!-- Javascript Resumo Automático de Postagens-->

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Carta para o meu "eu" de 13 anos.



Com o passar do tempo, começamos a pensar de maneira diferente, e percebemos que cometemos certos erros no passado. Não são erros dos quais nós nos arrependemos, mas se pudéssemos voltar atrás, faríamos certas coisas de maneira diferente. Por isso, achei engraçada a ideia de escrever uma carta para o meu eu mais novo, neste caso escolhi escrever uma carta para o meu eu de 13 anos, porque é o início da adolescência, onde ainda estava a formar a minha identidade.

" Querido eu de 13 anos,

Estou a escrever esta carta com a plena consciência que tu acharás tudo o que te contar uma treta e acharás que eu tenho a mania, o que não me surpreende porque tu não ligas à opinião dos outros, e no futuro também continurás assim, embora tenhas um bocadinho de mais juízo na tua cabeça.

Primeiro, pára de tentar ser igual aos outros, só para seres mais popular e teres mais amigos. Estás a atrair as pessoas erradas para a tua vida e, mais cedo ou mais tarde, elas irão abandonar-te, porque se vão aperceber que não és igual a elas, mas ainda bem que não és. Sê tu própia. Assim, vais atrair as pessoas certas para a tua vida. Além disso, vais perceber que tem mais piada sermos nós própios, sermos diferentes, do que sermos mais uma pessoa no meio de muitas.

Não fiques triste por teres poucos amigos agora. O que importa é a qualidade e não a quantidade. Valoriza os amigos que tens: vais perceber mais tarde que eles são mais importantes do que tu pensavas, pois contribuirão para a construção da tua identidade. Poderás no futuro não falar com eles com a regularidade que fales agora, por isso aproveita agora todos os intervalos das aulas para estares com eles.

Sei que de momento, estás apaixonada pelo rapaz que está ao teu lado nas aulas. Acreditas que o que sentes por ele é verdadeiro, e eu não vou dizer o contrário, porque sei que é aquilo que sentes mesmo, e sentirás o mesmo nos próximos quatro anos. Mas acreditas que vais namorar com ele, que irás casar com ele, e não vale a pena continuar a lista, porque , por muito que te custe, isso nunca irá acontecer.

 O rapaz não sente o mesmo por ti. Afasta-te dele, ele é demasiado possessivo. Porém, já sei que não me vais dar ouvidos, porque estás de tal maneira apaixonada que ficaste cega, e esse rapaz vai magoar-te. Daqui a um ano, vais dizer-lhe o que sentes, ele vai dizer-te que tu és louca, e tu vais para casa chorar e sentir o teu primeiro grande desgosto amoroso. Gostava de te poder dizer que vais ter mais sorte para a próxima, mas não vais ter sorte no amor nos próximos anos. Deixa lá, o rapaz por quem estás apaixonada também não terá sorte no amor nos próximos anos. Ele andará tão deseperado para arranjar uma namorada no secundário, que afungentará todas as raparigas. Não sabe a sorte que tem em uma rapariga como tu gostar dele. De qualquer maneira, no futuro tu já não estarás interessada nele.

Pára de te irritar com as pequenas coisas. Pára te explodir quando as pessoas te provocam, para de começar discussões... Pára de te irritares e de perder a paciência com pequenos problemas. No futuro, terás de lidar com problemas maiores, muitas pessoas irão provocar-te porque têm inveja de ti... Mantêm a calma! O que essas pessoas querem é deitar-te abaixo, a culpa é delas, mas se tu explodires e gritares, a culpa passará a ser tua.

Para de tentar agradar aos teus pais, de seres o que eles querem que tu sejas. Tu é que és dona do teu destino, não eles. Sê aquilo que tu queres ser. Não te importes com os outros. Não estudes muito nem tires boas notas para agradar aos teus pais: tira boas notas porque isso vai ser importante para o teu futuro, porque quando terminares o secundário, vais perceber que o teu esforço valeu a pena e poderás entrar para aquilo ue tu queres (leste bem, para aquilo que tu queres, e não para o que os teus pais querem).

Por fim, quero que entendas que a vida não vai ser como tu a imaginaste.Vais apanhar muitas desilusões, vais sentir-te frustada e vais ter vontade de desistir. Mas tenho que te dizer que ainda assim, vai ser MIL VEZES MELHOR do que tu a imaginaste. No entanto, vais falhar muitas vezes e muitas pessoas durante o caminho vão desiludir-te, mas nunca desistas.

Só mais uns conselhos:
-Sê tu própia.
-Não ligues aos que os outros pensam/dizem sobre ti.
-Arrisca mais.
-Para de adiar as coisas. Fá-las agora.
-Para de ser pessimista. Sê mais otimista. A vida é demasiado curta para só veres as coisas más e não olhares para as boas.

O teu eu mais velho e sábio,


 photo assinatura_zpsrhqg6p3f.png

18 comentários:

  1. Adorei :)


    http://luaaa07.blogspot.pt/2015/08/giveaway.html Giveaway no blog :)

    ResponderEliminar
  2. é uma carta muito bonita, gostei muito! era tão bom podermos falar com os nossos eu do passado... eu também tinha muitas coisas para me dizer xD
    ps. gosto muito do teu blog e identifico-me contigo em quase tudo o que escreves (é assustador!) e de certa forma inspiraste-me a criar um eu própria, ainda sou uma recém nascida nestas coisas de blogs, mas se quiseres espreitar, aqui fica :) http://supergirlinconverse.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :). Fico feliz por te ter inspirado em criares um blog. Vais adorar a blogosfera, é fantástica :).
      Vou já dar um saltinho ao teu blog.

      Eliminar
  3. Cherryamiga

    Li, reli, trili e adorei. Mas escusavas de dar tantos conselhos ao teu eu. Águas passadas não movem moinhos...

    Qjs do cota Leãozão

    ... e ainda não foste ler e comentar o meu artigo sobre a chuva a potes...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :). Eu imaginei o que diria se encontrasse o meu eu antigo, talvez sejam conselhos a mais, mas é o que eu diria...
      Vou já ver esse post :)

      Eliminar
  4. Opá, adorei mesmo muito!
    Beijinhos :)
    http://those-colorful-words.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Adorei... É uma grande ideia... A adolescência é tramada...

    Beijinhos primaveris :)

    Menina Primavera

    http://meninaprimavera2015.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :). Verdade, a adolescência é uma fase difícil.

      Eliminar
  6. Talvez o teu eu, seja "eu" o problema é que faltam uns mesinhos para os treze!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Então talvez estes conselhos te ajudem :)

    ResponderEliminar