciso se não tivesses estabelecido uma meta, até tinhas lido mais, porque não tinhas aquela pressão de ler... Eu também gosto muito de ler, mas às vezes também me dá preguiça xD. Mas agora com a faculdade já não leio há tanto tempo que até já sinto saudades. O que eu daria agora para estar a ler um livro em vez de estudar...

      Eliminar
  7. Eu acho que o número de livro, em si, é que é o verdadeiro problema. Estabelecer uma meta pode ajudar as pessoas que perderam o hábito de ler. Mas concordo muito com o que dizes. Ler não deve ser uma obrigaçao. O livro é para ser vivido, com calma e coração, não com pressas e tem limitado.

    ResponderEliminar
  8. Não era algo que eu faria, sou apologista de muitas metas, mas acho que as de leitura não são saudáveis porque tal como te aconteceu, depois passa a ser uma obrigação, acho que devemos ler porque gostamos :)

    ResponderEliminar