!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

sábado, 16 de janeiro de 2016

Maus hábitos que quero quebrar.


Os maus hábitos costumam ser difíceis de quebrar. É difícil manter bom hábitos ( tal como fazer exercício físico, com este frio só apetece ficar debaixo da mantinhas a ver um filme), por isso devia ser igualmente difícil manter os maus hábitos. Mas não, os maus hábitos, esses são fáceis de manter, e temem em ficar!

Toda a gente tem maus hábitos. E eu não sou exceção. Mas estou decidida a acabar com eles, para me poder tornar numa pessoa melhor e poder viver mais. E aqui ficam alguns maus hábitos que quero quebrar.

1. Roer as unhas: Roí as minhas unhas durante 10 anos. Ficaram num estado tão lastimável que no Secundário me comprometi a deixar de roê-las. E de facto consegui manter essa promessa. Pelo menos até chegar à universidade. Agora que cheguei à universidade, com o stress das frequências, trabalhos e entregas, voltei a roê-las. Agora, as minhas unhas estão piores do que nunca ( se é que se pode dizer que eu ainda tenho unhas) . É algo que me afeta um pouco, uma vez que já não pinto as unhas há muitos meses por causa de estarem frágeis e muito curtas.Por isso, decidi que a partir de hoje vou deixar de roê-las, para salvar as minhas unhas ( ou o que resta delas).

2. Usar menos o telemóvel: Tenho notado que me tenho tornado cada vez mais viciada no meu telemóvel. O que começou por ser uma necessidade, agora é um vício. E a culpa disto tudo é de me terem dado um smartphone o ano passado ( não estou a ser mal agradecida, papás, adoro sempre as vossas prendas). Já se estava mesmo a ver que com um telemóvel em que posso ir ver o instagram, o bloglovin ou o facebook a qualquer momento, com apenas acesso a wi-fi, iria dar numa dependência. Ter uma fonte de distração tão próxima de mim pode me vir a prejudicar os meus estudos e a minha capacidade de concentração por isso é, sem dúvida, algo que tenho de mudar.

3. Deixar a tarefa mais díficil para o fim do dia ( e depois não a fazer): No que toca sobretudo ao estudo, tenho o mau hábito de deixar a matéria mais díficil para o fim, o que normalmente acaba mal, porque acabo por não ter tempo para ler essa matéria com calma e, como devem calcular, costuma prejudicar-me nos testes. e, no fundo, este hábito não se reflete só no meu estudo, mas na minha vida toda. Costumo deixar tarefas como arrumar o quarto, limpar o pó e outras coisas desagradáveis ( porque eu não uma dona de casa perfeita nem nada que se pareça) para o fim. E depois essas tarefas custam mais a fazer. Por isso, este ano quero estabelecer a meta de, no início do dia, começar a fazer as tarefas mais difíceis porque, desta forma, as outras tarefas todas vão ser muito mais fáceis e rápidas de realizar, e o meu dia irá correr muito melhor.

4. Sofrer menos por antecedência: Sou uma pessoa muito nervosa e stressada. O que para as outras pessoas pode ser uma coisa insignificante, para mim pode ser o suficiente para me causar ansiedade. O grande problema é que eu muitas vezes sofro antes das coisas acontecerem. Por exemplo, se eu tiver uma apresentação na quinta-feira, no domingo já estou nervosa e a imaginar o pior cenário possível. E no dia dessa apresentação, até me corre bem e eu tiro boa nota, ou seja, foi escusada toda a ansiedade que tive nos dias anteriores. Quero começar a viver mais um dia de cada vez, a focar-me mais nos meus objetivos, em vez de sofrer por antecedência e imaginar todos os piores cenários possíveis.

5. Pensar de mais: Tenho noção que penso de mais nas coisas. Crio muitas vezes expetativas em determinados acontecimentos que depois se revelam uma desilusão, penso como seria a minha vida se tivesse escolhido x caminho... Para piorar as coisas, às vezes, à noite a minha mente tortura-me com todas as más decisões que tomei, erros cometi, situações embaraçosas que passei. Tenho também a noção que sou um bocado pessimista, e é algo que quero mesmo mudar. A maneira como pensamos tem uma grande influência na nossa vida e, por vezes, determina o quão bem sucedidos somos. Existe até uma citação do Budha que diz: " Rule your mind or it will rule you" ( "Controla a tua mente ou ela vai controlar-te").

E vocês? Que maus hábitos querem quebrar?
 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

19 comentários:

  1. Sou igualzinha,só não sou de roer as unhas!
    A minha mãe sempre disse que o bom a fazer para parar de roer é colocar algo no verniz transparente (alho ou algo que não seja agradável) assim no momento que ias roer paravas por causa do sabor...
    Eu não precisei disso, e ainda bem!
    beijinhos
    Cantinho da tequis
    Facebook Cantinho da tequis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que isso não ia resultar comigo, porque eu lavo as mãos e continuo a roer xD. O que resulta é a mente, comprometermos-nos a deixar de roer as unhas. Se não houver força de vontade, esses truques não adiantam.

      Eliminar
  2. Eu sofro de todos esses males! Também roí as unhas durante imenso tempo há uns anos decidi deixar de roer. Andei dois anos com as unhas lindas (só não eram perfeitas porque os dedos já estavam moldados às unhas roídas). Mas um dia parti uma unha e olha, roí as outras todas! Andei assim uma data de meses e depois voltei a deixar crescer. Agora voltei a roer e ando assim. Até que me apeteça deixar crescer outra vez.
    Curiosamente já usei mais o telemóvel que uso agora. Uso mais o computador. E revejo-me totalmente nos outros pontos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso foi mais ou menos o que me aconteceu xD Tenho que ter cuidado para não partir as unhas, se não vou pelo mesmo caminho que tu xD.

      Eliminar
  3. Eu quero deixar de roer unhas! A minha namorada chama a atenção, mas pronto, quero ver se deixo porque eu detesto este vicio xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também detesto mesmo este vício, por isso é que o quero largar :).

      Eliminar
  4. Um dos meus piores hábitos é martirizar-me durante um certo período de tempo com algo que posso ir mudando gradualmente, de forma a corrigir o mal feito. É bastante mau carregar este tipo de hábito, mas tenho de confessar que tenho vindo a melhorar bastante esse meu lado e conseguido ser mais compreensiva comigo mesma.

    avidadelyne.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que conseguiste melhorar. Esse hábito é mesmo horrível. Eu também vou conseguir :).

      Eliminar
  5. Após anos e muitas tentativas falhadas para deixar de roer as unhas, posso dizer que já não sinto essa necessidade. Não vou mentir, às vezes ainda pode acontecer numa ou outra, mas é muito raro. Só não estou tão mal como tu em relação ao uso do telemóvel porque não tenho internet grátis, se não nem quero imaginar. Já me basta o vício de apps como o instagram haha. Quanto aos últimos dois pontos, podiam ter sido escritos por mim. Quem me conhece sabe que sou a pessoa mais stressada e preocupada de sempre (muitas vezes sem razão sequer). Por muito que me digam para relaxar, a minha cabeça não funciona assim, penso sempre em mil e um cenários para todas as situações, acabando completamente esgotado psicologicamente. Espero que consigas superar todos estes obstáculos :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que conseguiste, parabéns, quem roi as unhas sabe que é um vício muito díficil de acabar :).
      Eu não tenho internet grátis, só tenho 200 MB por mês ( o que não é nada, gasta-se em meia hora). Eu tenho é acesso a Wi-fi em quase todo o lado:em casa e na faculdade.
      Sou exatamente como tu, é mesmo horrível.

      Eliminar
  6. Identifiquei-me imenso. Também ando a tentar não pensar tanto! Espero que consigas ultrapassar :3

    Ana ♥
    http://aruivablog.blogspot.pt/ N/POST

    ResponderEliminar
  7. Se conseguires sofrer menos por antecedencia (é mesmo ansiedade!) Avisa-me, a coisa por estes lados anda sempre mal!

    Segui o blog :)

    beijnho,

    Marlene,
    McTBeauty: http://mctbeauty.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ok, eu depois dou-te a receita para acabar com o vício :).
      Obrigada :).

      Eliminar
  8. Identifiquei-me em tudo menos em roer as unhas. Espero que consigas quebrar esses maus hábitos, estamos juntas ;)

    Beijinho, Beauty Queen

    ResponderEliminar
  9. Acho que só não tenho o mau hábito de roer as unhas... Mas a essa lista juntava mais algumas coisas como o fumar. Hábito a largar este ano e em breve, sem dúvida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não fumo, nunca experimentei para nem sequer entrar nesse vício. Mas boa sorte :).

      Eliminar
  10. Também sofro do mal de pensar em tudo o que pode correr mal e ficar super nervosa :) Mas ultimamente até me tenho controlado minimamente senão seria uma catástrofe

    Cidadã do mundo desconhecido
    http://cidadadomundodesconhecido.blogspot.com/

    ResponderEliminar